Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MEMóRIA >

Especialista em ‘salvar’ livros

Por Andressa Taffarel em 12/11/2013 na edição 772

Fred Lane era uma autoridade quando o assunto se tratava de encadernação e restauração de livros. Clientes confiavam-lhe suas mais preciosas obras, como álbuns de família, gastas pelo tempo.

O gosto pelo ofício ele adquiriu da mãe, Ana, uma dona de casa que, por vontade própria, começou a cuidar dos volumes adquiridos pelo marido, tornando-se a primeira mulher do Brasil a obter um diploma de professora de encadernação.

Após se especializar na Inglaterra, na década de 1970, Fred abriu seu próprio negócio e passou a dar aulas. Quase todos os profissionais da área que atuam em São Paulo passaram por suas mãos.

Tinha paixão por ensinar. Cativante e conversador, gostava de se relacionar com as pessoas, tornando-se amigo próximo de muitos alunos.

Ajudou a fundar a Aber (Associação Brasileira de Encadernação e Restauro). Entre seus trabalhos mais marcantes está uma edição especial de apenas cinco volumes da Constituição de 1988.

Todos os livros que chegavam até seu ateliê eram tratados cuidadosamente, mas Fred também gostava de novos desafios, como quando foi convidado por um artista plástico para ajudar na criação de um portfólio.

Uma de suas marcas era a enorme barba, que manteve por mais de 30 anos, até ficar completamente branquinha.

Sofria de insuficiência respiratória grave. Morreu em casa, no dia 26/10, aos 81 anos. Divorciado, deixa os filhos Guilherme, Eduardo e Lilian –os dois últimos seguiram a profissão do pai– e o neto, João Vitor. A filha mais velha, Ingrid, já é falecida.

******

Andressa Taffarel, da Folha de S.Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem