Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

JORNAL DE DEBATES >

Empresas impõem regras para jornalistas

Por Natalia Mazotte em 28/05/2011 na edição 643

Seguindo a tendência de veículos internacionais, o site de notícias UOLdivulgou aos seus jornalistas normas para o uso de redes sociais, de acordo com o blog Liberdade Digital. As recomendações se assemelham às já adotadas por empresas de notícias como Bloomberg, Washington Poste Reuters: os jornalistas devem evitar manifestações partidárias e políticas, antecipar reportagens ainda não publicadas ou divulgar bastidores da redação e emitir juízos que comprometam a independência ou prejudiquem a imagem do site.

Segundo um repórter do UOL, os jornalistas estão tuitando menos desde que as diretrizes foram divulgadas. “As pessoas estão tuitando bem menos. Alguns cogitam deletar seus perfis porque não dá pra confiar na interpretação que cada um pode fazer”, afirmou, citado pelo Comunique-se.

A TV Record também aprovou recentemente diretrizes sobre mídia socialpara seus repórteres, noticiou o colunista Flávio Ricco. Em comunicado, a emissora alertou que os comentários dos jornalistas nesses espaços não devem entrar “em contradição com a sua atuação profissional e suas responsabilidades ou com os princípios da empresa”. E ressaltou também que “os juízos de valor sobre produtos da casa ou da concorrência são passíveis de avaliação à luz de sua afiliação à Rede Record e não apenas como opiniões individuais”.

Demissões continuam

Para o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Paulo, as regras emitidas por empresas de comunicação sobre uso das redes sociais amordaçam os profissionais. “Esta semana, várias empresas divulgaram normas de uso destes instrumentos que se assemelham à censura”, declarou em nota.

Outros veículos brasileiros, como a Folha de S. Pauloe a TV Globo, já contam com normas próprias para o uso das redes sociaisdesde 2009, como informa o IDG Now. Apesar disso, casos de demissão de jornalistas por comentários em redes sociais continuam a ocorrer, como mostra o perfil do Centro Knightsobre liberdade de expressão nas redes sociais.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem