Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CADERNO DO LEITOR > CIÊNCIA & IDEOLOGIA

‘Herança genética’ em ascensão

10/02/2004 na edição 263

Muito interessante a tese de Cláudio Tognolli. É impressionante como a teoria genética afeta a vida das pessoas. Tenho observado o discurso da herança genética em pessoas ligadas à saúde mental, o que tem me preocupado muito. Trabalho com casais interessados em adotar crianças, e as preocupações com diagnóstico de doenças e problemas mentais nas famílias destas crianças têm se acentuado muito, principalmente entre pessoas com alto nível de escolaridade.

Valéria Neves Camargo

Leia também

O Santo Graal da falácia jornalística – Armazém Literário

 

PROFISSÃO JORNALISTA
Kapuscinski e os estudantes 

Gostei muito do texto, estou no 1º semestre de Jornalismo e aprendi bastante com isso. Obrigada por fazerem matérias tão proveitosas para estudantes de Jornalismo.

Rebeca Romcy

 

Leia também

Os cinco sentidos do jornalista – Wladir Dupont

 

Chuva e texto jornalístico

O texto de Gabriel Perissé encaixa-se perfeitamente na minha atual concepção de texto jornalístico. Principalmente como mais uma opção disponível para os jornais do interior do país – que geralmente "perdem" espaço em notícias de interesse nacional, já exaustivamente exploradas pela grande mídia. Nesta semana, ao escrever minha coluna semanal para o jornal (O Progresso, de Dourados, Mato Grosso do Sul), senti um clima de mesmice e repetição. Eu pretendia falar sobre a estiagem local e os problemas que causa nas plantações de soja, enquanto em outras regiões do país há enchentes. Mas me deparei com uma avalanche de falas, documentários e imagens na TV e na internet, bem como textos e fotos em jornais impressos de grande circulação nacional. Ou seja, meu leitor interiorano já havia sido informado sobre praticamente todos os aspectos benéficos e maléficos das águas que caem do céu. Além disso, os problemas com a soja ele vivencia diariamente.

Foi quando começou a cair uma chuva, daquelas mansas. Corri para o computador e não tive dúvidas: que sentimentos afloram com a chuva? Não sou escritora e nem tenho a pretensão de me comparar a nenhum daqueles citados por Gabriel Perissé, mas tenho certeza de que meus leitores entenderam e compartilharam minhas sensações ao "assistir a uma chuva" – inclusive os horrores de uma enchente – e pensaram (ou pensarão um dia) em suas impressões sobre uma chuva de verão…

Maria Eugenia Amaral Campo Grande, MS

Leia também

O escritor nos jornais – Gabriel Perissé

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem