Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

JORNAL DE DEBATES > VALERIE PLAME

Ex-agente é convidada para jantar na Casa Branca

21/04/2006 na edição 377

O tradicional jantar para jornalistas e celebridades oferecido pelo presidente dos EUA terá este ano como convidados a ex-agente da CIA Valerie Plame e seu marido, o diplomata Joseph Wilson, noticia Joe Strupp [Editor & Publisher, 19/4/06]. Além deles, outros convidados que não são jornalistas, como a tenista Anna Kornikova, o rapper Ludacris e o ator James Denton, do seriado Desperate Housewives, deverão comparecer, segundo os organizadores do evento. Os participantes do jantar da Associação dos Correspondentes da Casa Branca (WHCA, sigla em inglês), que este ano acontece no dia 29/4, geralmente esperam a presença de um convidado polêmico que vira motivo de fofocas no bar.


A revelação da identidade secreta de Valerie pelo colunista sindicalizado Robert Novak, em 2003, gerou uma investigação do Departamento de Justiça dos EUA que acabou por colocar a repórter Judith Miller na cadeia e indiciar Lewis Libby, então chefe de gabinete do vice-presidente Dick Cheney. A ex-agente provavelmente não sentará ao lado de Novak, mas certamente estará no campo de visão de George Bush.


Muitos críticos vêem o início da polêmica em torno de Valerie como uma represália do governo americano a Wilson – que publicou, em junho de 2003, artigo no New York Times em que questionava a alegação de Bush de que o Iraque teria comprado urânio enriquecido do Níger para a produção de armas atômicas. O vazamento da identidade secreta da agente para a imprensa ocorreu pouco tempo depois.


Mark Smith, presidente da WHCA e repórter da Associated Press, recusou-se a fazer comentários sobre a presença de Valerie, mudando o assunto para o apresentador da noite, Stephen Colbert, do canal Comedy Central. ‘Ele nos satiriza, assim como faz com os políticos. Vai ser ótimo’, desconversou.


Noite disputada


O convite para o jantar deste ano, que custa US$ 175 por pessoa, foi concorrido, afirma Julie Whiston, diretora-executiva do WHCA que organiza o evento há dez anos. Segundo ela, todas os lugares para as 261 mesas de 10 convidados estão esgotados. Cerca de US$ 113 mil tiveram de ser devolvidos para aqueles que procuraram o convite, mas no fim não conseguiram mesa.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem