Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

INTERESSE PúBLICO > FINANCIAL TIMES

Rejeitado novo sistema de avaliação de jornalistas

23/02/2007 na edição 421

O Financial Times desistiu de seu controverso plano de implantar um novo sistema de avaliação de equipe, noticia Stephen Brook [The Guardian, 21/2/07]. A proposta tinha como objetivo ter toda a equipe classificada como outperformers (para aqueles que haviam ultrapassado seus objetivos), steady performers (para aqueles que alcançaram suas metas) ou underperformers (para aqueles que não conseguiram atingir seus objetivos).


No início do mês, editores do FT e chefes das seções se reuniram para discutir o novo método de avaliação. ‘Depois de um debate saudável sobre a idéia de as pessoas serem distribuídas em categorias, ficou decidido que isto não seria mais implementado’, afirma Peter Chapman, chefe da assembléia de gráficos da National Union of Journalists, sindicato de jornalistas do Reino Unido.


Classificação justa


Houve, no entanto, quem elogiasse a proposta do novo sistema. O chefe de redação, Dan Bogler, admitiu em um e-mail recente a representantes de sindicatos que o FT não era justo ao avaliar jornalistas que não conseguiam alcançar suas metas. Segundo Bogler, o atual sistema, onde é preciso preencher um trabalhoso formulário, não funciona: os formulários são comumente preenchidos de maneira incorreta ou simplesmente arquivados e ignorados. ‘Não é um mecanismo efetivo de feedback da equipe – geralmente, os líderes da equipe e os cargos mais altos não são justos o suficiente com aquelas pessoas que, na verdade, não estão fazendo um bom trabalho’, conclui.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem