Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

JORNAL DE DEBATES > CICLO DE CONFERÊNCIAS

A imprensa discute a imprensa

25/09/2007 na edição 452

No próximo dia 1º de outubro, às 19h, a Imprensa Nacional inicia o ciclo de conferências A Imprensa discute a Imprensa, sob o tema As perplexidades da mídia tradicional diante dos avanços da mídia digital – Desafios e busca de soluções. Na mesma data, a partir das 19h30 ,acontecerá o lançamento do selo personalizado e do carimbo comemorativo alusivos aos 145 anos do Diário Oficial da União, impresso pela Imprensa Nacional.

Uma mesa-redonda, no Auditório D. João VI, formada pelos jornalistas Eugenio Bucci, Sergio Vilas Boas, Luiz Martins, Romário Schettino, Fernando Tolentino de Sousa Vieira – diretor-geral da Imprensa Nacional e mediador do evento – e o professor de história Jaime de Almeida iniciarão a formação de um pensamento sobre o atual estado da mídia, caracterizado principalmente pela crise dos jornais e revistas. O ciclo, que continuará no próximo ano com a presença de jornalistas e intelectuais do País e exterior, receberá um público formado por profissionais da imprensa, estudantes universitários e representantes do mundo acadêmico interessado diretamente no assunto.

A iniciativa da Imprensa Nacional abre as comemorações do seu bicentenário, celebrado em 13 de maio do próximo ano. Comemoram-se juntamente com o aniversário do Órgão, os 200 anos da imprensa brasileira. Portanto, nada mais adequado que a Imprensa Nacional, juntamente com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal, provoque uma profunda reflexão sobre o jornalismo (cujo ensino no Brasil completa 60 anos) e a imprensa, seus desafios, desvios, ética, poder, tecnologia de apuração da informação, crise e busca de saídas para os impasses atuais. Os problemas da mídia tradicional são de vários matizes, mas as novas tecnologias de informação digital geram sobressaltos. Para construir um pensamento consistente sobre isso, a Imprensa Nacional – órgão da Casa Civil da Presidência da República – reunirá autoridades no assunto.

Debatedores

O ciclo ‘A Imprensa discute a Imprensa’ inicia com uma mesa-redonda, às 19h30 do próximo dia 1º de outubro – data do 145º aniversário do Diário Oficial da União, que é editado pela Imprensa Nacional. Jornalistas, pensadores da atividade e um historiador farão intervenções, de trinta minutos cada um, a respeito do tema do ciclo, de forma a buscar um pensamento novo.

De São Paulo, virão os jornalistas Eugênio Bucci e Sergio Vilas Boas. Bucci, doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e ex-presidente da Radiobrás, falará sobre liberdade e responsabilidade social da imprensa. Ele integra o Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta (TV Cultura de São Paulo) e é autor, entre várias obras, de Sobre Ética e Imprensa.

Doutor em Comunicação também pela USP, Sergio Vilas Boas é jornalista, escritor e professor do curso de pós-graduação lato sensu em Jornalismo Literário da Academia Brasileira de Jornalismo Literário. É autor do livro Perfis: e como escrevê-los. Vilas Boas intervirá com o tema O Jornalismo narrativo como alternativa para humanização da imprensa escrita’.

Luiz Martins da Silva, mestre em Comunicação e doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília, é jornalista desde 1975. Coordena o programa de pós-gradução em Comunicação da UnB. Como pesquisador trabalha a linha de pesquisa Jornalismo e Sociedade. Luiz Martins falará sobre o que representam as novas tecnologias para uma maior participação do cidadão e das organizações no agendamento e na publicação das informações de interesse público, apesar de ainda prevalecer a velha cultura da seleção e da hierarquização das notícias. O Jornalista Multimídia será a intervenção do jornalista e presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal, Romário Schettino. A grande questão, segundo ele, é como preparar esse profissional e como remunerá-lo.

O professor Jaime de Almeida falará a respeito do tema ‘Abrindo o Ciclo do Bicentenário das Independências: políticas de memória e liberdade de imprensa’. Ele dirá que as comemorações são momentos especiais para que a sociedade se repense. ‘Sabemos que, durante o processo de Independência, a imprensa desempenhou um papel importante; cabe agora, no ciclo, perguntar em que circunstâncias a imprensa e os demais grandes meios de comunicação tendem a participar do grande ciclo comemorativo do Bicentenário’, antecipa Jaime de Almeida, que possui pós-doutorado em História da América na Universidade Paris I (Sorbonne), graduação e mestrado em História pela Universidade de Paris VIII e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo.

A Imprensa Nacional pretende publicar em livro essas (e as do próximo ano) intervenções de pensamento na esfera da mídia.

Serviço

Data: 1º de outubro de 2007

Local: Auditório D. João VI – SIG, quadra 6, Lote 800, Brasília-DF

Horário: 19h

Debatedores: Eugenio Bucci, Sergio Vilas Boas, Luiz Martins, Romário Schettino, Fernando Tolentino de Sousa Vieira – diretor-geral da Imprensa Nacional e mediador do evento – e o professor de história Jaime de Almeida

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem