Sábado, 25 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CADERNO DO LEITOR > CALAZANS FERNANDES (1929-2010)

Jornalista, criador do telecurso

Por Estêvão Bertoni em 01/02/2010 na edição 574

Desde que o telecurso foi criado nos anos 1970, mais de 5,5 milhões de pessoas assistiram aulas pela TV, em 27.714 telessalas pelo país. O projeto, implantado pela Fundação Roberto Marinho, saiu da cabeça do jornalista Francisco Calazans Fernandes, um potiguar nascido na pequena Marcelino Vieira.


Aos 17 anos, Chico mudou-se para o Rio, onde começou a estudar filosofia. Cedo, entrou para o jornalismo, sem ter concluído a graduação. Ao longo da carreira, trabalhou em empresas dos Diários Associados, Globo e Abril, como lembra a filha Rita. Ganhou um Prêmio Esso em 1961. Anos depois, passou por Folha de S.Paulo, primeiro de Recife (PE), depois, cuidando de cadernos especiais em SP. Ainda na mesma década, foi secretário de Educação e Cultura do Rio Grande do Norte. Durante seu mandato, o educador Paulo Freire tornou-se nacionalmente conhecido por implantar seu método no município de Angicos. Na ocasião, Freire alfabetizou 300 trabalhadores rurais em apenas 40 dias.


A educação era para Chico uma preocupação. Segundo a filha, o pai era um idealista, e, ao mesmo tempo, um empreendedor. Ao ter uma ideia, fazia de tudo para realizá-la, como no caso do telecurso. Gostava de cachimbos e de montar arquivos. Foi um inovador no uso de pesquisas no jornalismo, conta a filha.


Há uns cinco anos, sofreu dois AVCs (acidentes vasculares cerebrais). Morreu na quarta-feira (27/1), aos 81. Teve seis filhos, 12 netos e uma bisneta.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem