Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

INTERESSE PúBLICO >

Programa criticado por mostrar ‘assassinato’ de Obama

27/05/2009 na edição 539

O Conselho de Normas de Radiodifusão do Canadá determinou que a emissora de TV Radio-Canada errou ao exibir uma cena que simulava o possível assassinato do presidente americano Barack Obama e sugeria que ele era um ladrão, no programa de comédia Bye Bye. ‘Nós não somos racistas. Será bom ter um negro na Casa Branca. Será prático. Preto no branco, será mais fácil atirar nele’, teria dito um dos apresentadores.


Exibidas na véspera do Ano Novo, as imagens geraram mais de 200 reclamações. Obama, que assumiu o cargo em janeiro, é o primeiro presidente negro dos EUA. Segundo o órgão, ‘nada foi encontrado no suposto programa de comédia que justifique que um presidente americano deva ser morto, ainda mais associando isto à cor de sua pele. Foi um comentário racialmente abusivo’.


O programa ainda exibiu uma entrevista com um ator fingindo ser Obama. Um outro apresentador teria afirmado que os negros parecem iguais e alertou os telespectadores a esconderem suas bolsas. De acordo com o conselho, os comentários e cenas violaram as regras e foram ‘longe demais’. Os produtores refutaram a acusação de racismo, alegando que quiseram fazer brincadeiras com o presidente, mas sem ofendê-lo. Pesquisas indicam que canadenses gostam mais de Obama do que de seus próprios líderes. Em visita do presidente ao país, em fevereiro, milhares de moradores de Ottawa foram ao seu encontro. Informações de David Ljunggren [Reuters, 26/5/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem