Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

JORNAL DE DEBATES > COBERTURA ELEITORAL

Notícias e juízos de valor

Por Robson Silva em 09/11/2004 na edição 302

Recorde de público consagra times e seu principais artilheiros políticos na temporada 2004 dos votos milionários. Assim a imprensa avalia o day after das eleições para prefeito nas cidades com segundo turno.

O Brasil seria um país engraçado se não fosse trágico. Paramos em, pelo menos, três momentos: carnaval, final de campeonato brasileiro de futebol e eleições – como se a vida fosse se renovar a partir desses episódios.

Na cobertura jornalística das eleições 2004, os principais jornalistas anunciavam, quase que em grito de vitória, que ‘o PT arrasado perde em SP e sua principal atacante troca gentilmente de camisa com o campeão, ao final da partida’; ou, ainda, ‘após 16 anos, Porto Alegre tem novo campeão’ – e por aí vai a seriedade da nossa política e da nossa imprensa.

Em nenhum momento ouvi dizer que a cidade tal ganhou ou perdeu. O cidadão paulistano, o brasileiro, o pobre ou mesmo o rico poderão participar das ações do novo prefeito eleito por ele? Tanto faz!

O importante é que a escola de samba tucana enfraqueceu o big boss dos trabalhadores. Tanto se houve falar de veículos sensacionalistas, mas estamos dando tiro no pé. A imprensa como um todo é sensacionalista. Vamos acordar! Estamos induzindo o povo a torcer fanaticamente para um time que entende muito de troca de favores e pouco de gestão. O povo não sabe mais para que serve a política. Nós jornalistas, ou futuros jornalistas, entramos no jogo das escuderias e seus marqueteiros milionários.

Nesta segunda-feira (1º/11/2004) não estamos usando o poder da mídia para dar exemplo de cidadania, incentivando o povo, tendo votado no artilheiro ou não, a cobrar suas promessas de campanhas. Estamos discutindo cinicamente se o presidente da República enfraqueceu ou fortaleceu sua candidatura à reeleição em 2006. Se com estes resultados teremos outra reforma ministerial porque o governo precisa de reforço para o próximo campeonato.

******

Estudante de Jornalismo, Curitiba

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem