Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

INTERESSE PúBLICO >

Um ministro atento às divergências

Por Alberto Dines em 05/04/2007 na edição 427

A primeira entrevista televisiva do ministro Franklin Martins no Observatório da Imprensa, na terça-feira (3/4), gerou algumas discussões nos meios jornalísticos e também políticos. Mas durante a entrevista delinearam-se algumas divergências.


Mesmo sem dispor ainda do formato da futura Rede Pública de TV (o que levará pelo menos 90 dias), Franklin Martins passou a impressão de que o núcleo central da nova rede será novo em folha. As redes culturais-educativas, embora já constituam uma razoável alternativa à TV comercial, serão complementares.


O novo ministro deixou claro que elas não serão abandonadas – ainda bem! – mas ficou a impressão de que o governo prefere um motor zero quilômetro.


Outra divergência relaciona-se com a campanha de anúncios para lançar o PAC, iniciada nesta semana. Franklin Martins concorda que, em tese, o governo não deveria desperdiçar recursos com propaganda, mas ao mesmo tempo enfatiza a importância estratégica do PAC – mesmo que o noticiário neste momento seja dominado pela crise na aviação civil que o PAC contempla de forma tangencial.


A importância da entrevista de Franklin Martins ao Observatório da Imprensa é que ela revelou um profissional comprometido com a transparência e atento às divergências. No caso de um ministro da Comunicação Social esses atributos são essenciais.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem