Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

INTERESSE PúBLICO >

Repórteres acusam dono da Tribune de negligência

23/09/2008 na edição 504

Um grupo de repórteres e ex-funcionários do Los Angeles Times abriu ação na justiça, na semana passada, contra o proprietário do jornal, Samuel Zell. Eles acusam o empresário de negligência na administração da Tribune Company, empresa proprietária do LA Times. Zell, presidente e executivo-chefe da Tribune, assumiu o grupo em dezembro de 2007, após comprá-lo por US$ 8,2 bilhões. A empresa privatizou-se, mas suas dívidas triplicaram. Desde então, mais de mil cargos foram cortados e bens foram vendidos para pagar as dívidas.


A aquisição foi estruturada com base no plano de propriedade de ações de empregados, que pagou grande parte da operação, tecnicamente tornando-os proprietários. Porém, eles não têm assentos no conselho, nem podem vender ações nos próximos anos. ‘Ao orquestrar o que era claramente uma transição imprudente, Zell e a ex-administração da Tribune quebraram seus deveres fiduciários aos empregados-proprietários’, declarou a ação legal. A administração anterior é acusada de se aproveitar de um acordo que sabia que prejudicaria a empresa. Zell é criticado por usar dinheiro do fundo de pensão dos empregados para financiar as demissões voluntárias do grupo.


Entre os jornalistas que abriram a ação estão o ganhador do Pulitzer Dan Neil, o ex-chefe de redação da sucursal de Washington Jack Nelson e o repórter Henry Weinstein, que cobre temas legais. O grupo exige uma quantia não especificada em danos morais e a retirada de Zell e outros membros do conselho. Informações de Richard Pérez-Pena [New York Times, 17/9/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem