Domingo, 13 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1058
Menu

JORNAL DE DEBATES >

Prefeito enfrenta julgamento por insultar repórter

14/12/2005 na edição 359

Teve início na terça-feira (13/12) o julgamento do prefeito de Londres, Ken Livingstone, acusado de insultar um jornalista no início do ano. Se condenado, Livingstone pode receber uma suspensão de cinco anos de cargos públicos. Cabe ao Standards Board for England & Wales, entidade que supervisiona o poder público local no Reino Unido, determinar se o prefeito prejudicou a reputação de seu gabinete quando comparou o repórter judeu Oliver Finegold a um guarda de campo de concentração nazista.


O incidente aconteceu na saída de uma festa em fevereiro. Livingstone afirma que foi grosseiro com o repórter do jornal Evening Standard porque este estava se comportando de maneira inadequada ao segui-lo pela calçada, empurrar o gravador em seu rosto e gritar repetidamente a mesma pergunta, quando, segundo ele, ‘havia dito claramente que não queria ser entrevistado’. Ao ser informado de que Finegold era judeu, ele disse que, se o jornalista não estava satisfeito, ‘não deveria trabalhar para um jornal daqueles’. O prefeito se referia ao fato de, na década de 30, o dono do jornal Daily Mail, do mesmo grupo do Standard, ter apoiado o regime nazista.


Apesar das pressões da ministra da Cultura, do primeiro-ministro Tony Blair e da comunidade judaica, o prefeito se recusou a pedir desculpas a Finegold. Diante do Conselho, Livingstone pode receber ainda suspensão de apenas um ano, ser obrigado a se desculpar formalmente ou até passar por um treinamento.


A audiência, prevista para durar dois dias, foi adiada e deve ser retomada em janeiro. Informações de Matthew Tempest e Julia Day [The Guardian, 13 e 14/12/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem