Segunda-feira, 27 de Abril de 2015
ISSN 1519-7670 - Ano 18 - nº 847

JORNAL DE DEBATES > PCC ATACA EM SÃO PAULO

Imprensa internacional cobre onda de violência

16/05/2006 na edição 381

A onda de ataques ordenados pela principal facção criminosa de São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital), a delegacias, carros e postos policiais do estado, iniciada na sexta-feira (12/5), deixou até agora dezenas de mortos e feridos. Durante o fim de semana, bancos foram destruídos e ônibus, incendiados. Criminosos realizaram rebeliões simultâneas em mais da metade dos presídios do estado, fazendo centenas de reféns.

A violência seria uma represália à transferência de integrantes de facções criminosas de diversas prisões do interior para o presídio de Presidente Venceslau. Os ataques, que constituem a maior ação coordenada pelo PCC até hoje, foram destaque nos principais jornais em todo o mundo. Alguns deles chegaram a comparar a violência em São Paulo ao Iraque.

Alguns títulos da imprensa internacional:

The New York Times (EUA)

Gangue brasileira ataca a polícia

The Washington Post (EUA)

70 morrem em quatro dias de violência no Brasil

The Guardian (Reino Unido)

Dezenas de policiais mortos a tiros no Brasil enquanto violência de gangue continua

BBC News (Reino Unido)

Violência de gangue domina estado brasileiro

Le Monde (França)

Novos ataques do crime organizado no estado de São Paulo

Libération (França)

Noite sangrenta contra a polícia em São Paulo

Público (Portugal)

Onda de violência em São Paulo já fez pelo menos 60 mortos

La Vanguardia (Espanha)

Terceira noite violenta em São Paulo eleva a 72 o número de mortos e acaba com 40 ônibus incendiados

Clarín (Argentina)

Uma facção que já superou as do Rio de Janeiro

Todos os comentários

ARMAZéM LITERáRIO > PCC ATACA EM SÃO PAULO

Imprensa internacional cobre onda de violência

16/05/2006 na edição 381

A onda de ataques ordenados pela principal facção criminosa de São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital), a delegacias, carros e postos policiais do estado, iniciada na sexta-feira (12/5), deixou até agora dezenas de mortos e feridos. Durante o fim de semana, bancos foram destruídos e ônibus, incendiados. Criminosos realizaram rebeliões simultâneas em mais da metade dos presídios do estado, fazendo centenas de reféns.

A violência seria uma represália à transferência de integrantes de facções criminosas de diversas prisões do interior para o presídio de Presidente Venceslau. Os ataques, que constituem a maior ação coordenada pelo PCC até hoje, foram destaque nos principais jornais em todo o mundo. Alguns deles chegaram a comparar a violência em São Paulo ao Iraque.

Alguns títulos da imprensa internacional:

The New York Times (EUA)

Gangue brasileira ataca a polícia

The Washington Post (EUA)

70 morrem em quatro dias de violência no Brasil

The Guardian (Reino Unido)

Dezenas de policiais mortos a tiros no Brasil enquanto violência de gangue continua

BBC News (Reino Unido)

Violência de gangue domina estado brasileiro

Le Monde (França)

Novos ataques do crime organizado no estado de São Paulo

Libération (França)

Noite sangrenta contra a polícia em São Paulo

Público (Portugal)

Onda de violência em São Paulo já fez pelo menos 60 mortos

La Vanguardia (Espanha)

Terceira noite violenta em São Paulo eleva a 72 o número de mortos e acaba com 40 ônibus incendiados

Clarín (Argentina)

Uma facção que já superou as do Rio de Janeiro

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem