Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

JORNAL DE DEBATES > IRAQUE

AP consegue provar existência de fonte misteriosa

11/01/2007 na edição 415

Depois de mais de um mês de críticas por ter citado um capitão da polícia iraquiana cuja existência foi questionada, a Associated Press saiu por cima na semana passada, quando o Iraque reconheceu que Jamil Hussein trabalha realmente no país. Nesta terça-feira (9/1), o ministro do Interior iraquiano confirmou que Hussein, membro ativo da polícia iraquiana, trabalha em Khadra. O policial foi citado em um artigo de novembro sobre seis sunitas que foram queimados vivos até a morte por xiitas – fato que havia sido negado pelo Ministério.


Briguinha com blogueiros


A confirmação, no entanto, não serviu para acalmar o ânimo de blogueiros conservadores. Eles acusavam a agência de citar uma fonte duvidosa, ou até mesmo de inventar uma, para exagerar a violência no país. O blog Flopping Aces foi um dos que continuaram o ataque. ‘Eu pediria confirmação de outra fonte, além da AP, da existência deste cara’, escreveu o blogueiro responsável pela página.


Linda Wagner, porta-voz da AP, afirma que a confirmação do Ministério valida os métodos de apuração das empresas tradicionais de comunicação. ‘Nossos repórteres não são ‘jornalistas de pijamas’’, disse, em referência à frase de Jonathan Klein, da CNN, sobre blogueiros que trabalham de casa. ‘Nossos repórteres contam o que eles viram e ouviram a editores que perguntam questões mais difíceis do que muitos destes blogueiros podem imaginar’.


A boa notícia para a AP foi uma má notícia para Hussein: o policial recebeu um aviso de prisão, pois não estava autorizado a falar com uma organização de mídia. Informações de Maria Aspan [The New York Times, 8/1/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem