Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

MEMóRIA > RUY FERNANDO BARBOZA (1943-2013)

Morre o jornalista Ruy Fernando Barboza, aos 70

Por FSP em 13/08/2013 na edição 759

Reproduzido da Folha de S.Paulo, 12/8/2013; título original “Morre o jornalista Ruy Fernando Barboza, aos 70, em Florianópolis”

O jornalista Ruy Fernando Barboza morreu, aos 70, na noite de sábado (10/8), em Florianópolis, após complicações de uma cirurgia para retirada da vesícula. O velório ocorreu ontem no cemitério do Araçá, em São Paulo, e o corpo deve ser cremado hoje.

O jornalista era editor da revista “Retrato do Brasil” e se dividia entre as cidades de Florianópolis e São Paulo. Ele deixa quatro filhos.

Em 2002, Barboza foi vítima de uma bala perdida no Rio que o atingiu na região do quadril. Desde então, passou por diversas cirurgias.

Nascido em Paranaguá (PR), em 1943, Barboza se mudou para São Paulo em 1961. Como jornalista, começou a carreira na Folha, em 1963.

Também passou pelas redações da TV Globo, TV Bandeirantes, Canal Futura, revistas “Realidade”, “Quatro Rodas”, “Veja”, “Playboy”, da qual foi o primeiro redator-chefe, entre outras.

Formado em direito pela USP em 1965, Barboza também atuou como advogado criminalista. Na mesma universidade, fez mestrado em comunicação social. Cursou ainda psicologia na Universidade São Marcos.

Ele foi responsável pela implantação do curso de comunicação social na Universidade Estadual de Londrina (PR).

Barboza também foi analista judiciário do Tribunal Regional Federal, onde se aposentou em 2000. 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem