Quarta-feira, 18 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº996
Menu

INTERESSE PúBLICO > ORIENTE MÉDIO

Hamas encena morte de Bush em programa infantil

03/04/2008 na edição 479

O presidente dos EUA, George W. Bush, foi ‘assassinado’ por um menino palestino em um programa de TV da emissora al-Aqsa, ligada ao Hamas. O programa infantil, exibido na semana passada, apresentou um teatro de bonecos em que o fantoche do presidente era esfaqueado ‘até a morte’. ‘Você é um criminoso, Bush, um homem desprezível. Você me tornou órfão. Você me tirou tudo’, dizia o fantoche que representava uma criança, acusando Bush de matar sua família no Iraque e em Gaza, no conflito com Israel. ‘Preciso me vingar com a espada do Islã’, bradou o boneco ao matar o presidente, prometendo transformar a Casa Branca em uma mesquita.


Não é a primeira vez que a emissora usa fantoches e personagens fantasiados para ilustrar o conflito do movimento islâmico contra Israel e a oposição ao apoio americano ao Estado judeu. No ano passado, a al-Aqsa exibiu um programa estrelando Farfour, um sósia piorado do rato Mickey Mouse, que pedia às crianças que lutassem contra Israel em nome do Islã. Farfour acabou ‘assassinado’, no ar, por um ator representando um agente de segurança israelense.


O Hamas, que controla a Faixa de Gaza, é criticado pelos EUA por sua recusa em reconhecer Israel, acabar com a violência e aceitar a existência de acordos de paz entre palestinos e israelenses. A facção acusa o governo americano de apoiar ações militares de Israel na Faixa de Gaza – ataques contra alvos militares que por vezes resultam em mortes de civis. Informações de Nidal al-Mughrabi [Reuters, 1/4/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem