Domingo, 16 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1041
Menu

ENTRE ASPAS >

Império fortalecido pela compra de rádios e TVs

03/02/2009

O rádio foi o primeiro meio de comunicação usado pela Igreja Universal para alavancar sua expansão pela América Latina. Como fez no Brasil, ao dar os seus primeiros passos, quando alugava espaços nas programações radiofônicas no final dos anos 70, a Universal deu início ao seu império multinacional em 1999, na Argentina, com a compra de uma emissora de rádio.

Por meio de Ricardo Cis, seu representante no país, a igreja comprou a rádio Buenos Aires (AM 1350) por US$ 15 milhões.

No momento de declarar a compra por esse valor, a relação de bens de Cis – que nasceu em Bahía Blanca, Argentina, e trabalhou com comunicação no Brasil – era de 28.834 pesos. Posteriormente, declarou à Asociación Fiscal de Ingresos Públicos (AFIP) que tinha, no país, 8.173.559 pesos, o que não atingia o valor da rádio.

Desde então, a Universal tem se dispersado territorialmente na América Latina com a combinação de dois fatores: o estabelecimento de templos nas principais cidades, principalmente nas áreas mais pobres, e forte presença nos meios de comunicação, com canais próprios ou aluguel de espaços.

Na Argentina, a igreja também publica um jornal gratuito, chamado El Universal, que, na edição de 2 de novembro do ano passado, indicava 186.950 exemplares.

Além da Rádio Buenos Aires, a Universal também possui, na capital, a rádio FM 106.3 MHz, que transmite seus programas 24 horas por dia.

A exemplo do que faz no Brasil, em seus programas, a Universal promove a ‘Terapia do Amor’, na qual casais buscam soluções para seus problemas sentimentais. Um aviso estimula: ‘Receba, na Terapia do Amor, as unções com as essências aromáticas nos últimos nove sábados do ano’, diz o apresentador.

A igreja lança campanhas constantemente; por exemplo, em 9 de novembro, promoveu uma jornada de seis domingos ‘pela transformação da família’.

Para tanto, transmite o ‘Programa da família’ todos os dias, de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h e de 0h a 1h, por um canal de notícias a cabo, o América 24, e por canais abertos, que também podem ser vistos por outras duas grandes redes a cabo.

Em novembro passado, na abertura desse ciclo de ‘transformação’, no qual 1.500 pessoas lotaram o Templo da Fé, três câmeras da organização, uma delas instalada sobre um guindaste, filmavam tudo.

No Uruguai, o processo de ocupação da mídia aconteceu na mesma época. Se os fiéis eram poucos no início, quando os pastores atravessaram a fronteira nos anos 90, o ano 2000 marca a ruptura em relação à popularidade da igreja. A partir daí, a Universal começou a ter seu próprio espaço televisivo e maior oferta de serviços religiosos.

Em 2001, já contava com 14 igrejas. Os últimos dados são de 16 no interior e seis em Montevidéu, além de 28 locais de oração chamados de anexos.

Doações para fazer jornal

O primeiro passo foi a compra de meia hora no Canal 12 (um dos três canais abertos privados da capital), logo após o fim do noticiário da meia-noite, além de espaços no rádio. A partir de 2003, dois programas de TV nacionais passaram a divulgar testemunhos e imagens que reproduzem basicamente o que acontece nos templos. Atualmente, a Igreja tem espaços no Canal 10, Canal 12, Canal 4 e na rádio Imparcial, 1090 AM.

Os fiéis também se mantêm em contato por meio de um programa na rádio Continente, todos os dias, das 14h às 19h, e pelo Canal 10, nas madrugadas a partir das 0h30m, todos os dias, com exceção dos sábados.

Na Colômbia, a igreja tem um espaço televisivo arrendado no Canal Uno, de propriedade do Estado, veiculado de segunda a sexta-feira, às 11h e às 23h30m; e, aos sábados, às 23h. O programa se chama ‘Centro de Ajuda Espiritual’ e, além de ser uma extensão dos cultos do templo, oferece assessoria para que pessoas se libertem de ‘enfermidades, desgraças e má sorte’.

Esse espaço é conhecido popularmente como ‘o programa dos cristãos brasileiros’.

A equipe de comunicação produz peças publicitárias sobre novenas e campanhas, assim como programas de rádio e edita um jornal. Durante os cultos, é comum o pastor avisar que, na saída, cada pessoa receberá um jornal. Um envelope estará colado a ele para que, quando voltem, o tragam com sua doação para manter o jornal. O pastor argumenta que é uma forma de massificar a fé.

O crescimento no México foi reforçado por sua presença em meios eletrônicos, principalmente no Distrito Federal e na zona metropolitana do Valle de México, Michoacán, Cuernavaca, Mérida e outras cidades de Yucatán, Toluca, Monterrey, Puebla, Guadalajara, León, Tijuana, Veracruz e Culiacán. A Universal está presente nos sistemas Sky e Cablevisión, por meio do canal 4 da Televisa. No Equador, além de contar com seus locais de oração (até 1999, 15 templos por todo o país) e de receber dinheiro de seus seguidores, um programa de televisão noturno é retransmitido, no país, pela TC Televisión.

Nos oito países onde foi feita esta reportagem, dirigentes da Universal foram procurados e não quiseram dar entrevista. No Brasil, o presidente da Universal, Jerônimo Alves, foi procurado e não se pronunciou.

***

O crescimento na América Latina

COSTA RICA 

Na Costa Rica, a Igreja celebra cultos na sua sede nacional e em outros cinco locais alugados no centro de San José, no populoso e popular Cantón de Desamparados e nas capitais das províncias de Cartago, Alajuela, Limón e Guanacaste. Também oferece cultos em salões comunitários de outras seis áreas urbanas e rurais, na maioria povoamentos pobres. Aluga horários em rádios e TVs.

MÉXICO 

A Igreja Universal chegou ao México há 14 anos como uma organização civil. Em apenas três anos, aumentou o número de santuários, ou ‘endereços da felicidade’, como são chamados, de 48 para 86 em todo o país. Estão situados nas cidades mais importantes (19 imóveis, que funcionavam como cinemas, servem de santuários e outros três foram teatros). Aluga horários em rádios e TVs.

COLÔMBIA 

A Universal possui 62 sedes em todo o país. Em Bogotá, além do gigantesco templo principal, situado no bairro Restrepo, há outros 21 em diferentes pontos da cidade, principalmente em áreas populares. Aluga horários em rádios e TVs.

ARGENTINA 

Na capital, a Igreja Universal tem oito templos; na província de Buenos Aires, 73; e no interior do país, outros 79, que destacam na sua entrada o lema ‘Jesus Cristo é o Senhor’. Há, ainda, mais 20 templos em outras localidades menores. A igreja tem duas emissoras de rádio e aluga horários nas emissoras de TV.

BRASIL 

Fundada em 1977 por Edir Macedo, a Igreja Universal conta com 23 emissoras de TV e 40 de rádio. Tem cerca de 4.500 templos (uma média de 10 novos por mês). É a terceira maior denominação neopentecostal do país, com 11,85% do total (quase 8 milhões de fiéis). De acordo com a própria igreja, seu patrimônio em 1995 era estimado em US$ 400 milhões.

URUGUAI

Em Montevidéu, a igreja conta com 14 pastores consagrados. Sua sede central fica no prédio do antigo cinema Trocadero. Também está presente nos departamentos de Artigas, Canelones, Cerro Largo, Colonia, Durazno, Paysandú, San José, Maldonado, Rivera, Tacuarembó e Salto.

******

Esta reportagem é publicada simultaneamente pelos jornais que compõem o GDA (Grupo de Diarios América): La Nación (Argentina), El Mercurio (Chile), El Tiempo (Colômbia), La Nación (Costa Rica), El Comercio (Equador), El Universal (México), El Comercio (Peru), El Nuevo Día (Porto Rico), El País (Uruguai), El Nacional (Venezuela) e O Globo (Brasil)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem