Domingo, 20 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

MONITOR DA IMPRENSA > CASO JAMES RISEN

Advogado pede que secretário de Justiça retire intimação

08/08/2013 na edição 758
Tradução e edição de Larriza Thurler; informações de Sarah Wheaton [“Times Reporter Seeks Subpoena’s Withdrawal”, The New York Times, 7/8/13]

David N. Kelley, advogado de James Risen, autor e repórter doNew York Times, pediu ao secretário de Justiça Eric H. Holder Jr. que retire uma intimação que pedia que ele testemunhasse sobre um fonte confidencial, em face das novas regras do Departamento de Justiça para obter informações de jornalistas em investigações.

No dia 19/7, uma corte federal de apelações determinou que Risen devia testemunhar no julgamento criminal de um ex-funcionário da CIA, Jeffrey Sterling, acusado por vazamento de informação confidencial. O caso envolve material publicado em um capítulo no livro que Risen escreveu em 2006, Estado de Guerra. O capítulo em questão detalhava o que o jornalista alegava ser um esforço grosseiro da CIA para sabotar a pesquisa nuclear iraniana. Em maio de 2010, ele foi intimado a revelar suas fontes. Em dezembro do mesmo ano, Sterling foi acusado sob o Ato de Espionagem, de ser a fonte de Risen.

O pedido foi feito uma semana depois que Holder divulgou um relatório com "revisões significativas" nas políticas do Departamento de Justiça com o objetivo de "fortalecer as proteções de membros da mídia". As normas revisadas pedem que táticas como intimações sejam tratadas como "medidas extraordinárias" a serem usadas como "último recurso", observou Kelley em carta a Holder. "Pedimos que vocêaplique esses princípios nesse caso". Um porta-voz do Departamento de Justiça disse que ele estava examinando "os próximos passos de condenação nesse caso".

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem