Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS

Fotógrafo preso ao registrar ação policial em Nova York

14/08/2012 na edição 707
Tradução: Larriza Thurler (edição de Leticia Nunes)

Robert Stolarik, fotógrafo que trabalha como freelancer para o New York Times, foi preso na semana passada (4/8) quando acompanhava dois repórteres que faziam entrevistas no Bronx, em Nova York. Stolarik, que há mais de 10 anos trabalha regularmente para diário, foi acusado por policiais de obstruir a administração do governo e resistir à prisão.

O profissional tirava fotos de uma briga de rua no cruzamento da Rua McClellan com a Avenida Sheridan e, quando registrou a prisão de uma adolescente, um oficial de polícia pediu que parasse. Stolarik identificou-se como jornalista do NYTimes e continuou a tirar fotos. Um segundo policial apareceu, pegou sua câmera e deu-lhe um tapa na cara. O fotógrafo pediu o número dos crachás dos policiais. Em resposta, ele foi derrubado no chão e chutado pelas costas. Ficou com marcas nos braços, nas pernas e no rosto.

Em declaração, o Departamento de Polícia disse que os oficiais estavam tentando dispersar a multidão e deram inúmeras ordens para as pessoas – incluindo Stolarik – se afastarem e irem para trás, mas Stolarik insistiu em ir para a frente e “inadvertidamente” bateu com a câmera no rosto de um policial. O fotógrafo teria violentamente resistido a ser algemado e, por isso, um segundo policial intercedeu.

A cena foi gravada por um dos repórteres. O vídeo mostra Stolarik no chão, com seis policiais em cima dele. Stolarik foi levado para a delegacia, sendo solto algumas horas depois. No dia seguinte, tirou radiografias em um hospital e verificou que não quebrou nenhum osso nem teve hemorragia interna.

Terceiro incidente

George Freeman, advogado do NYTimes, disse que o episódio foi especialmente estressante porque o jornal já trabalhava com o Departamento de Polícia de Nova York para encontrar maneiras de evitar que a polícia interfira no trabalho dos repórteres – os problemas recentes na relação entre polícia e jornalistas tiveram início com os protestos do movimento Ocupe Wall Street, quando profissionais de imprensa tiveram acesso negado a determinadas áreas de manifestações ou chegaram a ser presos. “Este é um incidente no qual o fotógrafo estava fazendo o seu trabalho. A polícia teve uma reação exagerada e tentou intimidá-lo e impedi-lo, levando a sua prisão”, disse Freeman. Stolarik deve comparecer à corte em novembro.

É a terceira vez desde dezembro que o jornal escreve para a polícia sobre o tratamento ruim dado a Stolarik, que cobriu os protestos do ano passado para o Times – as outras duas vezes foram em dezembro e janeiro. Informações do New York Times [5/8/12] e de Josh Halliday [The Guardian, 6/8/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem