Sábado, 22 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 23 E 24/8

O Estado de S. Paulo

26/08/2008 na edição 500

TELECOMUNICAÇÕES
Michelly Teixeira e Leonardo Goy

Anatel nega pedido de teles para adiar início da portabilidade

‘A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) ignorou o apelo feito por prestadoras de serviço telefônico e decidiu manter o cronograma para implantação da portabilidade numérica, marcada para começar em 1º de setembro. A portabilidade permitirá aos clientes da telefonia fixa e móvel manter o número de telefone em caso de troca da operadora. Pelo cronograma da Anatel, o sistema será implementado gradualmente e deverá estar funcionado em todo o País em março de 2009.

Sete operadoras – Telefônica, Oi, Brasil Telecom, Vivo, TIM, Sercomtel e CTBC – tinham enviado carta à agência solicitando que o início da portabilidade fosse adiado para 1º de janeiro de 2009. Além de manter o cronograma original, o Conselho Diretor da Anatel reforçou, em nota divulgada ontem, seu plano de ação para a implantação do sistema.

Um dos pilares desse plano será o acompanhamento diário, por meio do Grupo de Implementação da Portabilidade (GIP), da resolução dos problemas apresentados durante os testes feitos pelas operadoras. Foi com base nesses problemas que as empresas solicitaram o adiamento do cronograma. A equipe de fiscalização da Anatel também vai monitorar a veracidade dos resultados dos testes de rede apresentados pelas prestadoras de telefonia.

Ainda ontem, pouco antes de a Anatel anunciar sua decisão, o presidente da Telefônica, Antonio Carlos Valente, afirmava que, se a portabilidade numérica for implantada sem uma conclusão satisfatória dos testes, poderá acabar facilitando a prática de fraudes no sistema telefônico.

‘Eu alertaria com relação à possibilidade de fraudes, inclusive de caráter criminoso e também com a figura da rastreabilidade. Todos nós sabemos que existem situações em que são feitos acompanhamentos de pessoas’ – disse ele, referindo-se a escutas autorizadas pela Justiça em investigações policiais – ‘e a portabilidade traz complexidades adicionais em relação a isso. Precisamos ter confiança absoluta que os testes não vão permitir desconfortos para as pessoas’. Valente participou ontem de reunião com o Conselho Consultivo da Anatel.

A portabilidade tem objetivo de aumentar a concorrência na telefonia, uma vez que, atualmente, muitas pessoas, sobretudo as que usam o telefone por necessidade profissional, preferem manter o número por causa de seus contatos com clientes, mesmo estando descontentes com as operadoras.

O presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, disse que sua empresa tem interesse na portabilidade, uma vez que está prestes a entrar no mercado paulista. Ele, porém, reforçou que a regra só deveria entrar em vigor quando os testes fossem exauridos. ‘O projeto é difícil e grande. Só saberemos os resultados no último dia. Acho que as empresas têm se esforçado bastante (nos testes)’, disse.’

 

 

***

Oi rebate acusações de formação de cartel

‘O presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, reagiu ontem à acusação de que as empresas de telefonia móvel adotam práticas anticompetitivas. Ele disse que as tarifas de interconexão da rede móvel (conhecidas tecnicamente como VU-M), que as empresas de telefonia celular cobram de outras empresas pelo uso de sua infra-estrutura, são homologadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

‘As tarifas de VU-M são homologadas pela Anatel para todo mundo. Não temos tarifas diferenciadas de um para o outro. Tudo isso está dentro da regulamentação’, afirmou Falco. Anteontem, a Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça, anunciou ter iniciado uma investigação contra a Oi, a TIM, a Vivo e a Claro por supostas práticas anticompetitivas na cobrança de tarifas de interconexão. Segundo a denúncia encaminhada à SDE, aquelas empresas exigem das empresas de telefonia fixa tarifas bem mais elevadas do que as cobradas de outros clientes.

A denúncia foi encaminhada à SDE pelas operadoras fixas GVT, Intelig, Transit e Easytone. A secretaria anunciou ainda a abertura de outro processo, para investigar a formação de cartel pela TIM, Vivo e Claro. Esse processo tem como base correspondência entre as operadoras em que elas fariam referência a acertos para praticar tarifas semelhantes de VU-M. Na opinião de Luiz Eduardo Falco, está havendo falta de compreensão. ‘As tarifas são homologadas e iguais para todos’, declarou ele, após participar de reunião do Conselho Consultivo da Anatel.’

 

 

TELEVISÃO
Gustavo Miller

TV no blog, ao vivo

‘Viciada confessa em tecnologia, a apresentadora Rosana Hermann vem testando uma nova forma de transmitir o seu programa Atualíssima, da Band: com a câmera do seu celular, ela está exibindo a atração ao vivo em seu blog, o Querido Leitor (http://queridoleitor.zip.net).

Rosana faz a transmissão pelo seu iPhone e vem testando dois softwares: o Qik e o FlixWagon. Ainda em fase experimental, não dá para ver o programa com nitidez. Também rola um certo atraso, o delay. Mas no fundo não é isso o que importa, mas a iniciativa.

‘É raro achar profissionais de TV que sejam entusiastas por novas tecnologias. A desculpa que sempre escuto é que imagem de internet é ruim. Como se imagem tortinha só pudesse ser usada na hora de cobrir guerra’, reclama Rosana.

Segundo a apresentadora, a idéia é exibir no blog do programa os bastidores dos intervalos do Atualíssima. ‘Com esse nome, ele tem o compromisso de ser atual.’

A revista Variety usa o Qik para cobrir eventos. A agilidade de transmitir ao vivo pela internet, só com um celular, já rendeu várias entrevistas exclusivas e furos.’

 

 

Keila Jimenez

Carcereiros processam Globo

‘O Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp) pretende processar a Globo por causa das cenas do presídio onde está Donatela (Cláudia Raia) em A Favorita. O sindicato estuda mover uma ação por danos morais, porque acredita que a imagem dos carcereiros está sendo denegrida pela personagem Zezé (Docimar Moreyra), carcereira que, além de maltratar as presas, é corrupta. Procurada, a Globo diz que não se pronuncia porque ainda não foi comunicada do processo.

Entre-linhas

Ontem, após a transmissão do primeiro tempo do futebol masculino (Brasil X Bélgica), a Band decidiu exibir o vôlei masculino (Brasil X Itália). Já a Globo optou em continuar com o futebol. Neste momento Galvão Bueno, responsável pelo vôlei, perguntou à equipe: ‘A Band está com o quê?’, referindo-se à programação da concorrente. E vazou no ar…

Ana Maria Braga pode não estar tão bem de ibope, mas seu companheiro de programa, Louro José, é sucesso em vendas na internet. O anúncio da réplica do papagaio no site Mercado Livre já recebeu mais de 3 mil visitas.’

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Veja

Tiago Dória Weblog

Agência Carta Maior

Diário Catarinense

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem