Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

INTERESSE PúBLICO > NOTA OFICIAL

Igreja Universal compra Rede Guaíba

Por Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS em 27/02/2007 na edição 422

A venda da concessão pública da Rádio Guaíba AM, Rádio Guaíba FM e TV Guaíba para a Igreja Universal, proprietária da Record, mostra mais uma vez como os empresários e o governo tratam a Comunicação no Brasil: um negócio como outro qualquer, altamente rentável, sem nenhuma responsabilidade ou compromisso social.

Todos sabem que a operação de emissoras de rádio e TV dependem de concessão pública definida e delimitada em lei federal. Se, por qualquer razão, o permissionário não está mais interessado em operar, deve devolver sua licença ao Ministério das Comunicações e negociar apenas o patrimônio físico – prédios e equipamentos. Neste caso, como em todos os ‘negócios’ que ocorrem no Brasil, os donos da mídia privada vendem as concessões públicas com toda a liberdade e cumplicidade do governo federal. Ganham dinheiro com o que não é seu, mas de toda a sociedade brasileira. Pergunta-se: para que serve a lei?

A entrada da Rede Record no Rio Grande do Sul reforça a supremacia da produção das grandes redes nacionais em detrimento das emissoras de programação de conteúdo local e regional, outra distorção típica da Comunicação no Brasil. A venda, estimada em R$100 milhões, encaminha questões que os envolvidos no negócio devem esclarecer à sociedade o mais breve possível:

** Quando a Rede Record começa a operar a TV e as rádios?

** Como ficará o contrato da rede paulista com a TV Pampa?

** A Rede Record investirá em produções locais ou se limitará a transmitir os eventos religiosos da Igreja Universal?

** A TV Pampa se tornará uma emissora independente ou vai negociar a entrada em uma nova rede nacional?

E, também de suma importância, como ficarão os empregos dos colegas jornalistas e radialistas que hoje trabalham nas emissoras envolvidas no negócio? Para buscar respostas a essas perguntas, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS está solicitando à direção da Rede Record, em São Paulo, uma reunião para saber da empresa como será o processo de implantação em Porto Alegre.

******

www.jornalistas-rs.org.br

Todos os comentários

  1. Comentou em 22/06/2007 LUCI GOZZI

    e lamentavel , o dinheiro com pra tudo. Espero que a programação continue a mesma.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem