Executivo-chefe anuncia corte de cargos | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

JORNAL DE DEBATES > THOMSON-REUTERS

Executivo-chefe anuncia corte de cargos

16/05/2008 na edição 485

A Thomson Reuters – empresa recentemente formada pelo grupo canadense Thomson Corp. e pela agência de notícias Reuters – confirmou que haverá cortes nos postos de trabalho, noticia James Robinson [The Guardian, 14/5/08]. Em um memorando interno aos funcionários, Devin Wenig, executivo-chefe da divisão de marketing da companhia, informou que a escala precisa das demissões será divulgada nos próximos dias. ‘Não é segredo que houve planejamento e muita reflexão para se eliminar duplicações e para reduzir custos. Nos próximos dias, iremos comunicar a cada departamento o impacto da nossa integração’, dizia a mensagem.


Até o final do ano, as reduções nos cargos deverão estar completas, mas há a possibilidade de mais cortes se a administração decidir pelo encerramento de determinados serviços. Wenig ressaltou, no memorando, que, a médio prazo, novos cargos deverão ser criados, já que a nova empresa pretende crescer. Especula-se que 5% da força de trabalho da Thomson Reuters – de um total de 50 mil pessoas – seja eliminada. Já o National Union of Journalists (NUJ) – sindicato que representa a maioria dos jornalistas que trabalha para a Reuters e o Thomson no Reino Unido – acredita que esta porcentagem chegue a 10%.


A compra da Reuters pelo Thomson, em abril, foi concretizada por mais de US$ 17 bilhões. Na ocasião, o presidente-executivo Tom Glocer alertou que a nova empresa anunciaria em breve o número de cortes.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem