Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº983
Menu

JORNAL DE DEBATES > PEQUIM 2008

COI divulga novas regras para internet

03/04/2008 na edição 479

Boa notícia para a mídia internacional: os sítios de notícias poderão divulgar quantidade ilimitada de fotos e artigos sobre os eventos das Olimpíadas de Pequim – os da Austrália poderão ainda exibir vídeos, revelou esta semana o Comitê Olímpico Internacional (COI). ‘A internet é um meio importante para a comunicação e promoção do esporte’, afirmou a organização. ‘O COI entende que as organizações de mídia integraram este meio [a internet] a seus negócios e irão abastecer seus sítios com conteúdo sobre os Jogos destinado à audiência online e aos fãs das Olimpíadas’.


De acordo com as regras atualizadas, divulgadas pelo COI, a organização de mídia britânica Bona Finde poderá ainda transmitir via internet, com um atraso de 30 minutos, as coletivas de imprensa que ocorrerão no Centro de Mídia. A transmissão de vídeos dos eventos, no entanto, será proibida, devido à proteção de direitos de propriedade intelectual. A única exceção serão os sítios australianos, graças a um acordo inédito do COI com a rede de TV Seven Network, que possibilitou a exibição de três minutos dos eventos por dia, divididos em clipes de 60 segundos. O conteúdo será liberado apenas na Austrália, sendo bloqueado para acesso de outros países.


Boicotes


Em 2007, grupos de mídia entraram em disputa pelos direitos de transmissão de dois grandes eventos esportivos: a Copa do Mundo de Rúgbi e o jogo-teste de críquete entre Austrália e Sri Lanka. O International Rugby Board (IRB), federação internacional da modalidade, impôs restrições à mídia, limitando fotos e vídeos na rede, o que gerou um boicote de agências de notícias internacionais e de 40 veículos de comunicação. Horas antes do jogo de abertura, o IRB voltou atrás e foi realizado um acordo.


Já no caso do campeonato de críquete, Reuters, Associated Press e Agence France-Presse chegaram a boicotar o primeiro jogo-teste em novembro, antes da Cricket Australia, organização responsável pelo evento, desistir de exigir pagamento da mídia pelos direitos de distribuição de fotos do campeonato. Um jogo-teste é disputado entre as seleções mais bem classificadas no mundial e pode durar até cinco dias. Informações de Kate Holton [Reuters, 1/4/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem