Segunda-feira, 28 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

JORNAL DE DEBATES > FUSÃO

Thomson Reuters planeja eliminação de 140 postos

20/05/2008 na edição 486

A companhia global Thomson Reuters Corp, fundada recentemente a partir da fusão da agência de notícias Reuters com o grupo canadense Thomson, anunciou na segunda-feira (19/5) que planeja eliminar 140 cargos editoriais até o fim de 2008. Mais da metade dos cortes será feita na Europa, revelou o editor-chefe David Schlesinger em um memorando aos funcionários. Logo após a concretização da compra da Reuters pela Thomson Corp por mais de US$ 16 bilhões, em abril, a nova companhia havia admitido a possibilidade de corte de postos de trabalho.


A organização de notícias e informações financeiras pretende, ainda segundo Schlesinger, criar 50 novos cargos em áreas em expansão. No fim do ano, a Thomson Reuters deve contar com cerca de 2,500 funcionários editoriais. ‘Quando duas organizações similares e concorrentes se unem, cria-se uma sobreposição natural [de funções]’, escreveu o editor-chefe. ‘Onde foi possível, nós tentamos minimizar a perda de empregos transferindo as pessoas a novas funções e cancelando postos vagos que não se adequam à estrutura da nova organização’.


O Sindicato Nacional dos Jornalistas do Reino Unido (NUJ, sigla em inglês) afirmou que não descarta a possibilidade de uma greve em protesto ao anúncio de cortes, mas declarou que tentaria negociar com a empresa antes.


De acordo com informações da BBC, a Thomson Reuters, que emprega 50 mil pessoas em diversos países, pode vir a perder cerca de 1,500 cargos no total. Além da área editorial, a empresa também deverá eliminar 650 postos na divisão de conteúdo, tecnologia e operações. Informações de Robert MacMillan [Reuters, 19/5/08].


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem