Dalai Lama pede a presença da mídia no Tibete | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº999
Menu

JORNAL DE DEBATES > CHINA

Dalai Lama pede a presença da mídia no Tibete

15/05/2008 na edição 485

O Dalai Lama pediu à China e à comunidade internacional que facilitem a presença da mídia internacional no Tibete, noticia a AFP [12/5/08]. O líder espiritual tibetano, exilado na Índia, revelou que diálogos recentes com a China só foram possíveis porque as autoridades chinesas começaram a ficar ‘preocupadas’ com a opinião pública sobre a situação no Tibete, meses antes do início das Olimpíadas – marcadas para agosto, em Pequim.


Em entrevista à emissora polonesa TVP2, Dalai Lama reforçou que as mudanças na China ao longo dos últimos 30 anos fizeram com que ele ficasse esperançoso de resoluções pacíficas para as tensões do domínio chinês na região montanhosa. Ele acredita que ainda possa voltar ao Tibete, após quase 50 anos de exílio.


De acordo com a mídia estatal chinesa, a reunião do presidente da China com enviados do Dalai Lama, no dia 4/5, abriu as portas para uma próxima rodada de conversas. O encontro foi o primeiro realizado depois dos protestos de tibetanos que causaram a morte de diversas pessoas, em março. A China acusa o Dalai Lama de organizar os protestos no Tibete para boicotar as Olimpíadas. O líder espiritual alega que apóia os Jogos Olímpicos, mas que considera inapropriado que os organizadores do evento violem, simultaneamente, o respeito aos direitos humanos. O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, terá um encontro com Dalai Lama em Londres no dia 23/5 para discutir a situação do Tibete.


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem