Sábado, 23 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

JORNAL DE DEBATES > DEPOIS DA CAMPANHA

A onda antimídia

Por Alberto Dines em 03/11/2006 na edição 405

Esta onda antimídia está ganhando proporções de verdadeiro linchamento. E como vivemos na era da internet, trata-se de um linchamento digital. Digital, mas não virtual. Linchamento como todos: agressivo, delirante, sumário e, sobretudo, covarde, produzido por um rancor jamais visto entre nós.


Na quinta-feira (2/10), na Folha de S.Paulo, a colunista de política Eliane Cantanhêde denunciou a avalanche de e-mails ofensivos e ameaçadores que atulha a caixa postal de jornalistas e de veículos. Ela não é a única vítima desta insanidade. As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas, mas não se sabe se fazem parte da facção dos ‘aloprados’ mencionada pelo presidente Lula. Certo é que se distanciaram da bandeira do ‘paz e amor’ que deu a vitória ao PT, em 2002. Gente assim, que aposta no vale-tudo, foi capaz de comprar o Dossiê Vedoin para divulgá-lo às vésperas do primeiro turno e agora reclama porque a imprensa acompanhou todos os seus lances.


A razão do ministro


O estouro da manada nunca acontece por acaso. Alguém o provoca. Neste episódio, é possível que alguém o esteja orquestrando através dos ressentimentos fabricados no momento em que se levou a mídia para os palanques eleitorais, e os transformaram em justiçamentos sumários. São os aprendizes de feiticeiros que sabem como criar um clima de quebra-quebra, mas não sabem como evitar as vítimas fatais. Neste caso, a vítima é o respeito humano e também o Estado de Direito.


A verdade é que cinco dias depois da espetacular façanha eleitoral, seus vencedores estão mais preocupados com o panorama político pós-eleitoral do que estavam antes da votação. E não é por causa da oposição. Também não é por causa da disputa interna em torno da política econômica. A violência antimídia – seja ela física ou digital – mostra que o ministro Tarso Genro tem razão quando lembra que há ‘resíduos de autoritarismo’ em militantes do PT.


Não foi apenas o PT que sofreu o rigor da ditadura, mas uma ala do PT parece disposta a reavivar o seu clima de terror e intimidação.

Todos os comentários

  1. Comentou em 10/01/2010 Decio Antonio de Gouvêa Pedroso

    Srs.: Por que a imprensa brasileira se limitou a esclarecer que D.Dilma estava sem peruca quando lançaram o malfadado decreto?
    Os senhores da imprensa realmente acham que estou interessado em saber se a D. Dilma está de peruca, sem peruca, se está depilada ou não? Acho que eles deveriam ter me informado, e a todos os demais leitores, que na próxima vez que minha fazenda for invadida eu terei que me reunir com os criminosos antes de poder obter uma liminar que me devolva a posse da propriedade. Apesar de ter lido o Observatório da Imprensa muitas e muitas vezes, jamais vou ler jornal de outra forma: procuro neles notícias relevantes e não insignificâncias pilosas de quem quer que seja. Decio Pedroso

  2. Comentou em 02/05/2009 José Ricardo Araújo e Silva

    Senhores,

    Foi difícil chegar ao fim do texto do Sr. Reinaldo Azevedo publicado no último n.º da Revista Veja, intitulado ‘A bíblia da esquerda herbívora’.
    A resenha (seria melhor ‘artigo’) merece a análise do Observatório. Até para esclarecer se somos assim tão ignorantes quanto ao que sabemos sobre Eduardo Galeano (falo por mim e talvez por algumas outras pessoas que conheci). Destaca-se no texto que: ‘As Veias Abertas da América Latina é um livro errado desde as primeiras letras, uma coleção de lamúrias e desastres em busca de culpados. Pouco importa que os fatos desmintam sua tese. Para as esquerdas, mais importante é a moral da história. Na de Eduardo Galeano, o lobo, como sempre come o cordeiro’. Esse definitivamente não é o livro que li. Livrai-nos da Veja!…

  3. Comentou em 11/12/2008 Rodrigo Romero Prado Leite

    Olá

    Desde 10 de janeiro de 2004, escrevo semanalmente para o jornal de minha cidade artigos sobre cinema. Queria saber se para possíveis publicações no site do Observatório, eu devo simplesmente mandá-los a vocês pelo e-mail que está no contato.

    Se for apenas isto, mandarei os escritos!

    Abraços a todos!

  4. Comentou em 11/12/2008 Rodrigo Romero Prado Leite

    Olá

    Desde 10 de janeiro de 2004, escrevo semanalmente para o jornal de minha cidade artigos sobre cinema. Queria saber se para possíveis publicações no site do Observatório, eu devo simplesmente mandá-los a vocês pelo e-mail que está no contato.

    Se for apenas isto, mandarei os escritos!

    Abraços a todos!

  5. Comentou em 15/07/2008 Daniel Xavier

    Dines e pessoal do OI,
    Nos últimos dias, surgiu na internet uma movimentação pelo impeachment de Gilmar Mendes e contra a manipulação da mídia sobre o caso. A manifestação, que já foi abraçada inclusive por jornalistas de peso, como o Azenha, está ganhando grande repercussão e vai acontecer no próximo dia 19, sábado, às 10 horas, em várias cidades do país (no Rio, em frente à Candelária. Em SP, no vão do MASP). Diante da importância do assunto, peço humldemente você toquem no assunto e convoquem seus leitores para a manifestação, ou que pelo menos a noticiem, já que seu público, por natureza, faz parte dos inconformados com as manipulacões da grande mídia. Por favor, peço que leia o post que deu origem ao protesto, no site Cidadania:

    http://edu.guim.blog.uol.com.br/arch2008-07-13_2008-07-19.html#2008_07-13_10_06_25-3429108-0

    Muito obrigado pela atenção.
    Daniel Xavier

  6. Comentou em 25/06/2008 Paulo Roberto De Oliveira

    Sempre que tenho condições assisto o programa na Tv, agora queria que vc pudessem trazer a baila a greve que o professorado paulista estao realizando. Principalmente dontrafazendo noticias enganosas do governo paulista.
    Gratos

  7. Comentou em 23/04/2008 Fernando Dib Gonçalves

    Olá gostaria de ver o programa ‘Observatório da imprensa’ debatendo sobre os diversos tipos de ministérios e como a população pode afetar diretamente as decisões dos ministros e outros cargos.
    Também debater como a população pode reinvidicar leis organizar referendos, criar partidos e principalmente como em cada cidade cada cidadão pode exercer o seu pleno poder cívico.

    Atenciosamente muito obrigado!

  8. Comentou em 23/04/2008 Fernando Dib Gonçalves

    Olá gostaria de ver o programa ‘Observatório da imprensa’ debatendo sobre os diversos tipos de ministérios e como a população pode afetar diretamente as decisões dos ministros e outros cargos.
    Também debater como a população pode reinvidicar leis organizar referendos, criar partidos e principalmente como em cada cidade cada cidadão pode exercer o seu pleno poder cívico.

    Atenciosamente muito obrigado!

  9. Comentou em 21/04/2008 Cecilia Prada

    A matéria paga de 30 minutos, extremamente rudimentar e amadora, que o Fantástico transmitiu na noite de 20 de abril sobre a ‘inocência’ do pai e da madrasta de Isabella Nardoni, constitui um insulto à nossa profissão e é uma desmoralização para os padrões da TV-Globo. No debate sobre o ‘apedrejamento prévio ‘ dos suspeitos, e atitude da mídia neste caso, faltam algumas considerações: a indignação da multidão, mais do que um ‘pré-julgamento’ é um atestado da saturação do povo à impunidade que deixa livres autores de crimes cínicos e abomináveis (como os de Pimenta da Veiga, do promotor Igor que assassinou friamente a esposa grávida, e o nunca esclarecido caso da rua Cuba). Sugiro que Alexandre e Anna Carolina sejam logo canonizados. Suzanne von Richtenhoff é outra que merece logo o altar….Cecilia Prada, Prêmio ESSO de Reportagem/1980

  10. Comentou em 21/04/2008 Cecilia Prada

    A matéria paga de 30 minutos, extremamente rudimentar e amadora, que o Fantástico transmitiu na noite de 20 de abril sobre a ‘inocência’ do pai e da madrasta de Isabella Nardoni, constitui um insulto à nossa profissão e é uma desmoralização para os padrões da TV-Globo. No debate sobre o ‘apedrejamento prévio ‘ dos suspeitos, e atitude da mídia neste caso, faltam algumas considerações: a indignação da multidão, mais do que um ‘pré-julgamento’ é um atestado da saturação do povo à impunidade que deixa livres autores de crimes cínicos e abomináveis (como os de Pimenta da Veiga, do promotor Igor que assassinou friamente a esposa grávida, e o nunca esclarecido caso da rua Cuba). Sugiro que Alexandre e Anna Carolina sejam logo canonizados. Suzanne von Richtenhoff é outra que merece logo o altar….Cecilia Prada, Prêmio ESSO de Reportagem/1980

  11. Comentou em 10/03/2007 Henrique Silter

    Caros colegas,

    Meu nome é Henrique Cesar Silva Teixeira e no dia 25/7/2006 enviei um artigo chamado ‘Vacilo na cobertura de crime hediondo’, que vocês publicaram no mesmo dia.

    Vocês publicaram o artigo com o meu nome completo (assim como enviei), mas gostaria que alterassem a assinatura do artigo para Henrique Silter, meu pseudônimo.

    Agradeço desde já pela atenção e pela colaboração.

    Um abraço,

    Henrique

  12. Comentou em 06/11/2006 ricardo botelho

    Não seria uma onda antimídia. Acredito que a maioria dos leitores aceitariam que uma determinada mídia pode assumir um posicionamento ideológico e político. Mas aproximadamente 60% da população brasileira representada pelos seus eleitores, a grande maioria portanto, teria se sentido órfão da mídia. Esses 60% estariam procurando uma explicação de porque estariam órfãos? Não sou filiado ao PT. Tenho senso crítico e estou descrente em relação a maioria da mídia. Por outro lado, a mídia ao invés de assumir a falta de heterogeneidade preferiria, via coorporativismo, acusar alguns leitores que assumiriam o risco de se expor, ao taxá-los de agressivos e covardes, talvez petistas autoritários. A mídia deveria refletir em torno da falta de heterogeneidade, pois seria sobre isto que pairam dúvidas sobre a possibilidade de existir outros motivos por trás desse pensamento homogeneamente compartilhado. Quais os interesses poderiam estar escondidos por trás disso tudo? É o que caberia responder!

  13. Comentou em 06/11/2006 ricardo botelho

    Não seria uma onda antimídia. Acredito que a maioria dos leitores aceitariam que uma determinada mídia pode assumir um posicionamento ideológico e político. Mas aproximadamente 60% da população brasileira representada pelos seus eleitores, a grande maioria portanto, teria se sentido órfão da mídia. Esses 60% estariam procurando uma explicação de porque estariam órfãos? Não sou filiado ao PT. Tenho senso crítico e estou descrente em relação a maioria da mídia. Por outro lado, a mídia ao invés de assumir a falta de heterogeneidade preferiria, via coorporativismo, acusar alguns leitores que assumiriam o risco de se expor, ao taxá-los de agressivos e covardes, talvez petistas autoritários. A mídia deveria refletir em torno da falta de heterogeneidade, pois seria sobre isto que pairam dúvidas sobre a possibilidade de existir outros motivos por trás desse pensamento homogeneamente compartilhado. Quais os interesses poderiam estar escondidos por trás disso tudo? É o que caberia responder!

  14. Comentou em 05/11/2006 Mário Cândido Oliveira

    Senhor alberto Dines, realmente a máscara caiu, digo isto porque vejo que o quarto poder perdeu. Sim perdeu por não saber fazer a leitura das ruas, das casas dos pobres e dos ricos. Engraçado como a imprensa marrom deste país (sim, imprensa marrom, não há outro nome a se dar), escreve os maiores absurdos em relação à política, ao povo, aos direitos do cidadão e, não consegue ler a resposta destes que os lêem. Não vejo as manifestações contra a imprensa como um linchamento, mas como uma resposta de contrariedade aos desmandos desta mídia. Quem disse que nós cidadãos também temos que achá-los os todos poderosos e aceitá-los como tal, só porque fazem parte deste quarto poder, igualmente corrupto e sem ética como os outros três poderes? Não, não é assim que devem ser as coisas. Veja, a internet aproximou o mundo, os homens e as mulheres conseguem dar respostas em tempo real às manipulações da imprensa e talvez seja nisso que se baseia a sua indignação. Observe onde realmente está a intolerância e pra não citar tantas outras coisas baixas que vemos atualmente tanto por parte da maioria da imprensa como da maioria assustadora dos eleitores deste cidadão que a não ser título de medicina, não tem nada a mais que o Presidente LULA. Sou do sul do país, mas discordo veementemente quando ouço falar que os sulistas são mais inteligentes e exigentes que os demais brasileiros, muito pelo contrário, convivo aqui no sul com pessoas que não têm o mínimo respeito pelo ser humano, acham-se superiores, tudo alimentado pelas manipulações impostas pela já citada imprensa marrom. A grande maioria das pessoas é preguiçosa intelectualmente. Lêem muito pouco, e quando Lêem, saem apregoando como verdade os conteúdos das informações que estamos aqui discutindo, ou ainda pior, apregoam como verdade o que ouvem nas rádios e televisões deste país. Quem acha a maioria do povo (maioria esta que votou no LULA) idiota são vocês. Só que a coisa é bem ao contrário, estas pessoas não são mais manipuláveis. Sejam mais críticos com a história do país e do mundo e verão que o mundo mudou que a falta de dinheiro, a falta de oportunidades etc., não deixa ninguém menos inteligente. Sejam sábios para fazer a leitura desta mudança, não fiquem incitando a violência intelectual, não é porque vocês fazem parte desta criticada imprensa que vocês são melhores e mais capacitados para opinar sobre as coisas da vida.

  15. Comentou em 05/11/2006 Mário Cândido Oliveira

    Senhor alberto Dines, realmente a máscara caiu, digo isto porque vejo que o quarto poder perdeu. Sim perdeu por não saber fazer a leitura das ruas, das casas dos pobres e dos ricos. Engraçado como a imprensa marrom deste país (sim, imprensa marrom, não há outro nome a se dar), escreve os maiores absurdos em relação à política, ao povo, aos direitos do cidadão e, não consegue ler a resposta destes que os lêem. Não vejo as manifestações contra a imprensa como um linchamento, mas como uma resposta de contrariedade aos desmandos desta mídia. Quem disse que nós cidadãos também temos que achá-los os todos poderosos e aceitá-los como tal, só porque fazem parte deste quarto poder, igualmente corrupto e sem ética como os outros três poderes? Não, não é assim que devem ser as coisas. Veja, a internet aproximou o mundo, os homens e as mulheres conseguem dar respostas em tempo real às manipulações da imprensa e talvez seja nisso que se baseia a sua indignação. Observe onde realmente está a intolerância e pra não citar tantas outras coisas baixas que vemos atualmente tanto por parte da maioria da imprensa como da maioria assustadora dos eleitores deste cidadão que a não ser título de medicina, não tem nada a mais que o Presidente LULA. Sou do sul do país, mas discordo veementemente quando ouço falar que os sulistas são mais inteligentes e exigentes que os demais brasileiros, muito pelo contrário, convivo aqui no sul com pessoas que não têm o mínimo respeito pelo ser humano, acham-se superiores, tudo alimentado pelas manipulações impostas pela já citada imprensa marrom. A grande maioria das pessoas é preguiçosa intelectualmente. Lêem muito pouco, e quando Lêem, saem apregoando como verdade os conteúdos das informações que estamos aqui discutindo, ou ainda pior, apregoam como verdade o que ouvem nas rádios e televisões deste país. Quem acha a maioria do povo (maioria esta que votou no LULA) idiota são vocês. Só que a coisa é bem ao contrário, estas pessoas não são mais manipuláveis. Sejam mais críticos com a história do país e do mundo e verão que o mundo mudou que a falta de dinheiro, a falta de oportunidades etc., não deixa ninguém menos inteligente. Sejam sábios para fazer a leitura desta mudança, não fiquem incitando a violência intelectual, não é porque vocês fazem parte desta criticada imprensa que vocês são melhores e mais capacitados para opinar sobre as coisas da vida.

  16. Comentou em 05/11/2006 Rodrigo Machado

    Não confunda liberdade de imprensa com LIBERTINAGEM de imprensa.
    O POVO BRASILEIRO apenas está respondendo à irresponsabilidade de alguns veículos de comunicação.
    Vocês estão sendo patéticos ao relacionar a resposta da população ao regime militar. Aliás, é justamente por posturas como essa que estão tendo as caixas de mensagem lotadas por protestos.
    Felizmente no nosso país O QUARTO PODER ACABOU!

  17. Comentou em 05/11/2006 JOSE AUGUSTO ZAGUE

    Dines,hoje saiu na Folha o comentário semanal do ombudsman Marcelo Beraba!
    Ainda que Marcelo concorde com parte da cobertura da midia ,ele diz de forma inedita até agora por parte de um jornalista da folha que a cobertura da midia foi tendenciosa,veja o trecho :
    -‘ Houve erros factuais graves(por parte da imprensa) e em varios momentos ficou patente pelos exageros e pela insistencia em picuinhas e irrelevancias,a má vontade (da imprensa)com Lula e seu governo’-.
    Portanto Eliane Cantanhede nã otem do que reclamar se até um colega seu reconhece que há motivos parra que simpatizantes,filiados e militantes do PT se sintam impelidos à democraticamente reclamar.

  18. Comentou em 05/11/2006 Sérgio Andrade

    Nas aulas suas aulas de expressão escrita, na sua faculdade de jornalismo, você deve ter aprendido que a generalização é ruim em um texto. Não sou petista e votei em Lula, sim, por causa de uma mídia que estava a me chamar de BURRO. A Globo, a Veja e a Folha elegeram Collor. Lembro muito bem isso. Eu era assinante da Veja e da Folha. Cancelei tudo. Agora, queriam eleger Alckmin. Vocês perderam. Mas perderam muito menos do que o povo, quando *vocês*, ‘jornalistas’, elegeram Collor.

  19. Comentou em 05/11/2006 Orlandir CAvalcante

    Interessante… os jornalistas pregam liberdade de expressão… pra eles… são corporativistas e a maioria veste a camisa da empresa… não possuem opinião propria… muitos possuem o ensino básico… chingam o presidente e no caso atual magoam os petistas chamando os de ladrão… desrespeitando as pessoas humildes que construiram este partido e que até hoje nao sabem nem o que é o mensalao…
    Os professores neste momento são pundidos por dar opinião…(caso Emir Sader) vou liderar um movimento para que todo petista que se sentir ofendido ao ser chamado de ladrão, corrupto entre com ações de indenizações contra os jornalistas e as empresas de comunicação…
    Está faltando bom senso… inclusive em minha opinião… que é fruto de uma indignação….

  20. Comentou em 05/11/2006 carlos Trindade

    Você pode esta enganado. Confundindo orquestração com indignação, clamor popular, ou aquela ‘ira santa’ que se dizia que o theotonio possuia.
    Até essa eleição eu nunca tinha escrito um email para nenhum orgão de comunicação. Agora já mandei 3 ou 4 para esse Observatorio.
    No meu caso, e acredito que no de muito,foi pura indignação.
    E a necessidade de fazer alguma coisa como outros fizeram no passado. Tambem agora, de outra forma ,a democracia está ameaçada.

  21. Comentou em 04/11/2006 Pedro Lima

    Olá pessoal, gostaria que vocês soubessem que os comentários são públicados se o OI ‘aprovar’, conforma a conveniência.
    Seria uma Censura?

    Já mandei vários comentários que não foram publicados. Por quê???
    O que quero dizer aos internautas é que o OI não admite o contraditório, cerceia a liberdade de expressão que não condiz com seus propósitos. O verdadeiro debate passa longe das publicações.

  22. Comentou em 04/11/2006 Junior Ferreira

    Dines,

    Acorda!!! Vocês só estão colhendo (indignação popular) aquilo que plantaram (décadas de informações mentirosas, grosseiras e tendenciosas). Vocês caíram do cavalo por causa de vocês mesmos e agora estão sendo atropelados pela verdade que veio a tona. Agora é muito tarde para choramingar.

  23. Comentou em 04/11/2006 Junior Ferreira

    Dines,

    Acorda!!! Vocês só estão colhendo (indignação popular) aquilo que plantaram (décadas de informações mentirosas, grosseiras e tendenciosas). Vocês caíram do cavalo por causa de vocês mesmos e agora estão sendo atropelados pela verdade que veio a tona. Agora é muito tarde para choramingar.

  24. Comentou em 04/11/2006 Ricardo Oliveira

    498 comentários representam uma manifestação inequívoca de respeito ao posto conquistado pelo Dines! Entretanto, representa também que é possível que seus comentários estejam devendo muito ao jornalista Dines que centenas, que milhares de leitores aprenderam a ouvir, ler e conviver ainda que com posturas às vezes contra aquilo que cada qual ousara pensar de forma independente e divergente.

    Como não deveria acontecer, o comentário parece que escorregou pelos labirintos virtuais haja vista que pesquisando no OI não era encontrável .

    Pela relevância do tema e pela possibilidade de estar ocorrendo um linchamento contra o jornalista Alberto Dines(sic), acredito que o artigo presente deva voltar às paginas primeiras do OI. De outra forma, parece inequívoca a tentativa de enviar para baixo do tapete uma situação tão de acordo com o título que Alberto Dines aponta.

    Enquanto isso. Devemos todos agradecer pela manifestação independente de mais de 450 leitores do OI para mostrar que a Verdade não é de um, não é de dois… A Verdade é o que se aceita. O artigo, a linha de conformidade deformardora de opinião midiática está inaceitável.

  25. Comentou em 04/11/2006 Sidney Pereira

    Não deixou de impressionar a afirmação enfática do sr. AlbertoDines: “As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas …” Este observatório tinha como proposta a averiguação do meios de informações, o que será que aconteceu? Só existem agora tucanos e petistas? Não há aqueles que simplesmente não apóia nenhum ou nem outro? Este observatório adotou critérios novos ou só estão “amadurecendo”, como tantos partidos políticos e como os demais meios de comunicação o fizeram? Espero que o OI não vire FOI, de Fomos uma vez o Observatório da Imprensa…

  26. Comentou em 04/11/2006 Sidney Pereira

    Não deixou de impressionar a afirmação enfática do sr. AlbertoDines: “As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas …” Este observatório tinha como proposta a averiguação do meios de informações, o que será que aconteceu? Só existem agora tucanos e petistas? Não há aqueles que simplesmente não apóia nenhum ou nem outro? Este observatório adotou critérios novos ou só estão “amadurecendo”, como tantos partidos políticos e como os demais meios de comunicação o fizeram? Espero que o OI não vire FOI, de Fomos uma vez o Observatório da Imprensa…

  27. Comentou em 04/11/2006 Clerton de Castro e Silva

    Caro Eduardo Guimarães, muito louvável este seu engajamento e a sua chamada para todos participarem desta sua revolta, que é a minha também. Mas, para contar com a minha participação contra a mídia, você deverá incluir não só os órgãos da imprensa favoráveis ao PSDB/PFL, quando aos favoráveis a quaisquer partidos políticos, inclusive ao PT. Surgiro que o seu blog também, clame pela volta do PT as suas origens, que me dava orgulho de ser eleitor incondicional.
    Me dava orgulho votar num partido onde não havia nenhum filiado envolvido em nenhuma maracutaia. Só peço o favor de não justificar as roubalheiras do governo do nosso Presidente, dizendo que no governo FHC foi muito pior, pois o meu voto no LUla foi para mudar e não para continuar a mesma coisa. Só uma coisa eu te garanto, se você adotar esta bandeira no seu blog, os radicais do PT vão entupi-lo com xingamentos, como foi feita contra a Heloisa Helena. Um abraço e se tudo der certo eu vou poder votar novamente para Presidente e não ter que anular o meu voto.

  28. Comentou em 04/11/2006 Evandro Moraes

    Caro Sr. Dines,
    Considero injusta sua afirmação que quem está em descontente com o comportamento da mídia durante as eleições é militante do PT ou possui valores ditatoriais e corruptos. Isto é desqualificar quem critica. Eu critiquei a mídia através de um email enviado para a Central Globo de Jornalismo e só não enviei para outros órgãos de imprensa que também tiveram comportamento parcial nas eleições por falta de tempo. Não sou militante de nenhum partido, não defendo o governo de ninguém, sou apenas um cidadão que consegue perceber os abusos da mídia e as consequências disso para o país.

  29. Comentou em 04/11/2006 josé adailton ribeiro

    A lista de jornalistas publicada por um leitor enobrece a classe jornalistísca.Todo esse pessoal listado e outros que teriam a honra de constar na citada relação forma os pilares da imprensa livre e da democracia.Liberdade é isso, ter o direito de falar e pensar.Vcs, do PT principalmente , devem se acostumar com as críticas enquanto estiverem no poder.Quando voltarem à oposição pelas mesmas regras seus direitos estarão garantidos para poderem espernear.O contraditório é o alicerce da democracia.Ou vcs imaginam que se perpetuarão no poder?

  30. Comentou em 04/11/2006 Ivanaldo Xavier

    Observatório de Imprensa – Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito.
    Resolvi iniciar este comentário com o nome deste site e seu slogan. Paciência, mas pelo visto, vou continuar lendo jornal do mesmo jeito, assistindo esse desejo desvairado dos colegas jornalistas, por um golpe midiático. O OI deveria ter, no mínimo, o dever de fazer uma reflexão sobre essa cantilena da imprensa de inventar crises, operações esdrúxulas e procurar chifre em cabeça de cavalo, apenas para apresentar como culpado o Presidente Lula, sem direito nem a um julgamento.
    O discernimento já deveria ser uma constante neste site, que, a meu ver, seria a fonte principal de análises reflexivas sobre o comportamento da mídia e não a fonte de ações corporativistas. Sou jornalista com duas pós-graduações e não me sinto maior do que qualquer um outro leitor ou deveria dizer, nesse caso, eleitor?
    Porque hoje os jornalistas da grande imprensa pensam que estão escrevendo apenas para os eleitores, passíveis, facilmente, de manipulação. Como o sr. Dines já deve ter percebido, o brasileiro passou por um amadurecimento político e não está mais tão manipulável como há anos.
    O que falta, realmente, à imprensa brasileiro, é o órgão regulador, que julgue os erros dessa imprensa e preste contas com à sociedade sobre esses erros cometidos. O projeto do Conselho Federal de Jornalismo foi derrubado por esta mesma mídia enlouquecida, exatamente para não lhes tirar a libertinagem de expressão, porque a tudo isso não se pode dar outro nome e usar o termo liberdade de expressão para justificar, pois é no mínimo desonesto e nojento. O açougueiro possui como instrumento de trabalho a faca afiada e nem por isso pode usá-la para tirar a vida de seres humanos.
    O que temos hoje na nossa mídia, são jornalistas equivalentes a açougueiros assassinos, que desvirtuam a profissão. Que me perdoem os açougueiros pela comparação, mas qualquer outra profissão desvirtuada poderia servir de exemplo.

  31. Comentou em 04/11/2006 Clerton de Castro e Silva

    Continuo não compreendendo esta lógico do PT. Um Presidente que é eleito com mais de 60 milhões de votos precisa fazer estas alianças maléficas a qualquer governo. O PMDB há muito tempo deixou de ser um partido político e virou uma bancada de negócios. Estou lendo em alguns comentários, uma defesa do Sr. Ibsen Pinheiro, que foi cassado pelos seus colegas de Cogresso Nacional. Das várias acusações contra este Sr., apenas de uma acusação ele foi absolvido na justiça por falta de provas. Só que ele nunca conseguiu explicar o dinheiro depositado na sua conta pelo Deputado cassado Genebaldo, que seria da suposta venda de um veículo que nunca existiu. Aqui no Brasil é o seguinte, matou dez, foi absolvido de um dos crimes, virou santo.

  32. Comentou em 04/11/2006 José Gomes

    Ainda bem que existe a internet, para mostra o quanto é míope este observatório.

  33. Comentou em 04/11/2006 paulo d império

    coitada da mídia, tão inocentinha, Sr. Dines, tá colhendo o que plantou

  34. Comentou em 04/11/2006 Marcus Seixas

    Pô Dines ! Quando você está na cara do gol, chuta para fora ? Depois de tanto tempo debatendo a mídia e suas relações políticas, interesses etc. Na hora de você colher os frutos do seu trabalho, você dá vários passos atrás ! Recua ! Cadê o Dines questionador da mídia, querendo incentivar a crítica do leitor/espectador ? Pena, seria o seu momento mas, infelizmente, você não percebeu que o seu trabalho estava, finalmente, tendo eco na sociedade e ‘amarelou’ !

  35. Comentou em 04/11/2006 João Batista de Andrade

    Pois é! O Dines começou a mudar. Igual ao Lula, quando nomeou
    Henrique Meirelles presidente do Banco Central.
    Aliás, os dois mudaram há muito tempo. Ou não: Lula mudou
    quando vestiu a fantasia de ‘paz e amor’. A mídia, ao contrário,
    jamais mudou, pois nunca questionou o pagamento do serviço da
    dívida pelo Estado (União, Estados, Municípios). Vai de 380 a 500
    milhões de reais por dia. Uma dívida que não resistiria a uma
    auditoria por mais ingênua que fôsse.
    Eis o problema fundamental do Brasil: o pagamento da dívida.
    E não me falem na impossibilidade de quebrar contratos, pois a
    banca é que os rasgou, quando estabeleceu juros flutuantes
    (os bancos é que os fixam, periodicamente) e acabou com as
    cláusulas dos contratos de empréstimos, que previam os juros no
    ato da assunção dos empréstimos… lá atrás, em 1974, na primeira
    grande crise do petróleo.
    Por que Lula não fala disso?
    Por que Dines não fala disso?
    A se manter o pagamento absurdo dessa fábula… o Zé Alencar, lembram-se, falou certa vez que Lula joga dinheiro pela janela…
    nada se resolverá… chame-se Lula ou não o presidente.
    Atenção, ‘manada’! Mande a vaca madrinha do rebanho para o
    brejo e assuma o próprio destino… ou o povo e a sua consciência
    crítica também mudou.
    Marcos Fernandes, da FGV-SP, mostrou que a corrupção leva 7,5 bilhões por ano do Brasil. A suposta dívida leva 157 bilhões de reais
    por ano, segundo o movimento Jubileu, com base em dados oficiais.
    Essa discussão de Vocês faz parte da cortina de fumaça que os
    banqueiros nacionais e internacionais alimentam.
    Objetivo: manter o povo como uma manada mesmo.
    Em tempo, a banca joga uma bomba atômica por dia no Brasil.
    380 milhões… 500 milhões dariam para construir 38.000 ou 50.000
    casas-embrião (um cômodo, cozinha, banheiro) por dia!
    Quando o povo souber disso, aí sim, haverá um estouro da manada!
    Santo estouro da manada!

  36. Comentou em 04/11/2006 Hermes Aguiar

    A tecnologia salvou o Lula. se não fosse a internet um veículo de informação ainda democrático onde o leitor pode dar sua opinião e ser considerado, Lula teria sido trucidado pela midia vendida desses grandes jornais, revistas e a globo. jornalistas que nao passam de bufões da corte, que quando querem espezinham a sua vítima sem compaixão. que bom que existe internet. em outro tempo Lula teria sucumbido. a mídia o teria matado assim como matou a Getulio Vargas.

  37. Comentou em 04/11/2006 Heber do Valle

    complementado:
    Num pais como o nosso aonde 90% não leem nada e quando o fazem, mesmo que ouvintes são,
    a maioria nào entende nada o que leem ou ouvem, pois analfabetos funcionais o são, aqueles que como eu tem o privilegio
    de o fazer concientimente, e corretamente, surge a possibilidade de trocar de fonte informativa, seja em que midia for.
    Isso é democracia ou será que apenas quando um orgão governamental seja a unica fonte alternativa é que as verdades serão sempre as verdades?
    Se nào estiver contente,, faca como eu, troque de fonte , aproveite e relaxe
    por estar vivendo LIVREMENTE>

  38. Comentou em 04/11/2006 Monte Carlo

    Nossa, Dines, que tal os comentários, hem? voce podia ter passado o dia sem essa….Mas, como diz o velho ditado, quem diz o que quer ouve o que não quer. Ao menos voce não vai poder se queixar de mal-criaçoes dos ‘petistas’, como a tal Cantanhede, sinta-se homenageado com o tom na maioria das vezes respeitoso dos comentários…Por outro lado, se me permite um conselho: tire um ou dois dias de folga, leia todos os comentários, receba-os como um feed-back (afinal, são seus leitores…), analise HONESTAMENTE se os comentáriastas tem um pouco de razão, muita razão, ou nenhuma razão, mude ( muito, pouco, ou só um pouquinho) se concluir que deve mudar, ou não mude nada se achar que fez tudo certo, e bola pra frente, sempre vai ter alguém que aprecie teus textos….Ah, voce deve saber (afinal, creio que tem mais experiência do que eu) que a CREDIBILIDADE, DEPOIS DE PERDIDA, JAMAIS É RECUPERADA….VOCE PODE FAZER O DIABO, SEMPRE VÃO PENSAR: SERÁ QUE POSSO ACREDITAR NESSE CARA? Olhá aí o problemão que nossa imprensa arranjou para sí: doravante sempre haverá a questão ‘será que posso acreditar nessa matéria?….. Que pepino…..

  39. Comentou em 04/11/2006 Messias Pontes

    Tenho um profundo respeito pelo Alberto Dines, mas entendo que ele está totalmente equivocado ao defender o indefensável. O comportamento da grande mídia, ao omitir e deturpar informações, notadamente a Veja e a Rede Globo, deve merecer o repúdio de todos, em especial de nós jornalistas.

  40. Comentou em 04/11/2006 Marcos Andrade

    ‘Gente assim, que aposta no vale-tudo, foi capaz de comprar o Dossiê Vedoin para divulgá-lo às vésperas do primeiro turno…’

    Não entendo uma afirmação assim tão convicta se nem a policia assim o fez, O candifato Geraldo fazendo isto durante a campanha até dá pra entender mas vocês… jornalistas. O que esperam que conclusão esperam que tenhamos do lado de cá? Ouvi em alguns jornais hoje que na semana que vem haverá continuação das investigações e pelo que ouvi parece haver também envolvidos gente do PSDB ao contrario do que vocês querem que nós acreditamos, Não seria o caso de esperar as investgações?

  41. Comentou em 03/11/2006 Jairo A. de Almeida Almeida

    Venhamos e convenhamos sr. Dines. Acreditam vocês que vão conseguir emplacar mais esta, agora de vitímas?João Rosa escreveu:’Eu de quase nada sei, mas, desconfio de muita coisa!

  42. Comentou em 03/11/2006 ricardo pinho

    uma citação de cazuza resume nosso sentimento em relação à mídia, especialmente em sua postura durante as últimas eleições:

    ‘vou forrar as paredes
    do meu quarto de miséria
    com manchetes de jornal
    pra ver que não é nada sério’

  43. Comentou em 03/11/2006 Marcus Corrêa Correa

    Não tenho a menor dúvida que a re-eleição do lula foi graças a desinformação prestada por grande parte da imprensa. O grande paradoxo é que a imprensa tão humilhada pelo mesmo, se rendeu. por medo ou por dinheiro ou pelos dois e quando não escondeu as maracutais desse des-governo, exagerou na dose ao elogiar programas de esmolas, tão disseminado no Brasil. Alias, esses programas não podem ser considerados como fundamentados na Doutrina Social da Igrega, como infelizmente, a mídia diz que Dom Cláudio falou. A imprensa cavou a sua própria sepultura, e veremos cada dia mais a mesma sendo ultrajada, manipulada, manietada pelo monstro que ela ajudeu criar. Veremos cada dia o alvorecer da ditadura e as vozes se calarem ou se venderem. Graças a um crescendo de impunidade, e aqui não podemos culpar só o des-governo lula, o povo brasilero se infantilizou politicamente e hoje é incapaz de escolher o melhor entre os piores, que é o mínimo que se podereia esperar. Dias piores virão. Gsotaria de citar nominalmente o anti- jornalista mino carta, que pelo menos não esconde que é um venal, afinal a sua revista precisa sobreviver. O grande mal da imprensa foi a omissão, o rastejar , o viver com pires na mão . Por ter sido omissa, covarde, a imprensa vai sofrer dos dois lados: os vencedores de pirro, que vão acabar com o Brasil, anestesiados, aloprados, e insatisfeitos porque parte das suas maracutais veiram a público e do outro lados os que se sentiram abandonados pela covardia da mesma. Talvez essa bagunça seja boa para vender jornal e espaços nas outras mídias. O Brasil que se dane!

  44. Comentou em 03/11/2006 Robson Batista

    Não é novidade que com o advento da comunicação de massa a mídia tenha servido como instrumento de dominação e de manipulação, no entanto, o comportamento fascista que ela tem adotado no Brasil nos últimos 20 anos é de arrepiar os cabelos, em nome de uma pseudo liberdade de imprensa. Que liberdade de imprensa é essa que invade a privacidade de pessoas e desrespeita direitos individuais? A mesma responsável pelo episódio da Escola Base, do casa Ibsen Pinheiro e tantos outros? O que Dines se esquece é que na era da informação a massa agora é público e agente e encontrou meio de se manifestar e mostrar sua insatisfação, sua indignação… dizendo não à manipulação da informação. A quem interessa essa midia? Essa idéia que todos somos bobos é ingenuidade. Será que só os petista estão indignados? O Brasil está indgnado e essa tolerância perninciosa está me cheirando a um fascismo disfarçado.

  45. Comentou em 03/11/2006 Maurício Meireles

    Dizem por aí que quem votou no Lula é pobre e ‘burro’. (Como se o voto do pobre tivesse menos valor que o do rico ecComo se pobreza fosse atestado de burrice como escreveu um leitor no site de Luiz Carlos Azenha). Dines diz que quem escreve contra mídia é militante do PT (portanto eleitor de Lula). Pois bem, com base nos comentários que venho lendo esses últimos meses aqui no OI, principalmente aqules sobre os textos do Dines, chego à concluir que seus leitores e do OI são extremamente burros (me incluo nessa).

  46. Comentou em 03/11/2006 Carlos Noronha

    Nunca fui petista nem militante de nenhum partido político, mas sou apenas um pouquinho inteligente para perceber o que a mídia tentou fazer no país. A revista Isto É publicou matéria de primeira página sobre as contas de maluf no exterior e mostrou que em apenas 01 dos 39 ‘braços’ teve um desvio de recursos públicos maior que todo o Valerioduto. Pensei que a notícia seria repercutida na grande mídia. Ledo engano, estavam todos interessados nos R$ 20.000,00 recebidos pelo Prof Luisinho.
    A população brasileira não ficou indignada com a corrupção praticada por membros do PT por uma simples razão: ela sempre existiu em todos os Governos e em maior monta que o descoberto. Uns ‘petistas aloprados’ pensaram que tudo ia ser como antes e dançaram feio. Pela primeira vez estamos assistindo um político cumprir a promessa de cortar na própria carne.

  47. Comentou em 03/11/2006 Flavio Alves

    Sr. Dines, me chamo Flavio, voto no Lula desde que começei a votar, não sou filiado ao PT ou qualquer outro partido, mas voto neles primeiro pela direita que só nos prejudica (nós o povo), segundo pois vejo em Lula um cidadão que ama esse país. Tenho todo direito de expor minhas idéias. Tenho todo direito de condenar a atitude da imprensa, que tentou a todo custo manipular os votos e agora tenta se defender como aquele bandido que quando é preso sempre diz que nada fez. Reconhecer o erro é sempre o passo mais importante para procurar consertá-lo, mas não acredito que houve erro da imprensa e sim má intenção, só que ela não contava com a diversidade de fontes de informação existentes hoje, qualquer assunto é amplamente divulgado, opiniões são colocadas, mentiras são desmacaradas. O Povo não é Burro, ignorante por ser mal informado Sim, burro Não. Todo império alcança seu auge, entra em declínio e é subjugado por outro. A imprensa tem de mudar seu pensamento, o povo a reprovou nestas eleições. Quem manda hoje neste país é o povo, com a imprensa aceitando ou não.

  48. Comentou em 03/11/2006 bira di oliveira

    não liga não Dines. o jornalista que esta insuflando a galera contra vc é useiro e vezeiro destas traições. em todos os lugares por onde passa só granjeia inimigos. aproveitando-se do interesse político-partidário do governo em ter o seu canal de comunicação luta com todas as forças para aparecer e se destacar na hora de ser nomeada a ‘diretoria’. faz o vergonhoso papel de ‘puxa-saco’. calou-se durante seis dias diante do apagão, e só se manifestou para repercutir a tese governamental que ‘a culpa é das aéreas’. vai ver ele pensa em te banir da TVE, ou expurgá-lo do Portal da Brasil Telecom, embrião do futuro orgão de imprensa governamental. Não liga não! Quem tem o currículo que você tem não deve se abalar com a ira dessa garotada raivosa e semi-analfabeta de imprensa, que nada sabe da ditadura do Getúlio, da Ultima Hora, de o Cruzeiro. O dia que eles se dispuserem a abrir os livros de história, e a entender da relação imprensa/poder que sempre se formou no Brasil, seja de um lado ou de outro ficarão mais aliviados para urinar na calcinha, e evitar respirar o cheiro do lacrimogênio que certamente será jogado contra eles. Ai eles terão saudades da santa Democracia.

  49. Comentou em 03/11/2006 Igor Isidro

    Sr. Dines, não tenho esse temperamento agressivo que o senhor menciona mas me entristeço muito com o comportamento da imprensa. É evidente que alguns profissionais da imprensa também cometem seus abusos. E é com isso que estamos todos preocupados. Acho que a imprensa, pelo bem da democracia, devia planejar uma forma de se autoregulamentar.

  50. Comentou em 03/11/2006 Eduardo Guimarães

    Protesto veementemente contra Clerton de Castro e Silva , Rio de Janeiro-RJ – Engenheiro – texto enviado em 3/11/2006 às 7:02:28 PM .

    Esse indivíduo fez uma acusação gravíssima a todos os que postaram seus comentários aqui, acusando-os da seguinte forma:

    ‘A militância radical do PT está promovendo este linchamento da mídia para depois cobrar cargos no Governo. O Tarso Genro, que não é bobo sabe o grande problema que isso se tornará para o governo Lula.Antes do Lula assumir o segundo mandato, os segmentos do PT já estão brigando pela divisão do bolo. O Lula ganha a eleição e o partido quer a parte que lhe cabe. Muitas outras besteiras vão surgir ao longo deste segundo mandato, pois o pessoal está ávido por suas boquinhas’.

    É uma irresponsabilidade. Eu não sou petista e não pretendo boquinha nenhuma em lugar nenhum dizendo o que digo contra os absurdos que têm sido escritos por Alberto Dines. Vivo do meu trabalho honesto, suado e luto contra mil e uma dificuldades em minha vida e agora me aparece esse sujeito e acusa todos nós de estarmos a cata de ‘boquinhas’?!

    Eu acho que esse pessoal da direita raivosa está passando dos limites. Enquanto não chamarmos um irresponsável desses às barras dos tribunais para que diga que diabo de boquinha ele acha que estamos querendo, essa gente vai continuar insultando cidadãos que simplesmente querem manifestar suas opiniões e opor argumentos legítimos, fortes e fundamentados.

    Isso precisa ter fim. Eu nunca fui filiado a partido nenhum. Não aceito essas insinuações! Acho que devemos nos unir. Quem conhecer meu blog, que vá lá. Vamos nos organizar e contratar advogados. Vamos exigir respeito dessa gente. Somos cidadãos tanto quanto eles.

  51. Comentou em 03/11/2006 Cláudia Oliveira

    Esse artigo sim foi lamentável. Todos estão conclamando que a mídia faça uma necessária reflexão. É esse o palpel que nós estamos exigindo da mída: mais ética e menos parcialidade. E, por exigir isso, somos sumariamente taxados de petistas! Será que só os petistas estão tecendo críticas à mídia? O sr. está propondo que o silêncio é melhor do que o barulho democraticamente realizado? O sr. está insinuando que criticar é ser autoritarista-terrorista?
    Sinto muito, mas tenho que repetir que esse artigo é lamentável.

  52. Comentou em 03/11/2006 Roberto C.

    …’aprendiz de feiticeiro’?? É, pelo visto, por falta argumentos racionais, já está se apelando para justificativas místicas . Quem sabe o PT contratou um poderoso pai de santo, e assim alterou as forças do (editado)credo jornalístico que reza: ‘…seja feita a NOSSA vontade assim na terra como no céu’ ? rs

  53. Comentou em 03/11/2006 Ruth Almeida

    A mídia só está colhendo o que semeou; destilou tanto ódio que acabou ficando desacreditada.

  54. Comentou em 03/11/2006 Robson Omara de Assis Assis

    Coloco-me entre aqueles que perquirem qual o critério adotado para afirmar que ‘a avalanche de e-mails ofensivos e ameaçadores’ que teriam sido enviados para a jornalista Eliane Cantanhede, o foram por ‘militantes petistas’. A jornalista, bem como a maioria desses profissionais que fazem parte do plantel dos jornalões, a par das redes de TV, esta na sua totalidade, enfim, a mídia impressa e televisiva, sempre bateu pesado no Governo e na pessoa do Presidente Lula. Leonel Brizola, quando de sua primeira gestão no governo do Estado do Rio de Janeiro, sofreu, durante todo o seu período, uma campanha sistemática do jornal Estado de São Paulo. Como, com toda certeza, fazia um governo diferenciado de todos os anteriores, por exemplo, com a implantação de uma revolução no ensino público, os chamados CIEPs, a fim de manter o equilíbrio de suas iniciativas, publicava, na Folha de São Paulo, matéria paga somente para desfazer as futricas veiculadas pelo Estado de São Paulo. Na última campanha eleitoral a mídia esposou abertamente a campanha do PSDB, sem contudo, declarar tal posição. Atitude covarde. O dossiê Vedoin deve ser visto por dois escopos: a investigação da origem do dinheiro e o conteúdo desse dossiê. Sabe-se que a mídia mantém os CD que constitui as vísceras desse dossiê. Sr. Dines, qual a entendimento do Observatório da Imprensa no sentido de escarafunchar esse dossiê, ação sempre evitada pela oposição. Essas divagações são algumas gotas que, juntamente com outras, que é a indignação de milhões de pessoas, não só a militância ou os eleitores do PT, mas aqueles que tem uma visão crítica da mídia, que acompanharam o nefasto comportamento da mídia, apoiando, descaradamente, os candidatos do PSDB, e, de forma covarde, atacando, sistematicamente o Governo e o candidato. Não leio mais jornais; não assisto mais Observatório da Imprensa, até que, com relação a este, se alie às expectativas da população, adotando uma posição mais crítica em relação à mídia. Pega leva, Dines.

  55. Comentou em 03/11/2006 Pascale Duarte

    Sr Alberto, que papelão!!! Até você está virando as costas para as redes… O que está acontecendo é que as redes de cidadania crescem e se mutiplicam e produzem reflexões. O povo também pensa Sr. Observe, se ainda tem tempo, que este é apenas o começo. Vem computador barato aí e mais redes de acesso à internet. Estaremos aqui, nas trincheiras, observando quem manipula e produz violência simbólica para desqualificar a cidadania e os denunciaremos. Abaixo o Camelo da Globo, abaixo os reinaldos, abaixo gente como você que se utiliza de uma credibilidade conquistada nas trevas para se insurgir contra a informação de qualidade produzida por pessoas anônimas que estão cansadas de escutar em casa, na escola, na padaria, no trabalho, as iniquidades simbólicas que são veiculadas pelos representantes das grandes empresas jornalísticas. Ou será que a cobertura da eleição feita pelos grandes órgãos foi equilibrada? Me poupe, Sr. Dines. Aliás, estamos todos os cidadãos bem formados desse país de olho em vocês. Interesse-se pela crítica da mídia que se produz nas universidades e nas escolas que vocês vão saber o que há de vir. Pascale.

  56. Comentou em 03/11/2006 Meire Ramos

    Finalizando de vez!!!

    Eu e meu pai votamos em Lula! Vou convence-lo a cancelar a assinatura da folha com a seguinte frase:

    Pai, vc vai continuar pagando por um jornal que nos chama de burros e ignorantes TODO SANTO DIA??? Vai continuar pagando para ser xingado????

    Pense por esse lado também senhor Dines!

    Não deveriamos ser agredidos por causa de nossas escolhas, afinal NÓS PAGAMOS E CONSUMIMOS O JORNAL… NÃO FAZ SENTIDO ISSO!

  57. Comentou em 03/11/2006 osni ribeiro mello

    discordo senhor Alberto Dines, eu não sou militante do PT, não sei uma linha do que está escrito no dossie – mas gostaria de saber – e não sou fã do que escrevem Veja, Estadão e outros. Queria o mesmo fervor para defender todas as causas e não apenas àquelas que lhes interessam.
    um abraço.

  58. Comentou em 03/11/2006 MAURO BERTIN

    A LIBERDADE DE IMPRENSA É ESSA NO BRASIL;
    TEM UM PREFEITO DO PT, UM GOVERNADOR DE ESTADO, UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA: A IMPRENSA FAZ OPOSIÇÀO SELVAGEM.
    TEM UM PREFIETO DO PP, DO PPS, DO PFL, DO PSDB, DO PTB, (PARTIDOS IDENTIFICADOS COM A BURGUESIA)A IMPRENSA ESTA APOIANDO, A IMPRENSA É CHAPA BRANCA.
    SR. ALBERTO DINES MANDE SEUS COLEGAS FISCALIZAR O SERA O AÉCIO A YEDA CRUSISUS, O PREFEITO KASSAB, O GOVERNADOR LEMBO, O PREFEITO FOGAÇA.
    OLHE QUE O PT É UM PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA.
    CAIU A MASCARA DA IMPRENSA DA LIBERDADE DE IMPRENSA.

  59. Comentou em 03/11/2006 MAURO BERTIN

    A LIBERDADE DE IMPRENSA É ESSA NO BRASIL;
    TEM UM PREFEITO DO PT, UM GOVERNADOR DE ESTADO, UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA: A IMPRENSA FAZ OPOSIÇÀO SELVAGEM.
    TEM UM PREFIETO DO PP, DO PPS, DO PFL, DO PSDB, DO PTB, (PARTIDOS IDENTIFICADOS COM A BURGUESIA)A IMPRENSA ESTA APOIANDO, A IMPRENSA É CHAPA BRANCA.
    SR. ALBERTO DINES MANDE SEUS COLEGAS FISCALIZAR O SERA O AÉCIO A YEDA CRUSISUS, O PREFEITO KASSAB, O GOVERNADOR LEMBO, O PREFEITO FOGAÇA.
    OLHE QUE O PT É UM PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA.
    CAIU A MASCARA DA IMPRENSA DA LIBERDADE DE IMPRENSA.

  60. Comentou em 03/11/2006 Vicente Portella

    Caro Alberto Dines,

    Ao ler seu artigo pensei em formular uma resposta ampla a sua tese, mas ao ler os comentários dos leitores já me senti bastante aliviado.
    Na verdade não há nenhum linchamento, mas sim uma reação natural aos muitos anos de manipulação vergonhosa dos fatos de forma unilateral. A internet, felizmente, veio permitir esta reação.
    Ao invés de interpreta-la como um linchamento, deveria-se, sim, constatar que já não é mais possível enganar os leitores e distorcer os fatos impunemente. E muito menos atribuir colorações partidárias- isso sim, uma covardia – aqueles que se recusam a abrir mão de sua inteligência em favor de uma mídia obtusa e dirigida.
    Eu, por exemplo, nunca fui filiado ao PT. Mas também não sou um quadro do PSDB ou do PFL. A mídia precisa finalmente compreender que a capacidade de raciocínio, reflexão e compreensão dos fatos não se resume às redações de luxo. Muito pelo contrário, esta cada vez mais longe delas.

    Um abraço

    Vicente Portella

  61. Comentou em 03/11/2006 Odorico Carvalho

    Sr. Dines, carece de qualquer resquício de autoritarismo o governo que permite que programas que lhe denigrem a imagem sejam veiculados na Rede Pública de Televisão. É esse o caso do OI, mostrado pela TVE para todo o Brasil e que, de tempos para cá, não passa de um panfleto torpe contra Lula e o PT. É público e notório sua opção pelos tucanos, para cujas canalhices o senhor fecha os olhos, enquanto aponta suas baterias contra o PT, os petistas e simpatizantes. Quem lhe deu a toga de juiz, capaz de condenar Lula, o PT e os petistas e, ao mesmo tempo, inocentar essa a grande mídia rancorosa e partidarizada?

  62. Comentou em 03/11/2006 marcos batista

    Caro Dines,
    Estou ao lado da midia e da liberdade de expressao, por isso gostaria de denunciar o tratamento desigual que foi dado ao professor Emir Sader. O colunista da agencia carta maior esta sendo processado pelo senador Jorge Bohausen porque em um de seus artigos Sader o chama de ‘racista’. O professor Sader foi julgado sem direito preliminar de recurso e de forma sumaria condenado a 1 ano de prisao e ate mesmo perder o seu cargo. Eh preciso que jornalistas serios comentem sobre este caso e o divulguem.

  63. Comentou em 03/11/2006 marcos batista

    Caro Dines,
    Estou ao lado da midia e da liberdade de expressao, por isso gostaria de denunciar o tratamento desigual que foi dado ao professor Emir Sader. O colunista da agencia carta maior esta sendo processado pelo senador Jorge Bohausen porque em um de seus artigos Sader o chama de ‘racista’. O professor Sader foi julgado sem direito preliminar de recurso e de forma sumaria condenado a 1 ano de prisao e ate mesmo perder o seu cargo. Eh preciso que jornalistas serios comentem sobre este caso e o divulguem.

  64. Comentou em 03/11/2006 Fábio José Mello

    E quem fiscaliza os (tu)barões da mídia? Eles fazem o que querem e não podem, jamais, ser questionados? Há um claro divórcio entre uma parcela da sociedade e setores da imprensa. E ninguém pode reclamar? Não pode extravasar a indignação que vem sendo represada há décadas? Santa internet! Acostumem-se – ela veio para ficar. Os eleitores de Lula – que também são leitores, não se esqueça – são diariamente ofendidos pelos (de)formadores de opinião. Somos analfabetos, ingnorantes, ‘pobres’ (virou ofensa), corruptos, burros, pedintes. Quiseram nos obrigar a votar nos candidatos que vão trazer mais benefícios aos (tu)barões? Porque, claro, eles estão pensando em ganhar mais dinheiro. Não estão preocupados com os destinos do país, com as demandas sociais. Querem encher ainda mais os bolsos. Os (tu)barões querem chafurdar sem ser incomodados. Chega!

  65. Comentou em 03/11/2006 Fábio José Mello

    E quem fiscaliza os (tu)barões da mídia? Eles fazem o que querem e não podem, jamais, ser questionados? Há um claro divórcio entre uma parcela da sociedade e setores da imprensa. E ninguém pode reclamar? Não pode extravasar a indignação que vem sendo represada há décadas? Santa internet! Acostumem-se – ela veio para ficar. Os eleitores de Lula – que também são leitores, não se esqueça – são diariamente ofendidos pelos (de)formadores de opinião. Somos analfabetos, ingnorantes, ‘pobres’ (virou ofensa), corruptos, burros, pedintes. Quiseram nos obrigar a votar nos candidatos que vão trazer mais benefícios aos (tu)barões? Porque, claro, eles estão pensando em ganhar mais dinheiro. Não estão preocupados com os destinos do país, com as demandas sociais. Querem encher ainda mais os bolsos. Os (tu)barões querem chafurdar sem ser incomodados. Chega!

  66. Comentou em 03/11/2006 Luiz Leite

    Sr. Dines

    Vou me dignar a lhe responder, não pelas palavras publicadas em seu artigo, mas, sim para alinhar-me à corrente de Brasileiros indignados com jornalistas de uma estirpe que desejamos ver definitivamente extirpada da mídia nacional.
    Meu intuito é unicamente alinhar-me aos muitos Brasileiros que, indignados, leram seu artigo.
    Pelo que li em seu artigo sei que seria muito pedir para que o Sr. reflita melhor suas palavras, mas, de qualquer maneira solicito-lhe que com a merecida honestidade o Sr. reveja todas suas afirmações porque se assim o fizer verá que uma grande maioria dos jornalistas ainda não se preocupam com a qualidade, procedência e veracidade das notícias.
    São simples repassadores de mentiras, calúnias, inverdades e de péssimas “informa-ções”, se assim podemos qualificá-las.
    Essa postura é a que nós, Brasileiros ou não, esperamos dos Srs. e pelo que me pare-ce apesar do Sr. já ter mais de 50 anos de profissão ainda defende que uma notícia deve ser veiculada somente objetivando vender jornais.
    Todos nós humanos, Brasileiros ou não, é que devemos ser respeitados e ficarmos livres desse “cancro” que assola a mídia.
    Fora…. Sr. Dines…..

  67. Comentou em 03/11/2006 Luiz Leite

    Sr. Dines

    Vou me dignar a lhe responder, não pelas palavras publicadas em seu artigo, mas, sim para alinhar-me à corrente de Brasileiros indignados com jornalistas de uma estirpe que desejamos ver definitivamente extirpada da mídia nacional.
    Meu intuito é unicamente alinhar-me aos muitos Brasileiros que, indignados, leram seu artigo.
    Pelo que li em seu artigo sei que seria muito pedir para que o Sr. reflita melhor suas palavras, mas, de qualquer maneira solicito-lhe que com a merecida honestidade o Sr. reveja todas suas afirmações porque se assim o fizer verá que uma grande maioria dos jornalistas ainda não se preocupam com a qualidade, procedência e veracidade das notícias.
    São simples repassadores de mentiras, calúnias, inverdades e de péssimas “informa-ções”, se assim podemos qualificá-las.
    Essa postura é a que nós, Brasileiros ou não, esperamos dos Srs. e pelo que me pare-ce apesar do Sr. já ter mais de 50 anos de profissão ainda defende que uma notícia deve ser veiculada somente objetivando vender jornais.
    Todos nós humanos, Brasileiros ou não, é que devemos ser respeitados e ficarmos livres desse “cancro” que assola a mídia.
    Fora…. Sr. Dines…..

  68. Comentou em 03/11/2006 Raphael Souza

    Dines, você, que preza tanto por sua imagem como respeitado profissional de Comunicação, deveria ser mais cauteloso ao se referir aos críticos (e em toda crítica há alguma verdade ou alguma indicação) como ‘manada’ sob o risco, caso contrário, de se tornar parte dela.

  69. Comentou em 03/11/2006 Raphael Souza

    Dines, você, que preza tanto por sua imagem como respeitado profissional de Comunicação, deveria ser mais cauteloso ao se referir aos críticos (e em toda crítica há alguma verdade ou alguma indicação) como ‘manada’ sob o risco, caso contrário, de se tornar parte dela.

  70. Comentou em 03/11/2006 Valdomiro ***

    EITA ELITE BURRA E TEIMOSA!!! Acorda sr.Alberto. Acorda desse pesadelo direitista e faccioso. Acorda dessa ilusão direitista. Acorde, sacode a poeira, tome um banho de salo grosso e refaça os seus conceitos, pois o mundo está mudando. Faça isso em benefício próprio, para não ser atropelado pela história. Evite ser abandonado no mesmo ostracismo que vive hoje FHC, que teimosa e inutilmente, ainda luta por 15 minutos de fama. Os petistas e não petistas que votaram em Lula estão mudando a história deste país e deste planeta, e não o fazem apenas por si mesmo, o fazem porque antes de tudo são humanistas.

  71. Comentou em 03/11/2006 Marcos Pekelman

    Caro Dines!

    Infelizmente vejo que a cada dia vc está mais parcial, o meu finado Pai me dizia sempre que vc ‘era o gênio da raça’ dada a admiração que ele nutria por vc.
    Mas hoje creio que se estivesse vivo e lesse esse teu artigo ele te diria em idiische: ‘quisme a turrez’ vc sabe bem o significado dessa palavra.
    Que Deus abra teus olhos e o faça enxergar como antes.
    Shalom

  72. Comentou em 03/11/2006 Marcos Pekelman

    Caro Dines!

    Infelizmente vejo que a cada dia vc está mais parcial, o meu finado Pai me dizia sempre que vc ‘era o gênio da raça’ dada a admiração que ele nutria por vc.
    Mas hoje creio que se estivesse vivo e lesse esse teu artigo ele te diria em idiische: ‘quisme a turrez’ vc sabe bem o significado dessa palavra.
    Que Deus abra teus olhos e o faça enxergar como antes.
    Shalom

  73. Comentou em 03/11/2006 Edmundo Salgado

    Sras e srs, não consigo acreditar que no que li nesses comentários. Ninguém contestou a vitória de Lula, ainda que parte do discurso do PT foi em cima de mentiras (privatizações e bolsa-família). A mídia sempre foi assim, tem seus méritos e defeitos. Lula vai governar de uma maneira mais conservadora e é isso que tem deixado o pessoal da dita esquerda apavorada (nada mais fascista que essa esquerda do PT).

  74. Comentou em 03/11/2006 JOSE ORAIR DA SILVA Silva

    Vejamos, Senhor Dines, algumas das expressões usadas em seu comentário: ‘linchamento agressivo, delirante, sumário e covarde’ ‘o estouro da manada nunca acontece por acaso’ ‘Neste episódio é possível que alguém o esteja orquestrando’. ‘São os aprendizes de feiticeiros que sabem como criar um clima de quebra-quebra, mas não sabem como evitar as vítimas fatais.’ Ora, Sr. Dines, quando o senhor utiliza tais expressões chulas e agressivas, desqualificando os seus oponentes, o senhor está colocando mais lenha na fogueira. O que espera receber em troca? Quem semeia ventos colhe tempestades. O senhor gostaria de receber respostas no mesmo tom?. O Senhor tem todo o direito de achar e até divulgar que a mídia brasileira é isenta, imparcial e absolutamente fiel à verdade, não se pautando, nunca, pelos interesses econômicos dos patrões…Entretanto, para o bem do debate racional, é importante que o Senhor, como Jornalistista experiente que é, saiba dosar o tom o elevar o nível da discussão até para servir de exemplo aos leitores. Ademais, pelo que me consta, até agora, a uníca vítima foi uma eleitora que teve o seu dedo mordido por estar usando uma camiseta de apoio ao Presidente Lula…

  75. Comentou em 03/11/2006 Helena Sthephanowitz

    Como assim seu Alberto? As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas? O senhor prova o que diz? Teria o senhor uma bola de cristal para saber absolutamente a verdade? Não te passou pela cabeça que pode ser tucanos incriminando Petistas?. Oras Oras seu Alberto. Está na hora da mídia fazer uma ‘mea culpa’ e analisar tudo o que foi dito, repetido milhares de vezes, na maioria sem provas, durante os três anos e 10 meses de governo. Críticas e mais críticas, dia e noite nunca um elogio, uma palavra de incentivo. Porque? Basta acessar os blogs – vários – e terão a resposta. Se tivesse havido esse interesse em descobrir e fazer punir os responsáveis pelo grandes rombos nesse país – era FHC – tenho certeza que teríamos um Brasil mais justo e com maior desenvolvimento. Acontece que vocês da mídia sempre odiaram a esquerda e deixam transparecer no dia a dia. Não são os PTs que tem ódio da mídia, o que está acontecendo é que hoje com a facilidade através da internet de se buscar informações concretas, reais e não manipuladas, parciais que vocês querem passar, a população brasileira se deu conta do que acontece nos bastidores da grande imprensa, a mesma que usufrui de um serviço público, não paga impostos e se imagina dona do poder. Isso mudou seu Alberto ,hoje nós sabemos o que realmente aconteceu no famoso dossiê que não foi publicado por vocês. Porque? Jogo de interesses é claro. Folha, veja, estadão, globo, RBS, e até o seu observatório deveriam fazer uma reciclagem em seus editorais e quem sabe, divulgarem o que realmente aconteceu nos últimos 30 anos brasileiros. Dívida externa, interna, corrupções absurdas, compra de votos, etc. Aliás onde estão os bilhões das privatizações?No bolso do brasileiro é que não está. Acordem, se atualizem e tenham respeito pelo povo brasileiro, o mesmo que vocês chamam de burros e ignorantes. Será que somos mesmo? Mudem o disco que este já está arranhado, basta ver o resultado nas urnas. Chega de tanta mentira, suposições, criticas sem nenhum embasamento, vocês formam os grandes derrotados dessa eleição”,

  76. Comentou em 03/11/2006 Nilton Bergamini

    Sr. Dines, por favor, não subestime nossa capacidade, pelo menos não pela internet onde os leitores tem total autonomia e voz.
    Não sei qual o seu medo, não sei porque defende essa opinião de que a mídia foi e é transparente, de que não precisa pelo menos se rever e se reorganizar, mesmo que for sem a mão do governo.
    Você ignora a voz de quase todos seus leitores que quase em unanimidade discordam de você.
    Você sabe que não são todos petistas mal-educados. Afinal a maioria que escreve aqui sempre escreveu e nem todos petistas. A grande maioria dos comentários são muito bem escritos, argumentativo e educados.
    Afim de impor seu ponto de vista, o Sr. convidou três jornalistas que tinham concordantemente a mesma opinião no OI na rede pública de TV essa ultima terça-feira. O que foi pra mim um choque pois em todos os programas que assisti pelo menos havia alguma discordância, algum email de leitor algo que colocasse lenha na discussão. O que aconteceu nessa terça-feira foi praticamente como uma conversa de futebol de pessoas do mesmo time.
    Ora Sr. Dines, não subestime nossa capacidade. Não é possível que a internet seja dominada por ‘petistas aloprados’ ainda mais em um site que tem um púlbico muito plural.

    Sou a favor que defenda seu ponto de vista, e cada um aqui defenda o seu. Daí a se fechar e não querer ao menos levar um debate saudável ao OI é frustrante.

  77. Comentou em 03/11/2006 Chico Maia

    Dines, além de simplório, seu comentário revela um ranço corporativista inegável.
    Não sou militante petista, não defendo o apedrejamento da imprensa, mas também não tenho sangue de barata. Durante meses a fio, ouvi calado os impropérios de Reinaldo Azevedo e Diogo Mainardi – os verdadeiros ‘feiticeiros’ – que cumprem o triste papel de rábulas partidários. Esses caras não têm compromisso com a verdade factual, nem fazem análises isentas. Apenas difundem preconceito e ódio contra a esquerda, estimulando uma reação humana da turma gauche. Calhou de ela acontecer agora, após a eleição consagradora do Lula. Sejamos razoáveis, as diatribes dos discípulos de Paulo Francis antes de estimular a reflexão crítica, ensejam apenas reatividade. Tanta ofensa e desrespeito lembra o discurso da esquerda raivosa, que, na década de 70, se insurgiu contra a ditadura.
    É desses caras que você, enquanto observador jornalístico, deve cobrar responsabilidade. Sua pretensão paternalista e pseudo-sociológica de imputar culpa a uma parte da sociedade é tão anti-democrática quanto o autoritarismo que critica. O comportamento social não se atrela às boas intenções da razão. De resto, restringir à militância petista o repúdio à blitzkrieg da mídia não me parece sensato. Pelo contrário: é ingênuo, leviano e contraproducente.
    Os supostos líderes do PT que estão insuflando o povo fazem o mesmo que Reinaldo Azevedo, Arnaldo Jabor e Diogo Mainardi. A diferença está nas credenciais políticas dos primeiros e na tribuna privilegiada dos segundos. Infelizmente, você não reconhece isso, preferindo chamar quem se coloca contra os excessos da mídia de massa bovina e irresponsável.
    Para um atilado observador da imprensa, que proferiu a lúcida frase ‘o estouro da manada nunca acontece por acaso, alguém o provoca’, é uma tremenda mancada.

  78. Comentou em 03/11/2006 Rodrigo Anderson Nascimento Lucheta

    Inacreditável!
    A imprensa brasileira demontra, hoje, total descaso com sua credibilidade. Esse texto do Sr. Dines me fez rir muito: Quer dizer que sou petista? Se sou, a Anistia Internacional também é. Lembro que em seu relatório a AI denuncia a criminalização de organizações sociais no Brasil, por parte da mídia.
    Outra piada: A imprensa e seus formadores de opinião são os únicos habilitados a pensar e repensar seu modo de trabalhar (mesmo que eles nunca o façam). Quer dizer que a ‘manada’ não pode refletir? Tudo que vem da ‘manada’ é lunático? Será que é verdade que há alguem ‘orquestrando’ essa onda? O fato de a mídia ser, sim, PARCIAL, e ter se postado durante quase dois anos CONTRA, o governo que a maioria dos brasileiros escolheu, e que agora reelegeu, não contribuiu para o aumento dessa onda? Não é claro para o senhor o abismo entre os anseios?
    Ao respoder essas questões pense na sua credibilidade.

  79. Comentou em 03/11/2006 Eduardo Guimarães

    O senhor Alberto Dines falta com a verdade quando atribui exclusivamente a petistas o envio de e-mails virulentos, agressivos e até criminosos que rondam a rede mundial de computadores. Há toda sorte de e-mails malucos rodando a internet. O Wall Street Journal publicou recentemente cópia de email anônimo, mas obviamente de partidários do PSDB, que propõe que se divida o Brasil entre o norte e nordeste, que apóiam Lula, e o sul e sudeste, que, supostamente, apoiariam Alckmin. Adesivos debochando da deficiência física de Lula foram proibidos pela Justiça. Vinham circulando nos carros e o mesmo desenho (de uma mão espalmada, em que faltava o dedo mínimo, colocada dentro de um sinal de trânsito de proibido estacionar) foi espalhado pela internet. E estes exemplos não são nada diante do horror de virulência que tomoui o Brasil durante a campanha eleitoral. Em meu blog, por eu ser simpatizante do PT – porém, JAMAIS filiado ao partido -, quando escrevi uma crônica sobre uma filha que tenho que é portadora de deficiência física e mental, recebi comentários que propunham coisas em relação à criança que mal pude acreditar que tivessem saído de uma mente verdadeiramente humana. Quem alimenta o ódio é a mídia. Quem colocou o país na situação em que está, de envenenamento por causa da política, foi a mídia, com suas manchetes panfletárias, seus editoriais caluniosos, precipitados, seus artigos difamadores e irresponsáveis, suas reportagens repletas de opiniões disfarçadas de fatos. Ninguém – nem simpatizante do PT nem petistas de fato – jamais sugeriu que a mídia não noticiasse os escândalos que atingem o governo Lula. A reclamação é a de que os escândalos petistas têm peso 10, e os escândalos tucanos, têm peso 0,5. E a de que pessoas que estão sendo investigadas, sendo petistas, já foram condenadas pela mídia. Não é verdade que seja exclusividade de petistas aquilo que a colunista Eliane Cantanhêde disse em sua coluna. A mídia quer calar as críticas contra si. Parece uma ameaça. Eu não pararei de criticá-la. E tenho certeza de que ninguém mais que a esteja criticando irá parar. Vivemos num Estado de direito e vamos lutar para que tenhamos, os cidadãos comuns, tanto direito de divulgar nossas opiniões quanto um Alberto Dines, um Ali Kamel ou uma Eliane Cantanhêde. Essas pessoas não são mais cidadãos do que eu ou qualquer outro. Terão que fazer muito mais do que escrever artigos como esse de Dines para intimidar os críticos da mídia. E nem assim conseguirão. A sociedade brasileira está decidida a lutar por um jornalismo sério, pré-condição das nações civilizadas.

  80. Comentou em 03/11/2006 MARCUS TIKEN

    DESCONSTRUINDO DINES

    ‘um rancor jamais visto entre nós’
    VIMOS ESTE RANCOR, SIM, DINES.
    DURANTE 15 MESES, FOI UM RANCOR ANTI-PETISTA. E UM RANCOR COM DIREITO A CAPAS DE REVISTAS COM 850 MIL EXEMPLARES DE TIRAGEM NACIONAL.

    ‘O estouro da manada nunca acontece por acaso. Alguém o provoca.’
    EXATO, DINES. QUEM PROVOCOU FOI A PRÓPRIA MÍDIA. O POVO REAGIU.

    ‘Neste episódio, é possível que alguém o esteja orquestrando através dos ressentimentos’
    HUMMM… DINES AGORA VIROU ADEPTO DA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO… VÊ LÁ, HEIN, O MERVAL PEREIRA VAI DEBOCHAR DE VC…

    ‘São os aprendizes de feiticeiros’
    HEI, ESSE ARGUMENTO É DO ALI KAMEL, DINES… SEJA MAIS ORIGINAL

    ‘sabem como criar um clima de quebra-quebra, mas não sabem como evitar as vítimas fatais’
    VOU ROUBAR ESTA FRASE E COLOCAR EM UM ARTIGO QUE ESTOU ESCREVENDO SOBRE A ‘MÍDIA NO PRIMEIRO GOVERNO LULA’

    ‘A violência antimídia – seja ela física ou digital – mostra que o ministro Tarso Genro tem razão quando lembra que há ‘resíduos de autoritarismo’ em militantes do PT’
    NÃO EXISTE VIOLÊNCIA (OU MELHOR, EXISTE, MAS DOS DOIS LADOS, NÃO É EXCLUSIVA DOS SIMPATIZANTES DO LULA, que não são necessariamente ‘militantes petistas’). O QUE EXISTE, E É MARAVILHOSO QUE EXISTA, E É FANTÁSTICA A FUNCÃO SOCIAL DA INTERNET NESTE MOMENTO, O QUE EXISTE É EXERCÍCIO DO ESPÍRITO CRÍTICO DE QUEM CANSOU DA MÍDIA DO PENSAMENTO ÚNICO.

    DINES, ESSE SEU ARTIGO FOI SIMPLESMENTE PÉSSIMO.

  81. Comentou em 03/11/2006 Lúcia Adélia Fernandes

    Bravo sr. Dines, estava demorando para dizer que a decadência da mídia é culpa do PT e do Lula. Francamente sr. Dines até para escrever besteiras é preciso ter limites, coisa que vocês da gande mídia não sabe o que é. Impressionante é você dizer em linchamento, massacre, foi a mídia quem começou sr. Dines, isso você não pode negar, basta ir aos arquivos. Não só os petistas e o Presidente Lula, mas o povo brasileiro está sendo massacrado, achincalhado e desrespeitado pela grande mídia, e o povo não vai assistir a tudo isso passivo o povo vai exigir respeito porque nós merecemos, nós temos os mesmos direito que a mídia pela nossa liberdade de expressão, isso não é exclusividade da mídia, todo cidadão tem o direito a liberdade de expressão e a mídia vai ser tratada pelo povo assim como ela trata o povo, nem mais nem menos. Respeito é bom e todos nós gostamos

  82. Comentou em 03/11/2006 renata silva

    Dines, você afirmou o seguinte em seu texto: As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas. Por favor, mostre tais evidências. Todas as supostas mensagens de ameaça vieram com identificação ‘ militante petista’? É muito importante que você aponte objetivamente as provas que caracterizam os autores de tais linchamentos. Se não, ficará evidenciada a sua precipitação em acusar sem provas (exatamente o que você critica); o caráter antipetista de suas críticas, o que acaba impedindo você de expor posicionamento que contribuam para uma melhoria nas relações sociedade-mídia. Creio ser interessante você reler os seus textos postados durante o período eleitoral e após as eleições e ver se você está conseguindo contribuir de modo esclarecedor para esse imbróglio. Vai ser bom para você e para nós leitores.

  83. Comentou em 03/11/2006 renata silva

    Dines, você afirmou o seguinte em seu texto: As mensagens são evidentemente enviadas por militantes petistas. Por favor, mostre tais evidências. Todas as supostas mensagens de ameaça vieram com identificação ‘ militante petista’? É muito importante que você aponte objetivamente as provas que caracterizam os autores de tais linchamentos. Se não, ficará evidenciada a sua precipitação em acusar sem provas (exatamente o que você critica); o caráter antipetista de suas críticas, o que acaba impedindo você de expor posicionamento que contribuam para uma melhoria nas relações sociedade-mídia. Creio ser interessante você reler os seus textos postados durante o período eleitoral e após as eleições e ver se você está conseguindo contribuir de modo esclarecedor para esse imbróglio. Vai ser bom para você e para nós leitores.

  84. Comentou em 03/11/2006 Nilda Scalser

    Caro Dines

    É lamentavel voce continuar criticando o PT, como se somente estas pessoas estivessem insatisfeita com a MIDIA.
    Percebe-se que voce esta usando os mesmos discursos anti-petista da Globo.
    Porque nao reconhece que a midia extrapolou, julgou e condenou em detrimento ao anti-PT, antes mesmos que os orgaos competentes para isso o dizessem.
    Deixei um comentario recentemente aqui e nao foi divulgado, mostra claramente que a democracia serve para os outros, nao para a imprensa, que a liberdxade de expressao serve somente para a Midia, o resto da populaçao so terá esta liberdade se os mesmos permitir.
    Nota-se claramente como os valores e direitos sao distorcidos de acordo com interesses dessa imprensa.
    Nao sou filiada a nenhum partido politico, mas covardia querer colocar no colo do PT, os erros da imprensa.
    Penso que enquanto nao mudarem a postura de vitimas e encararem os fatos como vem acontecendo, continuaram a cometer os mesmos erros. A credibilidade ja nao é o forte da imprensa, falta postura etica nao só nos politicos mais tambem nos jornalista, esses sao os fatos só depende da imprensa corrigi-los e fazer sua mea-culpa.
    O povo cansou, a sua insistencia em incrimar o PT esta virando obscesao, isso é perigoso.

  85. Comentou em 03/11/2006 Luiz Gustavo Rupp

    Caro Dines,
    O mérito deste observatório é justamente a possibilidade de analisar criticamente a mídia. Não quero entrar na polêmica entre governo e mídia, especialmente no que diz respeito a compra do dossiê, porque se alí não é o abuso de alguns meios de comunicação que irão justificar a compra do tal dossiê.
    Mas é necessário refletir mais sobre a mídia sim, não apenas em um debate entre mídia e governo, mas sim a partir do que representam os grandes meios de comunicação. Seus analistas e comentaristas estão alinhados com o chamado pensamento único. Não existe espaço na mídia para discutir outros modelos econômicos, por exemplo.
    No âmbito internacional, a política imperial dos EUA está levando o mundo à barbárie, mas quem constesta esta política de forma mais veemente, como Chaves na Venezuela, é considerado como louco, autoritário, etc.
    No mundo de hoje, onde grandes corporações superam os Estados, é bom lembrar que a liberdade de expressão não é mais um Direito oponível apenas ao Estado, o deus mercado é hoje tão autoritário quanto muitas ditaduras.

  86. Comentou em 03/11/2006 Mauricio Fernandes

    Sr. Dines. O Sr. conhece a lei da ação e reação? Se está havendo um linchamento da mídia, como o sr relatou em seu texto, isto é apenas a reação ao linchamento promovido pela grande mídia ao PT e seus militantes. Mas esta reação não está sendo protagonizada apenas por petistas. Por favor, não subsetime a inteligência de quem visita este site. São pessoas esclarecidas e com um bom nível cultural que frequenta os sites da imprensa. Talvez um texto como o que o senhor escreveu surtisse mais efeito se fosse distribuido no interior do país para pessoas que não tem estudo nem acesso a TV, internet e jornais. Mas aqui não. Fala sério!!!!

  87. Comentou em 03/11/2006 Mauricio Fernandes

    Sr. Dines. O Sr. conhece a lei da ação e reação? Se está havendo um linchamento da mídia, como o sr relatou em seu texto, isto é apenas a reação ao linchamento promovido pela grande mídia ao PT e seus militantes. Mas esta reação não está sendo protagonizada apenas por petistas. Por favor, não subsetime a inteligência de quem visita este site. São pessoas esclarecidas e com um bom nível cultural que frequenta os sites da imprensa. Talvez um texto como o que o senhor escreveu surtisse mais efeito se fosse distribuido no interior do país para pessoas que não tem estudo nem acesso a TV, internet e jornais. Mas aqui não. Fala sério!!!!

  88. Comentou em 03/11/2006 josé Gomes gomes

    Dines , vc tem razão ao criticar a postura de algumas pessoas com relação a essa onda antimidia. Quando vc afirma que é uma posição autoritária de alguns petistas concordo tb. MAS, discordo de vc colocar apenas essas pessoas , petistas e não petistas, que fazem uma crítica mais dura da mídia como autoritárias.

    É dito e sabido que os veículos de comunicação , principalmentes os grandes, contribuem e muito para isso. Eles abusam do poder que detem e fazem um uso tb autoritário deste poder. ‘Porém não são chamados de autoritários e sim que exercem a liberdade de expressão.’ São autoritário ao não aceitar as críticas , são autoritários ao desqualificar quaquer crítico e são autoritários ao se colocarem acima da lei e da crítica…. e por aí vai.
    Tenho certeza que muitos dos problemas que esses meios de comunicação estão enfretando , se é que estão, foram gerados por eles mesmo.
    Acredito que durante muito tempo os meios de comunicação despejaram veneno naqueles que não tinham voz – mas com as novas tecnologias essas pessoas estão podendo se manfestar e era um sentimento que foi alimentado e ficou represado durante muito tempo que está estourando. O munda gira.
    Acredito ser muito importante este OI , mas se ele servir apenas para justificar o injustificavel erros dos meios de comunicação perderá seu sentido.
    Até mais – um abraço.

  89. Comentou em 03/11/2006 Carlos Alberto Moliterno

    Pelo que li aí abaixo, não há nenhum comentário favorável ao que o Dines escreveu querendo vitimizar a mídia. Por que será, serão todos petistas de carteirinha? E a mídia, por que tem de ser intocável, incontrolável? Que poder é esse que não pode ser regulamentado como todas as outras profissões? Aproveito para parabenizar o Mino Carta e outros jornalistas que ousaram nadar contra a corrente golpista liderada pela Globo, Veja e os jornalões do Rio e SP.

  90. Comentou em 03/11/2006 Cesar Augusto Dutra da Rosa

    Caro Dines, é muito nocivo ler um comentário feito desta forma, o seu corporativismo esta se tornando de igual envergadura as manifestações que você está descrevendo, a internet é um espaço livre e quem envia e-mail esta se expressando, como vocês são pagos para fazer, ou não emitem suas opinões de forma subjetiva? a inrritação de várias pessoas, não só militantes do PT, ocorre em um contexto atual, em que boa parte da mídia tentou manipular a opinião pública, demonstrando seu interesse pessoal e mesquinho, pois por exemplo a coorporação global, que não tem apenas investimento no setor de mídia, mas também em outros setores produtivos, achou melhor o candidato da oposição para atingir seus objetivos comerciais, e de forma velada expressou isto, como a veja, estadão e folha que perseguiam a Marta Suplicy em São Paulo, e hoje não se fala nada de Serra, seu vice, o governador que conseguiu sufocar 69 CPi s, etc

  91. Comentou em 03/11/2006 Cesar Augusto Dutra da Rosa

    Caro Dines, é muito nocivo ler um comentário feito desta forma, o seu corporativismo esta se tornando de igual envergadura as manifestações que você está descrevendo, a internet é um espaço livre e quem envia e-mail esta se expressando, como vocês são pagos para fazer, ou não emitem suas opinões de forma subjetiva? a inrritação de várias pessoas, não só militantes do PT, ocorre em um contexto atual, em que boa parte da mídia tentou manipular a opinião pública, demonstrando seu interesse pessoal e mesquinho, pois por exemplo a coorporação global, que não tem apenas investimento no setor de mídia, mas também em outros setores produtivos, achou melhor o candidato da oposição para atingir seus objetivos comerciais, e de forma velada expressou isto, como a veja, estadão e folha que perseguiam a Marta Suplicy em São Paulo, e hoje não se fala nada de Serra, seu vice, o governador que conseguiu sufocar 69 CPi s, etc

  92. Comentou em 03/11/2006 Eduardo Ferreira

    Dines,
    eu acho que você está exagerando. Ao contrário da sua opinião – porque é opinião, já que você não desenvolve nenhum raciocínio nem mostra quaisquer dados que apoiem suas elisões -, muitas pessoas que não podem ser enquadradas na lista dos aloprados perceberam que a mídia não teve um comportamente exemplar nestas eleições.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem