Domingo, 22 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº996
Menu

JORNAL DE DEBATES > CASO DANIEL DANTAS

Vazamentos são mais graves do
que espetacularização das prisões

Por Alberto Dines em 14/07/2008 na edição 493

O prato forte da imprensa neste fim de semana foi o vazamento pela Polícia Federal de partes do relatório sigiloso sobre a Operação Satiagraha que prendeu o banqueiro Daniel Dantas. Este vazamento é grave, mais grave do que a discussão sobre a espetacularização das prisões ou o confronto entre o presidente do Supremo Tribunal Federal e um juiz de primeira instância.


O Estado de S.Paulo foi privilegiado pela Polícia Federal e publicou, na sexta-feira, uma página inteira com reproduções em fac-símile do relatório secreto sobre o caso. A Polícia Federal cometeu duas infrações simultaneamente: violou o segredo de justiça e favoreceu um único veículo de informação.


Mais grave ainda é que um dos trechos vazados consistia na transcrição de um grampo telefônico onde conversavam o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, ex-deputado pelo PT, e o Chefe de Gabinete da Presidência da República, Gilberto de Carvalho. Ficou evidente que Greenhalgh foi ao palácio do Planalto a serviço do seu cliente, Daniel Dantas, e que Gilberto de Carvalho, ingenuamente, prestou-se a passar-lhe informações confidenciais que, em última análise, prejudicam os interesses do governo.


É incrível e inadmissível. As conversas de um dos mais altos funcionários do governo não podem ser gravadas, e se o foram por engano, sob hipótese alguma podem ser divulgadas antes da conclusão do inquérito.


Os federais merecem o apoio e o respeito da sociedade. Apoiados pelo Ministério Público e pelo Judiciário têm desenvolvido um esplêndido trabalho no combate à corrupção e ao crime organizado. Esses vazamentos, porém, são rigorosamente ilegais, porque comprometem a isenção e a probidade das autoridades.


A PF parece sem controle, presa de conflitos internos, e o ministério da Justiça dá a impressão de estar sendo atropelado pelo voluntarismo e a truculência de uma de suas alas. Estes vazamentos maculam o vazador, maculam o beneficiário e maculam a imagem da imprensa.


É preciso não esquecer que recentemente a Polícia Federal tentou prender uma repórter da Folha de S. Paulo porque teria antecipado detalhes da Operação Satiagraha. Agora, a mesma PF beneficia o seu concorrente revelando um grampo na presidência da República. Estamos próximos do vale-tudo.

Todos os comentários

  1. Comentou em 06/08/2010 Carina de Luca

    Bom dia:

    Peço a ajuda de vocês lutar contra o Movimento São Paulo para os Paulistas – trata-se de uma ação extremamente xenofóbica, e o discurso dos líderes do movimento expõe o nordestino como responsável (quase que exclusivo) pela pobreza do estado. Ainda somos uma nação democrática permitindo que manifestos xenofóbicos circulem com a pretensão de virar lei?

    Por favor, ajudem na construção de um país livre de preconceitos e de um São Paulo rico em culturas.

    Grata,

    Carina de Luca

    PS: Aqui, as ideias do grupo: http://tudoporsaopaulo2010.blogspot.com

  2. Comentou em 15/07/2008 hugo Werle

    Pois é Dines, seus leitores são mais inteligentes que voce imagina. Numa rápida passada percebe-se que voce mais uma vez cumpre seu papel nefasto de acobertar falcatruas. Mais de 90 % dos comentários contrariam sua tese e sua parcialidade. Faz muito tempo que alerto aqui no OI que o elle está a serviço dos mesmos. Sua indignação em relação ao delegado Bruno ou a associação da Andreia Michels não se expressaram neste espaço privilegiado. Lamento, mas o OI perde para PHA, Nassif, Mino Carta, Azenha e outros, os quais fazem efetivamente o papel de Observatórios da Imprensa. Claro, há outros articulistas, razão pela qual ainda frequente este espaço.

  3. Comentou em 15/07/2008 hugo Werle

    Pois é Dines, seus leitores são mais inteligentes que voce imagina. Numa rápida passada percebe-se que voce mais uma vez cumpre seu papel nefasto de acobertar falcatruas. Mais de 90 % dos comentários contrariam sua tese e sua parcialidade. Faz muito tempo que alerto aqui no OI que o elle está a serviço dos mesmos. Sua indignação em relação ao delegado Bruno ou a associação da Andreia Michels não se expressaram neste espaço privilegiado. Lamento, mas o OI perde para PHA, Nassif, Mino Carta, Azenha e outros, os quais fazem efetivamente o papel de Observatórios da Imprensa. Claro, há outros articulistas, razão pela qual ainda frequente este espaço.

  4. Comentou em 14/07/2008 marcos omag

    Perguntinha incômoda:Por que os ‘vazamentos’ ocorreram apenas depois que os advogados de Daniel Dantas tiveram acesso aos documentos?Existem gravíssimas acusações de envolvimento de veículos de imprensa e jornalistas (e pseudo-jornalistas, também), no esquema Dantas.Considero que, já que estamos no ‘Observatório da Imprensa’, este tivesse a coragem de abordar o assunto.

  5. Comentou em 14/07/2008 Mauro Bertin

    O INQUÉRITO ESTAVA SOB SEGREDO DE JUSTIÇA, MAS GILMAR MENDES QUEBROU O MESMO.
    DINES VOCE TEM PROVAS DE QUE FOI A PF?
    NÃO PODE TER SIDO OS ADVOGADOS DO BANQUEIRO?
    ESTÁ TUDO DOMINADO.
    OS ESCRIBAS DE DANTAS ESTÃO CONFUNDINDO OS BRASILEIROS. ESSE É SEU PAPEL.

  6. Comentou em 14/07/2008 Fábio de Oliveira Ribeiro

    Ué… porque só vazaram dados de políticos da situação? Porque não vazaram documentos que ligam a oposição ao Opportunity, Nahas e cia. A seletividade dos vazamentos dá uma idéia clara da origem. Os mesmos que não querem prender o Dantas (por causa de suas ligação no PSDB e DEM) são os que pretendem mostrar que a geléia geral envolve situação e oposição. O rio Tietê não é tão ruim ou poluído quanto a PF, a mídia e a polititica brazuca.

  7. Comentou em 14/07/2008 Evandro Henrique

    Não sei ao certo, mas se os advogados do Dantas tiveram acesso à esses relatórios, então uma possibilidade é que eles mesmo tenham vazado na esperança de confundir e jogar a opinião pública contra a PF. Além do mais esses casos de vazamento certamente serão utilizados pelos advogados dele pra botar em dúvida a legitimidade das provas e até pedir a desconsideração das mesmas.
    Como um caso que ficou em segredo por 4 anos depois de uma semana começa a vazar dados?

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem