Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

JORNAL DE DEBATES > TELETIPO

BBC quer distância de junk food

13/04/2004 na edição 272

A rede pública britânica BBC anunciou que não quer mais associar suas marcas a alimentos infantis que favoreçam a obesidade. A companhia cede marcas como Teletubbies e Tweenies a mais de 100 produtos. Mas, a partir de agora, aqueles com alto teor de sal e gordura estão vetados. Os chocolates também. Campanhas conjuntas com redes de fast food igualmente devem acabar. Os parceiros de negócios da BBC estão sendo aconselhados a desenvolver alimentos mais saudáveis e a emissora deve logo ter sua marca em frutas, vegetais e peixes. Como reporta The Guardian [5/4/04], uma pesquisa recente apontou que crianças gordas têm 20% mais chance de desenvolver câncer quando adultas que as com peso normal.



Andrew Gilligan analisará serviços de inteligência britânicos

Andrew Gilligan, o repórter que acusou o governo britânico de ‘exagerar’ em um relatório sobre armas de destruição em massa no Iraque, vai voltar ao ar. Ele se demitiu da Rádio BBC em janeiro, dois dias após a divulgação do relatório em que o juiz lorde Hutton criticava duramente a posição da emissora. Em maio, o Channel 4 exibirá um programa de 30 minutos em que o jornalista analisa justamente a confiabilidade dos serviços de inteligência do Reino Unido para alertar políticos sobre riscos à segurança nacional. The Guardian [7/4/04] comenta que o vídeo obviamente não deverá ser visto com entusiasmo pelo governo. Desde a saída da BBC, Gilligan tem escrito no London Evening Standard.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem