Terça-feira, 17 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº995
Menu

INTERESSE PúBLICO > TELETIPO

Médicos em campanha contra tabaco na mídia

08/07/2008 na edição 493

A Associação Médica Britânica declarou que filmes que apresentam uma imagem positiva do tabaco deveriam ter classificação para maiores de 18 anos. Em sua conferência anual, em Edimburgo, a organização afirmou que milhões de crianças e jovens são encorajados a adotar o vício do fumo a partir da glamourização do cigarro no cinema e na televisão. Segundo os médicos, uma ação mais dura dos censores poderia salvar milhares de vidas. Vivienne Nathanson, diretora de ciência e ética da Associação, afirma que são necessárias mudanças na legislação para evitar que outra geração de crianças seja atraída pela nicotina. ‘Os jovens são cercados por imagens positivas do tabaco, desde pais e amigos fumantes até celebridades e modelos que vêem na mídia. Também estão expostos a um forte marketing da indústria do tabaco. Tudo isso serve para reforçar o hábito como algo legal de se fazer’, resume ela, que está lançando uma campanha para tornar o Reino Unido livre do fumo até 2035. Informações de John Carvel [The Guardian, 7/7/08].

Documentário irrita família de ex-presidente egípcio

A família do ex-presidente egípcio Anwar Sadat ameaça processar os produtores iranianos de um documentário que apresenta a morte dele, em 1981, como o assassinato de um traidor por um mártir. O filme Assassinato de um Faraó foi exibido na TV iraniana e, segundo o jornal al-Masry al-Youm, fala sobre o ‘assassinato revolucionário do presidente egípcio traidor pelas mãos do mártir Khaled Islambouli’. O militante islâmico Islambouli, membro do Exército egípcio, metralhou Sadat em uma parada militar no Cairo, em outubro de 81. Ele foi condenado e executado no ano seguinte. O documentário afirma que Sadat foi morto por assinar, em 1978, o primeiro acordo de paz de um país árabe com Israel. ‘Este filme é uma tentativa baixa de manchar a imagem de um homem e deturpar a História’, afirmou Talat Sadat, membro do parlamento egípcio e sobrinho do ex-presidente. Informações da AFP [6/7/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem