Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

MONITOR DA IMPRENSA > NEWTOWN, ECOS DO MASSACRE

Polícia investiga se jornalista violou lei de porte de armas

31/12/2012 na edição 727
Tradução: Rodrigo Neves (edição de Larriza Thurler)

O departamento de polícia metropolitana de Washington está investigando se o jornalista David Gregory da NBC violou as leis locais de porte de armas ao mostrar durante uma entrevista um pente de arma capaz de carregar até 30 balas. “Aqui está um pente de 30 balas. Se nos livrássemos desses, e os substituíssem por pentes com capacidade máxima de 5 ou 10 balas, não seria possível diminuir a carnificina em situações como o massacre em Newtown?” perguntou Gregory à Wayne LaPierre, vice presidente executivo da Associação Nacional de Rifles (NRA).

Não se sabe se o pente exibido era autêntico ou um falso. O porta-voz da polícia de Washington declarou que o departamento está investigando o assunto e não fará comentários por enquanto. Portar um pente de arma com capacidade maior que 10 balas é ilegal no Distrito de Columbia. A lei ainda específica que o porte é ilegal independentemente se estiver ou não anexado a uma arma. O estúdio da NBC onde o programa é gravado está dentro do limite da cidade. A emissora não respondeu às perguntas enviadas pela CNN.

Após o massacre na escolar de Newtown, defensores do controle de armas estão pressionando o governo para se limitar a capacidade dos pentes de armas. Restrições como essa foram mencionadas pelo presidente Barack Obama recentemente, quando ele anunciou os esforços governamentais para diminuir a violência. “Não acredito que a restrição fará diferença”, disse LaPierre, membro da NRA, durante o programa de TV. Informações de Larry Lazo [CNN, 25/12/12].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem