Domingo, 21 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1033
Menu

MEMóRIA > Entrevista a Alberto Dines

O matador arrependido: uma história da ditadura militar

Por Equipe do Observatório da Imprensa em 02/04/2019 na edição 1031

Em setembro de 2014, Alberto Dines foi até a cidade de Serra-ES para se encontrar com Cláudio Guerra. Ex-delegado do Dops nos tempos de ditadura e pastor evangélico na cidade capixaba, Guerra concedeu uma entrevista de uma hora em que falou das atrocidades cometidas pelo estado e dos assassinatos que cometeu.

As frases de Guerra pareciam antever os perigos que se tornaram concretos com o retrocesso político. “A comissão da verdade precisa ir mais fundo e mais depressa. As forças armadas precisam reconhecer seus erros. Houve tortura e morte nos quartéis”. Numa semana em que o Presidente Bolsonaro pediu ao Ministério da Defesa que orientasse as unidades militares a realizar comemorações em torno do golpe de 1964, é preciso restituir uma parte da verdade factual representada pelo depoimento de Guerra republicado nesta edição.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem