Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

JORNAL DE DEBATES > REFÉNS DAS FARC

O terrorismo e o sentido das palavras

Por Alberto Dines em 29/02/2008 na edição 474

A imprensa brasileira capitulou às exigências das Forças Armadas Revolucionários da Colômbia (Farc) e continua designando como ‘guerrilheiros’ os terroristas que seqüestram inocentes e fazem chantagem com vidas humanas.


Os dramáticos relatos dos quatro parlamentares colombianos liberados pelas Farc na quarta-feira (27/2) sobre as condições de vida dos demais reféns na selva revelam barbaridades só comparáveis às cometidas pelos nazi-fascistas durante a Segunda Guerra Mundial. Mesmo assim, nossos editores não se comovem nem se indignam e insistem em classificar aqueles que perpetram tais as barbaridades como ‘guerrilheiros’.


Conceitos enganosos


A guerrilha não é moralmente condenável, não é crime, é uma forma de guerra não-convencional. Os maquis franceses eram guerrilheiros, assim também os partisans da Europa oriental e os partigiani italianos. Seus alvos eram as forças inimigas, não atacavam nem seqüestravam civis.


As Farc há muito abandonaram a guerrilha, já não conseguem travar combates, fazem apenas terrorismo – e terrorismo, por definição, é o emprego sistemático da violência contra inocentes para fins políticos. A libertação dos reféns na quarta-feira não foi ato humanitário, mas chantagem.


Jornalistas não podem oferecer os seus leitores conceitos enganosos. Jornalistas não deveriam seqüestrar o sentido das palavras.

Todos os comentários

  1. Comentou em 04/03/2008 Ricardo Pierri

    Em segundo lugar na escala de comicidade é a sua contínua menção à wikipédia. Uma vez que ela não é a minha fonte – aliás, copiando o q vc escreveu, ou melhor o q vc copiou do Voegelin (KKKKKK), não localizei nada na wikipédia sobre o assunto, o q me leva a suspeitar ser esse outro blefe seu – ela só pode ser a sua. Kudos por procurar um conhecimento q não tens, mas a wikipédia é apenas um bom lugar pra começar, sendo necessário – como ela mesmo admite – verificar a veracidade e a precisão de seu conteúdo. Por fim, sua patética tentativa de blefar novamente, dizendo que ‘descontextualização’ e ‘alienação’ são sinônimos e aparecem ‘com seis significados diferentes em alemão’ (como se vc primeiro lesse alemão e, segundo, tivesse lido Marx nessa língua) não cola. Afinal, as duas expressões não são sinônimas, Marx nem mesmo fala ‘descontextualização’ em seu manuscrito e se refere à ‘alienação’ do trabalho e do trabalhador em seu sentido normal, q nada tem a ver com descontextualização. (cont)

  2. Comentou em 03/03/2008 Ivan Moraes

    ‘na verdade perto do Hugo Chavez ele (Lula) é um anão’: No Pasarán! You Pajarito!

  3. Comentou em 03/03/2008 Ricardo Pierri

    Pois bem, o Arno aformou q Marx descontextualizou e citou uma frase como ‘prova’ disso. Porém, além da frase estar citada incorretamente, faltando o final (‘… do ser alienante divino’), ela não foi proferida por Marx, mas por um crítico do mesmo, Eric Voegelin, comentando os manuscritos de Paris, onde Marx argumenta a inessencialidade de um ser divino acima do homem e da natureza. No argumento de Marx não ocorre nenhuma descontextualização, q é a retirada de um objeto de seu contexto, mudando-lhe o sentido. Exemplos de descontextualização: citar Voegelin, sem informar o autor ou a obra, e imputar a ciação a Marx ou, ainda, considerar as ações da FARC sem considerar o contexto e q estão inseridas. Eis o blefe desonesto de Arno que ainda tentou ridicularizar os q, segundo ele, não leram Marx e não podem ler ‘seus originais em alemão’, sabe-se lá pq, pois o texto de Marx está dispoivel na rede em inglês. Enfim, Arno fez um papel deplorável ao tentar blefar infantilmente e se deu mal. Uma pena q o censor do OI removeu meu outro comentário, q era muito mais divertido, mas fazer o q? Espero q esse, pelo menos, passe.

  4. Comentou em 03/03/2008 Leila Jinkings

    ‘Não é uma boa notícia que Reyes, o homem com o qual falávamos e tínhamos contatos tenha sido morto’, afirmou o ministro das Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner. Governos da França e da Venezuela vinham negociando libertação de Ingrid Betancourt.
    Agencia Carta Maior

  5. Comentou em 03/03/2008 Carlos N Mendes

    Quanta guinorânssa… Inimigo bom é inimigo morto, não é? Gozado, esse é o motivo pelo qual vocês odeiam tanto as FARC. na verdade a ignorância irmana vocês todos. Vocês se merecem. O delegado Fleury pensava do mesmo jeito. Nem o DOI-CODI aguentou o homem. É a filosofia-nearderthal. Diálogo e compreensão devem ser coisas de menininha…

  6. Comentou em 03/03/2008 Thiago Conceição

    Ricardo Camargo, você que é tão cuidadoso em esconder as suas reais preferências esgorregou feio, e acredito que agora já não dê para se recuperar. O Pierri já chamou as FARC de movimento insurgente ‘legítimo’, comparou o Foro de São Paulo à ONU e disse tudo o que a ONU faz é espalhar ideologia e ficções assim como o Foro faz com o socialismo. E quando confrontado com a desgraça que é Cuba e os crimes das FARC ele retrucou dizendo que direitos humanos são apenas uma fantasia, uma falsidade, que não existem de verdade, mas que são impostos pela elite serviçal dos EUA. De certo ele deve achar que plantas e insetos podem possuir direitos humanos se assim alguém decidir ou que tais direitos são passíveis de serem alterados conforme a conveniência. Procure ler seus comentários das últimas duas edições e veja por si mesmo.

  7. Comentou em 03/03/2008 Fabio Passos

    Rafael Correa, presidente do Equador, descrevendo conversa com o Terrorista Álvaro Uribe, da Colômbia: ‘Ele me chamou hoje de manhã para me informar que em um encontro armado entre o exército colombiano e as FARC tinha ocorrido, que uma coluna das FARC tinha entra em território equatoriano, que havia continuado a disparar e que as forças armadas colombianas tinham que se defender’. ‘Com surpresa descobrimos que se tratava de um acampamento temporário da guerrilha colombiana a dois quilômetros da fronteira com a Colômbia, dentro de nosso território, que foram massacrados enquanto dormiam, que claramente se invadiu o espaço aéreo equatoriano, que seguramente foram localizados com a ajuda de tecnologia de ponta de potências estrangeiras e extra-regionais e não só isso, que entraram e levaram o cadáver de Raúl Reyes e deixaram 15 cadáveres na região, que nossa Forças Armadas encontraram, assim como duas guerrilheiras feridas.’ ‘Não permitiremos esse ultraje. Ou o presidente Uribe estava mal informado e terá que punir seus comandantes, que o enganaram, mal informaram e, atropelando todo o procedimento internacional, bilateram, incursionaram em nosso território – ou, sinceramente, Uribe mentiu.’ http://www.viomundo.com.br/denuncias/chavez-manda-dez-batalhoes-para-a-fronteira-com-a-colombia-correa-diz-que-uribe-foi-mal-informado-ou-mentiu/

  8. Comentou em 02/03/2008 Thomaz Magalhães

    Hugo Chávez homenageou com um minuto de silêncio a morte do narcoterrorista Raúl Reyes.

  9. Comentou em 02/03/2008 Thomaz Magalhães

    Hugo Chávez homenageou com um minuto de silêncio a morte do narcoterrorista Raúl Reyes.

  10. Comentou em 02/03/2008 Vania Ferraz

    Parabéns por tão oportuna reflexão. O nosso país carece de jornalistas da sua estirpe.

  11. Comentou em 02/03/2008 Ricardo Camargo

    ‘Pq será q toda vez q alguém demonstra q duas situações similares são tratadas de forma diferenciada pela imprensa e seus repetidores, vem alguém dizer q esta pessoa está tentando justificar uma situação pela outra, exige q uma das situações continue a ser veementemente condenada, enquanto se cala sobre a outra ou exige ‘provas’ muito mais contundentes do q as q aceita contra a primeira?’ – Porque, meu caro Dr. Pierri, muitos fazem questão de, ao invés de fazer o que se deve, que é analisar a conduta, preferem centrar-se na simpatia ou antipatia das pessoas envolvidas. Outro dia, quando sustentei que defender as FARC era o mesmo que defender a Ku-Klux-Klan, alguns fanatizados entenderam que eu estava a defender as FARC, pura e simplesmente. A lógica que se tem seguido, neste âmbito é aquela segundo a qual a única premissa verdadeira é que o Dibabo é vermelho e contra o Diabo vale tudo, e não que uma conduta, provenhade um cristão ou de um pagão, é reprovável ou louváel de acordo com um parâmetro objetivamente considerado. Mas, para os Torquemadas de plantão, isto é blasfêmia, quando não suspeito de marxismo…

  12. Comentou em 01/03/2008 Felipe Faria

    é sempe um alívio notar que aqui neste site há uma voz contra o relativismo moral, uma insanidade.

  13. Comentou em 29/02/2008 Celso Chaves

    Como concordo plemente que terrorismo, por definição, é o emprego sistemático da violência contra inocentes para fins políticos, alguns Estados, ditos democráticos, também não deveriam ser chamados de terroristas? Ou de cometerem ações terroristas? Qual a diferença???

  14. Comentou em 29/02/2008 César Dorneles

    Terrorismo ou insurgência não justificam a manutenção em cativeiro de nenhuma pessoa (e olhe que são 700!), com sérios riscos para sua saúde física e psíquica.

    Pimenta nos olhos dos outros é colírio, diz a sabedoria popular.

  15. Comentou em 29/02/2008 ailton filho

    Antes de mais nada, acredito que todo ser humano tem o direito de viver, e vivendo, tem o direito de escolher como viver. Essa regra pode ser quebrada em caso de guerra, que nem precisa ser por territórios ou petróleo, mas simplesmente pela vida. Neste planeta, habitado por aproximadamente 6 bilhões de humanos (imagino eu, com o alcance dos meus botões), 30% não possui as mínimas condições ditas necessárias à vida. Todos são simplesmente excluídos do nosso sistema. Então, o sistema passa a ser o inimigo. Acho que nem Davi encararia esse Golias, mas não, eles lutam pela vida, que hoje, tem padrões mínimos estabelecidos. As armas, todas as disponíveis. Pra todos os que aqui escrevem e comentam, os excluídos não passam de abstração, quando muito, é um pedinte no sinal. Pra mim é muito fácil dizer que são isso ou são aquilo, eu tenho várias regalias disponíveis pra fazer o que bem quiser. Mas antes de dizer que os outros são isso ou são aquilo, procuro ver quem são e de onde vem.

  16. Comentou em 04/02/2007 dimas diniz

    ai galera ja é a segunda vez que comunico a vcs as serias brigas nos principais meios de comunicaçao de rondonia!!!!!deem uma olhada nos seguintes sites de noticias do estado (rondoniaagora.com.br;tudorondonia.com.br;) vcs vao se deparar com o absurdo que se ocorrer nesse estado em termos de noticias.ate quebra-quebra em sede de site ja rolou!!!!!!!!

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem