Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CADERNO DO LEITOR >

Aqui também

13/04/2004 na edição 272

Mais um repórter que mancha a imagem do jornalismo e dos jornalistas de todo o mundo. Quanto mais assistimos a aulas sobre ética mais nos damos conta de que há a parcela que se nega a cumprir um dos princípios fundamentais da profissão. Aconteceu isso na minha sala. Fiquei extremamente envergonhado ao saber que tínhamos um Jayson Blair na turma, e totalmente embasbacado quando outros defenderam o ‘jornalista’.

Ibrahim Matheus Cruz, estudante de Jornalismo, São Paulo

USA Today pode ter facilitado fraudes – Monitor da Imprensa



VEJA E PROVÃO
A redação atendeu

Tenho que me retratar e me desculpar por não fazê-lo antes. Explico: quando reclamei que a redação da Veja não estava me retornando foi na segunda, terça e quarta-feira da semana passada. O assunto era aquele, a matéria sobre o Provão e o fato de nove cursos da UEL não terem sido avaliados e por isso ignorados no estudo do Inep. Ocorre que na quinta-feira, dia 1º, insisti e recebi orientação de mandar e-mail que seria submetido aos diretores da revista. O e-mail foi publicado em Cartas, pagina 26, da última revista.

Marcos Cesar Gouvêa, jornalista, assessoria de imprensa da Universidade Estadual de Londrina, PR

A redação não atende – Canal do Leitor



DESEMPREGO & ESQUI
Autenticidade e coerência

Gostaria de parabenizar o jornalista pela autenticidade e excelente coerência ética em descrever tão claramente a indignação que todos nós sentimos ao sermos bombardeados todos os dias com esta gama de informações pela imprensa brasileira. Com esta ‘invasão’ que nos é imposta todos os dias pelos meios de comunicação deixamos de questionar os princípios e passamos a aceitar os fatos como a maioria. Ler este artigo me fez novamente ter esperança de que ainda podemos nos tornar um país sério, com senso crítico e consciente de nossos direitos e deveres como cidadãos, e um deles com certeza é o direito à liberdade de comunicação.

Adriana Durante, gerente de contas, São Paulo



Penso e não escrevo

Caro Maurício, é com grande respeito que escrevo, pois conheci, através de seus textos, alguém que escreve exatamente o que eu sinto em relação ao comportamento humano. Suas matérias são excelentes e obrigado por descrever tão bem o que eu também penso, mas não escrevo. Aguardo as próximas matérias. Um abraço. Fábio Alves

Fábio Augusto Almeida Alves, locutor, São Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem