Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

JORNAL DE DEBATES > DESCONTENTES

Mascarados queimam jornais no Paquistão

26/04/2006 na edição 378

Homens mascarados armados atearam fogo em dezenas de jornais em língua urdu no Waziristão do Norte, região tribal do Paquistão que faz fronteira com o Afeganistão. Eles alegaram que as publicações os teriam descrito como ‘cafajestes’, e não como guerreiros sagrados, noticia a AFP [24/4/06]. Funcionários governamentais do Paquistão costumam usar o termo ‘cafajestes’ para se referir a insurgentes, incluindo os militantes islâmicos no nordeste do país, homens de tribos rebeldes no sudeste e membros de grupos sectários extremistas.


Os militantes distribuíram panfletos em Miranshah, principal cidade do Waziristão do Norte, e em áreas vizinhas, no domingo (23/4), pedindo por uma guerra sagrada contra americanos e seus aliados, referindo-se a eles como ‘judeus e cristãos’. O Paquistão deslocou 80 mil tropas para as áreas tribais a fim de perseguir militantes que fugiram do Afeganistão através da fronteira, depois que o regime do Talibã foi derrubado por forças americanas, em 2001. No mês passado, 250 insurgentes e cinco soldados foram mortos em conflitos nas regiões do Waziristão do Norte e do Sul.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem