Segunda-feira, 28 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

JORNAL DE DEBATES > OMISSÃO DA IMPRENSA

O acordo russo-brasileiro

Por Jorge Cortás Sader Filho em 06/05/2008 na edição 484

Sob o título ‘Brasil e Rússia criarão foguete e avião de quinta geração’, o jornal Pravda anuncia a novidade que não foi destaque em nenhum jornal brasileiro.

Segundo a reportagem, foi firmado um acordo de cooperação entre os dois países para lançamento de mísseis, construção de aviões que atingem a velocidade Mach II (duas vezes a velocidade do som no ar) e satélites pesados, podendo mesmo chegar a cinco toneladas a uma altura de 500 quilômetros da superfície da Terra.

Assinado pelo ministro Mangabeira Unger, dos Assuntos Estratégicos, e o vice-presidente russo do Conselho de Segurança, Valentin Sobolev, o acordo foi firmado no dia 15 de abril de 2008, em Brasília.

O Brasil, com este passo, entra para o ultra-restrito grupo de países que são potências espaciais.

Vai além. A mesma reportagem revela a transferência de tecnologia francesa para construção de submarinos nucleares, da classe ‘Scorpene’, aliada a um projeto mais audacioso. Trata-se de retirar dos norte-americanos a hegemonia nos satélites de posicionamento global, o GPS, capaz de localizar com precisão qualquer ponto da superfície terrestre em questão de segundos. O projeto também será de cooperação entre Rússia e Brasil.

Fato surpreendente

Não posso imaginar a causa de notícia de tamanho vulto não ter causado manchetes tanto da mídia brasileira, como estrangeira. O fato é que o assunto é verdadeiro, com acordo firmado no Planalto.

Em troca de tudo isto, a Rússia conta com o empréstimo da base brasileira de lançamento de mísseis situada em Alcântara, Maranhão. Por estar muito próxima à linha do Equador, o custo do lançamento de mísseis é muito mais simples e barato.

Por qual motivo não foi divulgado pela imprensa, é fato curioso, já que não se trata de segredo militar. Se assim fosse, o Pravda não publicaria a notícia, que vem na edição on-line de 30 de abril deste ano.

Mas que o fato é surpreendente, é. Iguala-se à audácia do projeto.

******

Advogado e escritor, Niterói, RJ

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem