Quinta-feira, 26 de Abril de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº984
Menu

JORNAL DE DEBATES > LAOS, 1971

Newseum sepulta restos mortais de fotógrafos

03/04/2008 na edição 479

Há dez anos, uma equipe do Exército americano encontrou, em uma encosta íngreme no sul do Laos, pedaços de câmeras, filmes, relógios quebrados e alguns destroços. Os objetos eram a prova de que um helicóptero sul-vietnamita que carregava sete soldados vietnamitas e quatro respeitados fotógrafos de guerra teria sido derrubado em 1971. Apenas poucos restos mortais foram achados. Nesta quinta-feira (3/4), uma cápsula lacrada contendo estes restos mortais foi sepultada em um lugar de honra.


Familiares, diplomatas e jornalistas entregaram a cápsula ao Newseum, museu dedicado à história e prática do jornalismo, em Washington. Os nomes dos fotógrafos que estavam no helicóptero naquele outubro de 1971 foram escritos em uma placa no memorial dedicado aos profissionais de imprensa mortos em guerras: Larry Burrows, da revista Life; Henri Huet, da Associated Press; Kent Potter, da United Press International; e Keisaburo Shimamoto, freelancer que trabalhava para a Newsweek.


Os quatro tentavam cobrir a Operação Lam Son 719, invasão massiva do Laos por forças sul-vietnamitas com o objetivo de eliminar a trilha usada pelo Vietnã do Norte para o transporte de tropas e armamentos para os campos de batalha no sul. Autoridades americanas haviam proibido civis de cruzar fronteiras internacionais em aeronaves militares dos EUA. Por isso, quando um comandante sul-vietnamita ofereceu aos fotógrafos a chance de acompanhá-lo em uma inspeção aérea, eles não recusaram.


Busca


Nos anos após o incidente, o local onde imaginava-se que teria caído o helicóptero ainda era muito perigoso. No início dos anos 90, quando Washington retomou as relações diplomáticas com os governos comunistas do Vietnã, Laos e Camboja, os EUA começaram a busca por cerca de 2.500 americanos desaparecidos na guerra. Os destroços do acidente de 1971 foram encontrados em 1998.


A inauguração formal do memorial dos jornalistas, com nomes de mais de 1.800 profissionais de imprensa mortos em conflitos desde 1837, acontece na sexta-feira (4/4). O Newseum será aberto oficialmente na próxima semana. Informações de Richard Pyle [AP, 1/4/08] e Jennifer C. Kerr [AP, 3/4/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem