Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > ASSAD NA TV AMERICANA

Líder sírio concede entrevista ao veterano Charlie Rose

17/09/2013 na edição 764
Tradução de Larriza Thurler, edição de Leticia Nunes. Informações de Chris Ariens[“Charlie Rose Interviews Bashar al-Assad”, MediaBistro, 8/9/2013],de Dominic Rushe [“Assad chemical weapons interview is just latest scoop for Charlie Rose”, The Guardian, 8/9/2013] e de David Bauder [“CBS News says it almost gave up on Assad interview”, AP, 11/9/2013]

Foi concedida ao veterano âncora de TV Charlie Rose a primeira entrevista do presidente sírio, Bashar al-Assad, a uma emissora americana depois que o presidente Barack Obama pediu ao Congresso para aprovar o uso de força contra o regime da Síria pelo uso de armas químicas. A CBS quase desistiu de tentar entrevistar o líder sírio, pois ele não tinha concordado em participar doprograma 60 Minutes. Mas acabou cedendo ao convite de Rose, que sugeriu que a entrevista fosse exibida na rede pública PBS, com a mesma duração da entrevista que Obama conceceu recentemente ao canal. O jornalista apresenta programas nas duas emissoras.

O presidente da divisão de notícias da CBS, Jeff Fager, que acompanhou Rose até Damasco para a entrevista, contou que o presidente queria intervir na edição – o que a emissora havia recusado. Por isso, Assad optou por uma entrevista maior na PBS, exibida na semana passada (9/9). A última entrevista do presidente a uma emissora de TV americana foi concedida a Barbara Walters, para a ABC News, em dezembro de 2011.

Na entrevista a Rose, Assad negou ter algo com os ataques com armas químicas. “Ele disse que não há evidências para fazer um julgamento conclusivo e que não poderia confirmar ou negar o uso de armas químicas”, disse o jornalista, que perguntou ao presidente se ele esperava um ataque, obtendo como resposta: “Não sei”. “Nunca recebi tanto feedback por uma única entrevista”, contou o jornalista, que disse ter se preparado durante dois dias.

Em junho, Rose já tinha conseguido um outro furo, ao entrevistar Obama quando o presidente defendia a coleta de dados telefônicos e online pela Agência de Segurança Nacional, após revelações no Guardian sobre a vigilância de massa de cidadãos americanos e estrangeiros. Na época, Obama falou também sobre a Síria e a necessidade legítima dos EUA de estar engajado e envolvido em conflitos internacionais.

Histórico de peso

Rose começou sua carreira na PBS em 1974. Ele apresenta oThe Charlie Rose Show na PBS desde 1993 e co-apresenta oThis Morning na CBS desde 2012. Em 1976, recebeu o prêmio Peabody por uma entrevista com o presidente Jimmy Carter; em 1987, ganhou um Emmy pela entrevista com o assassino em série Charles Manson. Na lista de entrevistados famosos, estão desde os ex-presidentes americanos George W. Bush e Bill Clinton a Dalai Lama e Bill Gates.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem