Domingo, 16 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1041
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Modelos de distribuição distintos se adaptam ao mercado

31/01/2012 na edição 679

A quantidade de tempo que as pessoas gastam na frente da TV, atualmente, é uma verdadeira tragédia, afirma artigo do Financial Times [27/1/12]. Mas, ao contrário do que pode parecer, nem tudo está perdido para os investidores, que ainda podem encontrar formas de lucrar. O artigo compara duas empresas americanas que operam de forma completamente diferente mas que, no fim das contas, vendem o mesmo produto. A operadora de TV a cabo Time Warner Cable e a locadora virtual Netflix, cada uma a seu jeito, reportaram lucro no ano passado.

A principal atividade das duas é a distribuição, e não a produção, de vídeo. A Time Warner oferece programação televisiva, enquanto a Netflix fornece um acervo de vídeos que podem ser assistidos quando o cliente quiser. Mas enquanto os serviços de streaming e entrega de DVD da Netflix custam menos de 10 dólares por mês, a assinatura de TV a cabo pode, facilmente, custar 10 vezes mais. Por outro lado, enquanto a Time Warner é dona dos caros mecanismos que levam os sinais digitais até às casas dos assinantes, a Netflix depende do trabalho de terceiros, tanto para enviar conteúdo online, como para enviá-lo por DVD pelo correio. As duas empresas reportaram resultados melhores do que o esperado no último trimestre de 2011: na Time Warner, as ações subiram 7%, e, na Netflix, 13%.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem