Quinta-feira, 24 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > ALEMANHA

Cooperativa de leitores salva jornal local

16/10/2012 na edição 716
Tradução e edição: Larriza Thurler

Cobrar pelo conteúdo online ou não: esse é o dilema que aflige a mídia nos dias atuais. O debate centra-se em decidir se os leitores são clientes ou produtos a serem vendidos para anunciantes. O alemão Die Tageszeitung, com sede em Berlim, encontrou-se uma solução diferente: os leitores são os proprietários da publicação.

A publicação, conhecida como Taz, é de propriedade de uma cooperativa de 12 mil leitores. Fundada em 1979 por alemães ocidentais privados de direitos civis pela mídia de massa conservadora, é um jornal de esquerda. Metade de seus leitores – a tiragem do jornal é de 60 mil – vota no Partido Verde.

Objetivo de salvar o jornal

Por anos, foi financiado com ajuda do governo. Entretanto, com a Queda do Muro, em 1989, os subsídios caíram e, em 1992, a empresa foi à falência. Um grupo de leitores, preocupados com a independência do jornal e com a sua habilidade de “colocar o dedo na ferida do sistema econômico”, investiu suas economias para salvar o jornal – o que acabou acontecendo.

Depois de duas décadas, hoje os cofres da cooperativa têm 11 milhões de euros (em torno de R$ 28 milhões). Para se tornar um cooperado, qualquer um pode investir 500 euros (cerca de R$ 1,3 mil) e propor políticas. Não é possível influenciar nas operações diárias. No último encontro, por exemplo, foram aprovado o aumento dos valores pagos a freelancers e liberado publicidade de energia nuclear. Informações do The Guardian [3/10/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem