Terça-feira, 18 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1041
Menu

JORNAL DE DEBATES >

A estratégia que dá certo

23/10/2009 na edição 560

Está dando resultados a estratégia do presidente Lula para comandar o noticiário e ocupar os espaços na mídia. Tudo muito estudado: os pronunciamientos ocorrem na quarta ou na quinta, alimentam os jornais até o domingo e ainda sobra farta matéria prima para os semanários se divertirem.


Sempre inspirado no senso comum e nos valores do seu eleitorado, o presidente não se importa com a avalanche de críticas que se seguem, interessa-se apenas em não deixar o campo livre para os adversários.


A entrevista concedida ao repórter Kennedy Alencar, da Folha de S.Paulo, publicada na quinta-feira (22/10), teve o mérito de trazer a teologia e os evangelhos para a pauta nacional a fim de comprovar a imperiosa necessidade de coalizões por mais incríveis que pareçam.


Enquanto os analistas mergulham nas sagradas escrituras, Lula deu uma salva de tiros em outra direção. Há meses não comentava nem criticava a mídia, preferia delegar a observação da imprensa aos colegas Hugo Chávez e o casal Kirchner. Porém, provocado pelo entrevistador, o presidente não resistiu e proclamou que a missão da imprensa não é fiscalizar, é informar.


Ele por ele


Curta e grossa, a frase teve enorme repercussão e continuará nos próximos dias, conforme o planejado. Porém, o conceito mais importante ficou esquecido.


Em tom de confissão, Lula pintou um audacioso auto-retrato que merecia ser examinado com muita atenção. Disse ele: ‘Gosto de falar com o povo. Odeio intermediário com o povo. Esse negócio de gente falar por mim, eu não gosto. Por isso falo muito. (Folha, 22/10, pág. A-8).


Lula explicado por Lula é decididamente mais interessante – e mais preocupante – do que Lula visto pela grande mídia.


 


Leia também


A oportunidade perdida – Luciano Martins Costa

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem