Sábado, 18 de Abril de 2015
ISSN 1519-7670 - Ano 18 - nº 846

MONITOR DA IMPRENSA > ESCÂNDALO DOS GRAMPOS

News International enfrenta 230 novas acusações

11/09/2012 na edição 711
Tradução e edição: Larriza Thurler

A News International, braço britânico de jornais do grupo News Corporation, deve enfrentar pelo menos 230 novas ações por danos de supostas vítimas do escândalo dos grampos no News of the World, incluindo do jogador de futebol inglês Sol Campbell; da ex-cantora do Atomic Kitten, Kerry Katona, seu ex-marido Brian McFadden, ex-integrante da banda Westlife; e da participante do reality show O Aprendiz, Ruth Badger.

Os nomes foram divulgados na semana passada, em uma conferência da alta corte liderada pelo juiz Geoffrey Vos, durante a qual foi revelado que 68 novas ações civis foram abertas. Hugh Tomlinson, que representa as vítimas dos grampos, também falou à alta corte que 395 pessoas pediram à polícia metropolitana a divulgação de evidências de escuta ilegal de telefonemas e mais de 40 acusações devem ser abertas até dia 14/9, deadline estabelecida por Vos. Além disso, 124 acusações de grampos foram aceitas no fundo de compensação da News International.

No começo do ano, mais de 50 casos foram acordados pela News International, incluindo os envolvendo os atores Jude Law e Steve Coogan, a cantora Charlotte Church, o ex-vice primeiro-ministro John Prescott e a mãe da menina assassinada Sarah, Sara Payne. Também foi alegado que o News of the World grampeou o telefone de uma conhecida procuradora Kirsty Brimelow, que atua em julgamentos de assassinatos e estupros, e Robin Winskell, advogado esportista que defendeu importantes jogadores em julgamentos disciplinares, arbitragens da Fifa e casos de calúnia.

A audiência foi a oitava organizada por Vos para lidar com a etapa final do litígio civil sobre os grampos do News of the World. O juiz havia originalmente previsto que os casos iriam a julgamento em fevereiro, mas alterou a data para maio, devido a um potencial conflito com procedimentos criminais envolvendo ex-executivos da News International, incluindo Rebekah Brooks, que era executiva-chefe, e Andy Coulson, que era editor do News of the World. Informações de Lisa O'Carroll e Josh Halliday [The Guardian, 7/9/12].

Leia também

News International pode enfrentar mais de 500 ações

Todos os comentários

MONITOR DA IMPRENSA > ESCÂNDALO DOS GRAMPOS

News International enfrenta 230 novas acusações

11/09/2012 na edição 711
Tradução e edição: Larriza Thurler

A News International, braço britânico de jornais do grupo News Corporation, deve enfrentar pelo menos 230 novas ações por danos de supostas vítimas do escândalo dos grampos no News of the World, incluindo do jogador de futebol inglês Sol Campbell; da ex-cantora do Atomic Kitten, Kerry Katona, seu ex-marido Brian McFadden, ex-integrante da banda Westlife; e da participante do reality show O Aprendiz, Ruth Badger.

Os nomes foram divulgados na semana passada, em uma conferência da alta corte liderada pelo juiz Geoffrey Vos, durante a qual foi revelado que 68 novas ações civis foram abertas. Hugh Tomlinson, que representa as vítimas dos grampos, também falou à alta corte que 395 pessoas pediram à polícia metropolitana a divulgação de evidências de escuta ilegal de telefonemas e mais de 40 acusações devem ser abertas até dia 14/9, deadline estabelecida por Vos. Além disso, 124 acusações de grampos foram aceitas no fundo de compensação da News International.

No começo do ano, mais de 50 casos foram acordados pela News International, incluindo os envolvendo os atores Jude Law e Steve Coogan, a cantora Charlotte Church, o ex-vice primeiro-ministro John Prescott e a mãe da menina assassinada Sarah, Sara Payne. Também foi alegado que o News of the World grampeou o telefone de uma conhecida procuradora Kirsty Brimelow, que atua em julgamentos de assassinatos e estupros, e Robin Winskell, advogado esportista que defendeu importantes jogadores em julgamentos disciplinares, arbitragens da Fifa e casos de calúnia.

A audiência foi a oitava organizada por Vos para lidar com a etapa final do litígio civil sobre os grampos do News of the World. O juiz havia originalmente previsto que os casos iriam a julgamento em fevereiro, mas alterou a data para maio, devido a um potencial conflito com procedimentos criminais envolvendo ex-executivos da News International, incluindo Rebekah Brooks, que era executiva-chefe, e Andy Coulson, que era editor do News of the World. Informações de Lisa O'Carroll e Josh Halliday [The Guardian, 7/9/12].

Leia também

News International pode enfrentar mais de 500 ações

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem