Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

JORNAL DE DEBATES > TELETIPO

Mickey Mouse palestino é assassinado na TV

03/07/2007 na edição 440

Uma imitação do rato Mickey Mouse que pregava a dominação islâmica em um programa infantil de uma emissora afiliada à facção Hamas foi espancado até a morte no episódio final do programa, na semana passada. O personagem batizado de Farfour foi morto por um ator representando um soldado israelense que tentava comprar sua terra. Em determinado momento, o rato chama o israelense de ‘terrorista’. ‘Farfour foi martirizado enquanto defendia sua terra’, declarou Sara, a apresentadora adolescente da atração. Ele foi morto ‘pelos assassinos de crianças’, completou. O programa semanal, exibido pela al-Aqsa TV, chamou atenção mundial por trazer um personagem bem parecido com o americano Mickey, de Walt Disney, incitando as crianças palestinas a lutar contra Israel. Segundo representantes da emissora, Farfour foi tirado do ar para dar lugar a uma nova programação. Informações da AP [29/6/07].

LEIA TAMBÉM

Hamas usa sósia de Mickey em campanha contra Israel – Monitor da Imprensa

Cena de Big Brother da Austrália ofende mexicanos

Os produtores do Big Brother australiano pediram desculpas ao México por terem exibido, no dia 15/6, um trecho do reality show em que participantes jogavam balões de água na bandeira mexicana, noticia Mark Stevenson [Associated Press, 22/6/07]. ‘Peço desculpas, em nome dos produtores do Big Brother, por qualquer ofensa sofrida, e asseguramos que isto nunca mais irá acontecer’, escreveu Kris Noble, diretor-administrativo da Endemol, que produz o programa, em carta à Embaixada do México na Austrália. Logo após o incidente, o Departamento de Relações Exteriores do México enviou cartas de protesto ao programa e ao governo australiano, afirmando que a bandeira ‘tem uma história da qual o país se orgulha e é um símbolo com o qual os mexicanos se identificam, não importa onde vivem, e que os mantêm unidos’. No mesmo programa, os participantes tinham que dizer o nome do país do qual o México ganhou independência – que seria a Espanha. Um deles respondeu EUA e acabou, erroneamente, sendo o vencedor da prova.

Nicole Kidman perde disputa com paparazzi

Na disputa entre a atriz Nicole Kidman e o paparazzi Jamie Fawcett, ponto para o fotógrafo. Na semana passada, promotores australianos retiraram as acusações contra Fawcett, que teria tentado implantar um aparelho de escuta no jardim da mansão de Nicole. Os motivos para a decisão da justiça não foram divulgados. A agente da atriz, Wendy Day, disse que Nicole não teve nada a ver com a retirada das acusações. Logo após a atriz ter entrado com um processo contra Fawcett, em janeiro de 2005, uma corte de Sydney ordenou que o fotógrafo fizesse um exame de DNA para comparar com uma amostra retirada do microfone no jardim. O fotógrafo, no entanto, recorreu à Suprema Corte, que determinou que ele não poderia ser forçado a realizar o exame. Informações da AP [28/6/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem