Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

INTERESSE PúBLICO >

WSJ lança revista em meio à crise

09/09/2008 na edição 502

Em meio à crise jornalística que assusta a indústria, o Wall Street Journal lançou, no último sábado (6/9), a revista WSJ., destinada a ‘consumidores sofisticados’ e ao público feminino. A nova publicação faz parte dos esforços da News Corporation, do magnata Rupert Murdoch, para expandir a companhia Dow Jones & Co., comprada em dezembro de 2007 por mais de US$ 5 bilhões. Executivos do Journal acreditam que se trata de uma decisão estratégica sensata. ‘É um posicionamento inteligente. Você tem que escolher seu lugar nos períodos ruins e estar posicionado na recuperação do mercado’, explica Ken Doctor, analista da empresa de pesquisa Outsell Inc.

A capa de estréia da WSJ. trouxe uma modelo com um vestido feito de papel de jornal e um artigo sobre os exercícios que Sarah Palin, candidata à vice-presidência dos EUA pela chapa republicana, costuma praticar. A idéia da News Corporation parece ser expandir e inovar ainda mais os produtos da companhia. Segundo Robert Thomson, chefe de redação do Journal, o sítio do diário passou por uma reformulação e será relançado na próxima semana, com conteúdo e design novos. Além disso, há planos de criação de outras revistas para ajudar nas vendas da edição de sábado do jornal. A revista acabou atraindo 19 novos anunciantes para o grupo e a maior parte deles optou por publicar nas edições do Journal nos EUA, Ásia e Europa.

Expansão

A WSJ. será publicada trimestralmente, com planos de se tornar mensal em meados de 2009. Nos EUA, ela será distribuída junto ao jornal em 17 mercados – no total de 800 mil cópias. Na Ásia e na Europa, onde não há edições do Journal aos sábados, ela será distribuída às sextas-feiras. Alguns artigos serão gratuitos na rede.

O Journal tem circulação diária de mais de dois milhões de exemplares nos EUA, sendo o segundo jornal mais vendido no país – perde apenas para o USA Today, da Gannett. A audiência online do Journal quase dobrou em julho (totalizando 4,7 milhões de acessos), comparado ao ano anterior. Informações de Anick Jesdanun [AP, 3/9/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem