Domingo, 19 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1037
Menu

INTERESSE PúBLICO >

Rádio, sociedade e democracia

Por Francisco Djacyr Silva de Souza em 22/01/2008 na edição 469

No mundo moderno é notória a necessidade de um processo de democracia que envolva os meios de comunicação, pois todo cidadão tem direito a uma informação séria, verdadeira e interativa. Os meios de comunicação devem falar a linguagem do povo enaltecendo sua cultura, discutindo suas necessidades e buscando lutar pelo desenvolvimento pleno e harmonioso da sociedade.

O rádio nos dias de hoje é um meio de comunicação que precisa se modernizar não apenas em termos tecnológicos, mas sobretudo em termos de interatividade e participação ativa – dando oportunidade ao povo de questionar seu conteúdo, dizer o que pensa da programação, opinar sobre os programas e questionar fatos desagradáveis que possam vir nas emissões radiofônicas. É preciso que os que fazem o rádio criem mecanismos de cidadania participativa para que este meio de comunicação seja uma construção coletiva.

Informação veraz

O rádio precisa ser respeitado pela sociedade – que também merece respeito com programas bem produzidos, mensagens verdadeiras e positivas, linguagem popular, defesa da cultura e valorização do ouvinte. É preciso que os locutores de rádio se organizem em prol de um rádio verdadeiro, respeitoso e compromissado.

Não podemos aceitar mensagens radiofônicas deturpadas, desrespeitosas e discriminatórias que alguns locutores insistem em emitir e que muitas vezes ainda fazem parte de algumas programações. É preciso que o rádio cidadão seja fortificado para que todos os que gostam deste meio de comunicação tenham direito a uma informação digna, verdadeira e de interesse público.

******

Presidente da Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem