Domingo, 22 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

JORNAL DE DEBATES > IMPRENSA EM CRISE

A vez do Boston Globe

23/03/2007 na edição 425

A equipe do Boston Globe, jornal de maior circulação da região de New England, nos EUA, vai diminuir em torno de 6%, noticia a Reuters [22/3/07]. A crise que atinge a mídia em todo o mundo não poupou nem vencedores do prêmio Pulitzer: dois deles – a colunista Eileen McNamara, de 54 anos, e o repórter investigativo Stephen Kurkjian, de 63 – estão entre os 24 jornalistas do diário que aderiram ao plano de demissões voluntárias.


Em janeiro, o Globe, que já recebeu 18 Pulitzer, anunciou que fecharia escritórios no exterior para reduzir custos. Segundo o jornal, foram sugeridas demissões voluntárias diante ‘das condições difíceis sofridas pelos jornais em todo o mundo’. O objetivo era eliminar 19 cargos, mas mais pessoas decidiram optar pela demissão voluntária. As reduções fazem parte de um programa maior destinado a cortar 125 postos no grupo The New York Times, proprietário do Globe e do Worcester Telegram & Gazette.


O editor Martin Baron lamentou a decisão do grupo. ‘É sempre difícil dizer adeus para companheiros de trabalho e amigos’, escreveu em memorando à equipe. ‘Pessoas maravilhosas que se dedicaram tão profundamente ao sucesso do Globe não vão mais trabalhar conosco. Todos desejamos o melhor a elas’.


Prejuízo generalizado


A situação não é exclusiva do Globe. Nos últimos anos, muitas empresas jornalísticas passaram por crises financeiras e tiveram que aplicar programas de redução de custos ou apelar para a venda de algumas publicações. Diante do mau desempenho, na Bolsa de Valores, das ações do The New York Times, da Dow Jones, controladora do Wall Street Journal, e da Tribune, dona do Los Angeles Times, para citar alguns exemplos, jornais e revistas transformaram-se muitas vezes em sinônimo de prejuízo.


No começo do ano, diversos jornais americanos optaram por reduzir suas equipes em Washington. Na Europa, a situação não é diferente. Em janeiro, o grupo francês Lagardère anunciou que pretendia eliminar de 700 a mil cargos em sua divisão de mídia.


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem