Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

INTERESSE PúBLICO > HARRY POTTER

Último livro do bruxinho bate recorde de vendas

26/07/2007 na edição 443

O sétimo e último volume da saga do bruxinho Harry Potter bateu, em poucos dias, recorde de vendas nos EUA e Reino Unido. Lançado na madrugada de sexta-feira para sábado (21/7), o livro Harry Potter e as Relíquias da Morte teve mais de 11 milhões de cópias vendidas apenas nas primeiras 24 horas. No Reino Unido, a editora Bloomsbury registrou a venda de 2,7 milhões de exemplares; nos EUA, a editora Scholastic anunciou a surpreendente marca de 8,3 milhões de livros vendidos. Cerca de 400 mil exemplares – em inglês – também foram vendidos na Alemanha no mesmo período.


A empolgação foi tanta que Lisa Holton, presidente da Scholastic, chegou a comparar a excitação dos fãs de Potter nos EUA com a histeria coletiva durante a primeira visita dos Beatles ao país. ‘Neste fim de semana, crianças e adultos estão sentados em ônibus, no parque, em aviões e restaurantes lendo Harry Potter‘, afirmou ela em declaração.


Mistério e pirataria


Milhares de fãs do bruxinho criado pela autora britânica J. K. Rowling – hoje uma das mulheres mais ricas do mundo graças ao sucesso de Potter – formaram longas filas nas livrarias durante o fim de semana para conseguir sua cópia. Muitos chegaram a acampar na semana passada para serem os primeiros a botar a mão em um exemplar do último livro. A ansiedade se explica: criou-se um grande mistério em torno de ‘quem morre no fim’ e, em particular, se Potter sobrevive a sua última aventura.


Tanto segredo instigou também a produção de cópias piratas. Na Índia, foram apreendidas centenas de capas falsas do livro em Bangalore. Versões de Relíquias da Morte também pipocaram na internet, e dois jornais americanos publicaram resenhas antes do lançamento oficial. O New York Times, que foi condenado por J. K. Rowling pela crítica antecipada, afirmou que conseguiu o livro em uma livraria em Nova York, dias antes do lançamento.


Fortuna


As críticas de Relíquias da Morte foram, em sua maioria, positivas – chamando a atenção para o tom mais sombrio e mais adulto do livro. Rowling, hoje com 41 anos, deve ver sua fortuna, hoje estimada em pouco mais de US$ 1 bilhão, crescer mais ainda. Além dos livros, as cinco adaptações de suas histórias para o cinema arrecadaram US$ 4 bilhões em ingressos. O filme final deve ser lançado em 2010. Informações de Mike Collett-White [Reuters, 23/7/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem