Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

INTERESSE PúBLICO > NOVAS TECNOLOGIAS

Jornalistas estão trabalhando mais, diz pesquisa

03/04/2008 na edição 479

Responsabilidades maiores, novas tarefas, mais preocupação com questões comerciais: estas foram algumas das mudanças provocadas pelas novas tecnologias na prática jornalística, revelou o estudo ‘2008 PRWeek/PR Newswire Media Survey’, realizado pela PR Newswire, empresa que fornece conteúdos corporativos para jornais. Para a pesquisa, foram entrevistados 1.231 jornalistas da mídia impressa, TV, rádio e plataforma online americanas.


Do total de entrevistados, 57% disseram que hoje sofrem maior cobrança para produzir mais do que há cinco anos, e 56% afirmaram que produzem material para outras plataformas de comunicação além daquela para a qual foram contratados. Atualmente, 39% dos repórteres de jornais impressos recebem algum tipo de cobrança para contribuir com a versão online da publicação em que trabalham.


O impacto das tecnologias


Na opinião de 67% dos entrevistados, nos próximos três anos haverá declínio na circulação impressa e aumento do foco na internet; neste mesmo período, acreditam 38%, as equipes jornalísticas serão reduzidas. Apesar da previsão negativa para a indústria, poucos repórteres acham que a publicação em que trabalham irá acabar: 63% deles acreditam que, ‘por um período indefinido’, os veículos de comunicação que os empregam continuarão com a mesma estrutura que têm hoje.


Como eles se vêem


Quando solicitados a identificar o aspecto mais importante de seu trabalho, 91% dos jornalistas afirmaram ser ‘tornar a publicação onde trabalham um sucesso, ao criar conteúdo atraente para a audiência’. O fator ‘educar e informar as massas’ foi pouco mencionado, o que sugere uma maior atenção dos profissionais nas redações a questões comerciais.


Com relação ao público, 73% deles responderam que a opinião pública referente aos jornalistas piorou nos últimos cinco anos; 52% acreditam que o público tem uma opinião negativa sobre eles.


Assessores


Quase 90% dos entrevistados têm o e-mail como método preferido de contato com assessorias de imprensa; pouco menos de 7% preferia nem ao menos ser contatados por assessores. Cerca de 86% dos blogueiros declararam que recebem informações de assessorias de imprensa e, segundo eles, apenas 24% destas informações resultam em matérias. Informações da Editor & Publisher [27/3/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem