Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

JORNAL DE DEBATES >

Time Warner anuncia separação da AOL

29/05/2009 na edição 539

A Time Warner e a AOL irão se separar até o final do ano, uma década após o maior e mais desastroso acordo da bolha da internet, noticia Richard Wray [The Guardian, 28/5/09]. A separação, que vem sendo discutida por diversos anos, fará com que a Time Warner compre de volta 5% das ações do Google na AOL.


Ao se ‘divorciar’ da AOL, que se tornará uma empresa separada no mercado de ações, a Time Warner poderá focar nas operações de TV, filmes e publicações, incluindo marcas conhecidas como Warner Bros, HBO e revista Time. ‘Acreditamos que a separação será o melhor para a Time Warner e a AOL’, afirmou o presidente e executivo-chefe da companhia, Jeff Bewkes. ‘A separação será um passo crítico no remodelamento da Time Warner, iniciado no começo do ano passado, nos permitindo focar em um grau ainda maior na base do nosso negócio. Acreditamos que a AOL terá mais oportunidade para atingir seu potencial como uma empresa de internet independente.’


A AOL, que comprou a rede de relacionamento Bebo por US$ 850 milhões há dois anos, concentrará seus esforços em seu portal e em outros sítios de conteúdo, como a páginas de fofocas de celebridades TMZ. O portfólio de sítios da AOL foi o quarto mais visitado nos EUA no primeiro trimestre do ano, atrás do Google, Yahoo e Microsoft, com 106 milhões de visitantes ao mês – no primeiro trimestre de 2008, este número foi de 110 milhões, segundo a comScore Media Metrix. ‘Tornar-se uma empresa independente fortalece a AOL, permitindo que ela desenvolva produtos e serviços inovadores e potencializando as opções estratégicas’, opina o presidente e executivo-chefe da AOL, Tim Armstrong, que foi deslocado do Google para a AOL no começo do ano. Ele é o quinto chefe da empresa desde a fusão.


Quando o anúncio da tomada da Time Warner pela AOL foi feito, em 2000, o acordo de US$ 350 bilhões era o exemplo perfeito da perspectiva de que a nova mídia tomaria o controle sobre a mídia tradicional. Mas, com a bolha da internet, a fusão revelou-se não tão boa assim. Três anos após o acordo, a Time Warner tirou o AOL de seu nome oficial.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem