Sábado, 20 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

JORNAL DE DEBATES >

Blogueiro recebe cartão vermelho

29/04/2008 na edição 483

Em sua coluna de domingo [27/4/08], a ombudsman do Washington Post, Deborah Howell, conta a desastrosa história do blogueiro Michael Tunison. Há duas semanas, Tunison perdeu seu cargo como assistente editorial do Post na sucursal de Montgomery County depois de revelar que era a pessoa por trás do apelido ‘Christmas Ape’ no sítio Kissing Suzy Kolber (KSK). Tunison contou a Deborah que foi ‘forçado a deixar’ o posto após ter revelado sua identidade no blog, que descreve como ‘satírico’, e por ter divulgado uma foto em que aparecia bêbado.

Falta de bom senso

Editores do Post recusaram-se a comentar o assunto com Deborah, mas, segundo a ombudsman, não é surpresa que Tunison não esteja mais na empresa – basta checar o sítio Kissing Suzy Kolber, diz ela, e observar que seu conteúdo é obsceno, racista e sexista. O blogueiro disse que queria que os leitores soubessem sua identidade e imaginou que poderia manter os dois trabalhos. A emenda saiu pior que o soneto: editores do Post não sabiam do blog de Tunison, e a política do diário proíbe atividades que possam envergonhar o jornal; além disso, qualquer trabalho paralelo de um funcionário do jornal deve ser antes aprovado pela empresa. ‘Já esperava que não fosse ter uma recepção positiva, dada a linguagem e a natureza do blog’, confessou ele. ‘Mas não esperava a dureza e a severidade do que aconteceu’.

Para Emilio Garcia-Ruiz, editor assistente da seção de esportes, blogs sobre esportes em geral combinam o tema com sexo, para fazer comentários de maneira irônica. ‘É a mesma fórmula que vem sendo usada pela [revista] Sports Illustrated com a edição de roupa de banho. No caso do KSK, é o humor sobre o NFL (liga profissional de futebol americano) feito por alguns jovens talentosos que algumas vezes vão longe demais’, opina.

Grande erro

Fãs de Tunison enviaram e-mails furiosos ao jornal. Um deles diz que o Post, ‘supostamente um bastião do jornalismo, deveria entender que os leitores, na era da internet, são capazes de separar o que um jornalista escreve em seu blog pessoal do que este mesmo profissional escreve em um veículo da mídia tradicional’. Outro diz que demitir o blogueiro foi um grande erro. ‘Vocês o demitiram por quê? Por beber nos fins de semana? Por ter seu próprio sítio? Se todo mundo fosse demitido por isso, a taxa de desemprego seria próxima a 100%’.

Deborah entende o recado destes leitores: para eles, a mídia ‘antiga’ não entende como as coisas funcionam hoje. Ainda assim, ela dá um conselho para jovens blogueiros que querem desempenhar um trabalho na grande mídia: não escondam seus outros cargos e não envergonhem os editores. ‘Use seu talento sem postar uma foto sua bêbado’, ironiza a ombudsman.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem