Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > EUA 2016

Republicanos boicotam debates na CNN e na NBC

27/08/2013 na edição 761
Tradução de Larriza Thurler, edição de Leticia Nunes. Informações de Ed O’Keefe [“RNC votes to exclude CNN, NBC from 2016 presidential primary debates”, The Washington Post, 17/8/13]

As redes de TV CNN e NBC podem não exibir os debates das próximas primárias do Partido Republicano para a disputa presidencial de 2016. O Comitê Nacional Republicano decidiu formalmente em resolução não fazer parceria com as redes em retaliação aos planos de produção de programas sobre a democrata Hillary Clinton.

Os republicanos questionam se as duas produções televisivas deveriam contar como propaganda e se apoiariam os possíveis planos de Hillary para a presidência. “Estamos fartos desse nonsense. Há muitos outros veículos de notícias, ainda vamos alcançar muitos eleitores, mas os âncoras da CNN e NBC terão que assistir aos debates nas redes rivais”, declarou o presidente do Comitê, Reince Priebus. Ele afirmou, ainda, que cada programa é uma “tentativa velada” de ajudar Hillary na sua campanha, caso ela decida concorrer nas próximas eleições. A ex-senadora, ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado ainda não afirmou oficialmente ter aspirações à presidência, mas a mídia americana já especula sobre a possibilidade.

Segundo a resolução aprovada pelo Partido Republicano, os programas sobre Hillary “prejudicarão a credibilidade da CNN e da NBC como redes de notícias supostamente imparciais e diminuirão a objetividade percebida da cobertura da campanha presidencial de 2016”. O “rompimento” com a CNN e a NBC também valeria para as redes em espanhol CNN en Español e Telemundo, deixando o partido com apenas uma grande rede em espanhol, Univision, para fazer alguma parceria oficial para a exibição de debates.

As duas redes anunciaram suas produções recentemente, com a CNN planejando a produção e exibição de um documentário para TV e cinema. A NBC produzirá uma minissérie de quatro horas com Diane Lane interpretando Hillary. A NBC News chegou a dizer que é uma entidade separada da NBC Entertainment, responsável pelo projeto. Em declaração, a CNN disse que continuará a trabalhar no documentário: “Encorajamos todos os partidos interessados a esperar até que o programa estreie antes de fazer julgamentos. Infelizmente, o Comitê não está querendo fazer isso”.

Debates tradicionais

Redes de TV a cabo e abertas costumam patrocinar e produzir debates das primárias (quando os partidos escolhem seu candidato), geralmente em parceria com os próprios partidos e outras organizações políticas. Nas eleições de 2012, as principais redes patrocinaram pelo menos 20 debates que foram realizados de maio de 2011 a fevereiro de 2012. A CNN organizou sete debates e a NBC, quatro.

Nos últimos anos, os candidatos dos dois partidos reclamaram que os debates requerem uma dedicação significativa de preparação, além de tomarem noites que poderiam ser gastas com eleitores. Uma outra queixa é que o formato acaba expondo divisões internas do partido em vez de levantar preocupações sobre o partido rival.

As redes de TV não precisam de permissão do Comitê para apresentar tais debates, mas a resolução aprovada deve levar as representações do partido nos estados e outras organizações conservadoras a se recusar a cooperar com qualquer debate ou fórum patrocinado pela CNN ou NBC.

Leia também

De olho em 2016, jornal escala repórter para cobrir Hillary Clinton

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem